DIREITO DE RESPOSTA

Tenho estado bem ATARREFADO com meus trabalhos, por isso não tenho postado como gostaria, mas vamos lá… Quero deixar claro que estou escrevendo como Leonardo e não como EuGordinha nesse exato instante. Mais detalhes, abaixo:

DIREITO DE RESPOSTA

Rsrs é até engraçado, mas vamos lá…

Sinceramente eu não pensei que fosse chegar esse dia no qual eu teria de expor o caso. No geral ficou só entre as pessoas mais próximas ou então em uma ou outra conversa quando surgia assunto parecido. Tem uns dias que não entro no facebook então uma amiga virtiual me alertou do que tava acontecendo. Fui ver, então, eis-me aqui.

Aconteceu que, em fevereiro de 2011, navegando pelos blogs que costumo ler por ai, vi uma postagem legal contando a relação de uma gordinha com a sua mãe e como as duas juntas superaram toda série de dificuldades que as meninas cheinhas enfrentam. A postagem foi no http://loveyourbodybrazil.blogspot.com/ em Fevereiro desse ano. Atualmente o blog está fora do ar.

Mas então, após a leitura do post, segui o link que dava no blog da Luciana. Ela escreve pra meninas também, achei bem legal. Lá achei na parte do perfil o email de Luciana e enviei a seguinte carta:

Olá Luciana,

Espero que essa Carta/email te encontre em ótimo momento da vida, mesmo que você esteja enfrentando algumas lutas, lembrando que outras você já venceu então essas que estão por ai são só mais umas aprendizagens a somar na sua jornada! Rsrs

Não nos conhecemos pessoalmente (ainda rsrs) nem temos amigos em comum. Na verdade, eu comecei na semana passada a por pra fora toda uma indignação minha, em forma de blog – mas é uma indignação nada violenta, viu, Fique tranquila! Rsrs a minha indignação é contra o prenconceito, os paradigmas, conceitos, ideias de gente medíocre que mede a beleza das pessoas pelas suas medidas dentro de um padrão qualquer que alguns desconhecidos definirão por belo. Achei uma postagem sua no http://loveyourbodybrazil.blogspot.com/ e me emocionei com a sua história. Gostei muito de ver que você já conseguiu superar o caminho que muitas meninas ainda trilham e sofrem horrores os quais você bem conhece.

Fico feliz por você ter tido a Dona Sônia pra lhe ajudar a ver a beleza de pessoa que você realmente é. Mas você deve saber que existem muitas mães por ai que aumentam o coro da rejeição contra as próprias filhas e isso é 😦 .

Ops, eu falei do blog que estou montando, mas nem disse o endereço, né? Pois então… https://eugordinha.wordpress.com Você pode ir lá e dar uma olhada no que tem sido escrito até agora. Gosto muito de escrever e há muito tempo venho conversando com minhas amigas e conhecidas e na verdade quem me der um pouco de abertura pra falar do assunto… que podemos nos aceitar como somos independente do que digam ou pensem, pois no final das contas só nós sabemos o que é viver em nossa pele, a vida é nossa e ninguém vai vivê-la em nosso lugar*.(burrice nº1)

 

Pois então, a minha motivação pra essa carta aqui é a seguinte. Eu gostei de saber da sua história de superação e acho que você poderia me ajudar a ajudar outras meninas num projeto que estou desenvolvendo… Estou em fase de pesquisas ainda, mas material a gente encontra de sobra. Estou escrevendo sobre essas questões que toda menina gordinha enfrenta não apenas em nossa sociedade brasileira, mas pela maior parte do mundo [excluindo alguns países na África, no Oriente médio, onde as mulheres fofinhas são mais apreciadas… se bem que podem ser depreciadas por outros fatores… ohhh mundo desigual 😦 ].

Pelo que li no seu texto, entendi que você tem um ponto de vista que pode me ajudar a enxergar algumas coisas de maneira diferente, portanto eu gostaria de estar trocando e-mails, contigo, compartilhando algumas impressões sobre o que tenho feito e procurando ver a sua visão sobre as coisas que estou fazendo. Meu objetivo principal é contribuir para a mudança de visão que as meninas podem ter de si mesma. Como a sua visão sobre si mesma já mudou, creio que você possa somar forças comigo :). Se quiser, é claro rsrs, Eu ficaria muito feliz, e caso tudo corra bem, muitas outras pessoas também ficaram muito felizes!

Espero esperançosamente rsrs uma resposta sua, seja positiva ou negativa! Rsrs

Até Mais!

Eu,Gordinha (burrice nº2)

Pois bem, tenho mania de guardar meus textos e tudo o mais. Tomara que ela tenha lá na caixa de email dela o que enviei, pra ver se confere o que está aqui. Esse email foi guardado numa pastinha chamada “burrice do Léo”. Lá eu pus esse primeiro contato e a resposta de Luciana:

Oi “Eu gordinha”!

Você só esqueceu de pôr o seu nome,para eu poder me dirigir a você por ele..rsrsrs Portanto te chamarei assim por hora:”eu gordinha” hehe

Realmente o seu email me pegou de surpresa, normalmente não recebo muitos emails de pessoas que não conheço, mas fico feliz com o seu contato e, sobretudo com você ter gostado do texto que escrevi para o blog “Love your body”.

Realmente essa minha participação nesse blog teve uma repercurssão muito grande que nem eu imaginava que fosse ter..

Recebi muitas mensagens de gordinhas que a mãe infelizmente humilha, rejeita, fiz até um post falando sobre isso no blog, não sei se você viu..

Imagino que descobriu meu email pelo meu blog correto?

Tem certeza que não nos conhecemos? Seu jeito de falar me lembra alguém..Bom de que Estado você é?

Respondendo ao que você disse, estou num ótimo momento,cheia de projetos e na medida do possível realizando cada um deles.Tem muito tempo que eu superei a depressão..Já fazem mais de três anos..

E gosto sempre de compartilhar minha experiência com gordinhas que estão passando por isso justamente porque é muito melhor se criar forças através do relato de alguém que já passou pelo mesmo concorda?

Meu texto nesse blog foi não só com o objetivo de estimular as gordinhas em depressão a se amarem e se aceitarem como são, como também foi para contagiar quem sabe outras mães com o exemplo da minha..

Bom você mencionou um projeto em seu email que gostaria de minha ajuda, do que se trata?

Pela descrição que você deu, não deu para entender direito.. Você quer minha opinião a respeito de quê?

Fui em seu blog, achei os textos bem bacanas, eu também faço parte da luta pela quebra de preconceitos e paradigmas..Inclusive se você ver meu blog fala muito disso..Inclusive no post de hoje falo sobre o abaixo assinado criado fruto da união de blogs, e o meu é um deles, para fazer um abaixo assinado virtual contra crimes virtuais com pessoas gordas..Se você tiver interesse de vê-lo e assiná-lo é só clicar no link..

http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=gordo

Espero seu contato e maiores esclarecimentos sobre esse projeto que você mencionou!

Atenciosamente Luciana

 A pasta foi chamada de “burrice do Léo”, porque enquanto eu estava escrevendo o email, tive alguns minutos de conversa com Luciana no MSN. [Talvez ela tenha se esquecido desse fato, mas em momento algum pedi o MSN dela como está dito no facebook. Como o fato aconteceu em fevereiro, já tem um tempo, talvez ela tenha esquecido disso. Mas como eu disse, eu guardo as coisas. Tenho a conversa inteira de MSN que salvei, se Luciana permitir, eu publico aqui no blog só pra deixar tudo em pratos limpos…] Na conversa pelo MSN conversei com ela sobre minha ideia do livro, falamos sobre eu escrever como se fosse menina, mas sendo homem, ela mencionou o fato de que no blog não havia menção de que eram duas pessoas… e eu corrigir isso na hora. Ela falou que poderia dar a idéia de que eu estava com segundas intenções. Daí por diante a conversa começou a rolar no entorno de eu estar mentindo ou não a minha identidade. Em momento algum eu menti pra ela, no primeiro email a parte que eu aqui deixei em negrito vermelho, pode ter realmente dado a entender que eu não era quem sou de verdade e o fato de ter assinado apenas em nome da minha personagem (isso foi burrice!! Kkk). Mas como pode ser lido no MSN, eu não menti.

Acabou que não expliquei o nome da pasta… A conversa no MSN acabou, mas no twintter a Luciana começou a postar:

“bom no caso e n ter ficado bem eclarecido: eu sou casada!!!e n tenho interesse de trair meu marido nem no real e nem no virtual…”

“eu sou assim: fale de cara a verdade p mim..n venha mentira ou falar meias verdades e depois tentar esclarecer que ja era…”

“SE TEM ALGO QUE EU ODEIO SÃO OS TARADOS VIRTUAIS!!!”

“OUTRA COISA:ANTES DE SAIR ADD ALGUEM NO MSN CONVERSE COM A PESSOA..PEÇA O MSN..N SAI ADDCIONANDO NAO!”

“po eu coloquei meu email numa boa, p ajudar gordinhas q possam estar passando pelo que ja passei..n foi p ficarem me add em msn não..”

“ja ate tirei meu email do blog..n quero problema no meu casamento..depois meu marido vai te caçar vai te imprensar na parede e n vem chorar!”

“meu tem uns manés que acham que só pq somos gordinhas somos carentes, desesperadas e portanto podem se aproximar com sua conversinha..aff”

“gente nem comentei com vcs..experimentei ontem um creme sem enxágue da pantene, que é tratamento noturno.MARAVILHOSO!”

Se ela buscar na timeline do twitter dela, vai achar o mesmo que está aqui sem tirar nem por. Que dizer, eu retirei os link que levam a ela… Por isso eu reconheci que fui muito burro de ter começado a conversar assim logo de cara com uma pessoa que nem conhecia como costumo fazer com meus amigos, me expondo, sendo quem sou, na época um tanto ingênuo de certa forma… É bom que fique bem claro, em momento algum mencionei nada de erótico ou sexual. Até porque nem a conhecia, não tinha intimidades com ela pra isso. Sei que há lugares pela net onde pode-se expressar nesse sentido. Não foi o caso.

Não tenho intenção de denegrir a imagem de ninguém. Apenas me senti um pouco mal por ver que estavam falando de mim coisas sem sentido – pelo menos do meu ponto de vista. Achei injusto. De qualquer forma, espero que isso aqui sirva de resposta, ou pelo menos tentativa. No mais, não tenho nada a esconder. A conversa de MSN está comigo. Posso publicar aqui o inteiro teor se a Luciana permitir, pra esclarecer as coisas. Desde o início minha esposa sabe de tudo, desde o primeiro email. Fora esse direito de resposta, não devo nada a ninguém nesse sentido. Quando vi as twettadas falei com a minha colega de trabalho na hora, comentei com ela e tal. Tratei de copiar e salvar. Até porque ela mencionou o marido dela… puxa! em momento algum faltei com respeito com a esposa de ninguém. Se ela me entendeu mal… e lendo todo conteúdo da história, o que dá a entender é isso, ai não é responsabilidade minha. Ela pode ter distorcido as coisas e tal, mas daí a fazer o que fez no facebook… eu não entendo. Talvez entenda um pouco. Talvez, é uma hipótese, será que dá pra entender essa suposição?… Talvez ela já tenha sofrido esse tipo de assédio pervertido de algum tarado virtual, do qual ela está falando que eu poderia ser. Nunca em momento algum respondi grosseiramente a nada que ela postou. Não vejo motivos pra isso tudo. Se quiserem e se Luciana permitir, eu posto aqui o que ainda tem de textos de todo desenrolar de história.

No mais, me chamo Leonardo, escrevo no blog EuGordinha, na página SOBRE fala de mim. Não chego a ser como Fernando Pessoa que tinha lá seus heterônimos, mas continuarei escrevendo como aprendi, ao público ao qual já conversava antes, pessoalmente, agora pela net, minha amigas gordinhas. Nunca menti minha identidade, nem no facebook, se tiver por lá alguém que tenha sido enganado que se manifeste – ahh, detalhe, tem uns carinhas que me adicionam e quando vêm com “graças” pra cima de mim, eu mando ir no blog pra ler, os preguiçosos não chegam na página sobre e ficam dando encima de mim pensando que sou menina… se eles lessem direitinho iam saber quem sou… dou a eles o benefício da dúvida e me ponho no lugar de minhas amigas, pra saber o que se passa na cabecinha deles. Vou continuar escrevendo meu livro e daqui um tempo a gente vê que tudo não passou de um mal entendido. Pelo menos assim espero.

12 respostas em “DIREITO DE RESPOSTA

  1. com certeza é bom saber o lado das coisas mas como disse la no facebook a verdade tem 3 lados…o seu, o meu e a verdade em si, acredito que cabe a vcs dois resolverem o mal entendido e que td corra mais claramnete possivel pq se repassei o recado e pq realmente não acredito em homens na net e tenho muito medo do que são capazes.

    • Mesmo sem ser uma menina, sei do que você está falando Nana, porque nesses meses com o blog, como sendo EuGordinha, pude vivenciar as coisas que só ouvia falar. Sei que existem “Tarados Virtuais”, mas esse não é o meu caso. Só achei injusto não me consultarem antes pra saber meu lado.

  2. Sou a amiga de trabalho do Leonardo citada no texto e posso afirmar que ele é super gente boa. Tudo não passa de um mal entendido. Ele sempre deixou claro que escreve para as gordinhas com o intuito de acabar com o preconceito. Conheço também a esposa do Leonardo(que também é gordinha), eles tem um bebê lindo! Acompanho esse trabalho “EuGordinha” desde o começo, acho muito interessante e muito importante também, principalmente por ser uma iniciativa de um homem, que tem uma mulher gordinha. Porque não podemos, assim como Fernando Pessoa, ter heterônimos? Portanto, o que eu vejo é uma grande confusão, fundada com uma ajudinha do receio que a Luciana deve ter em sofrer esse tipo de assédio. Caso alguém precise de esclarecimentos meus, deixo aqui disponível os meus contatos:
    E-mail: thaylavilas@gmail.com
    Blog: http://medeixaestar.blogspot.com
    Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=100001838359956

  3. Acho muito digno você que, pelo que me consta, nunca teve problemas com a obesidade, se preocupar com uma causa que hoje é de saúde pública. Fiquei impressionada quando li que você é um tarado virtual. Acho que não precisa te conhecer pessoalmente pra perceber sua educação e seu respeito ao falar com as pessoas… Talvez nossa colega tenha confundido gentileza com “dar em cima”, já que, infelizmente, é bem raro hoje em dia encontrarmos pessoas educadas como você. Por conhecer você e sua família, fiz questão de comentar seu desabafo. Não consigo te imaginar na condição de tarado virtual. Chega a ser engraçado, rsrs.
    Enfim, não posso falar sobre a colega em questão, já que não a conheço, mas posso dar minha opinião a respeito e falar de mim, que sou gordinha… Sabe o que eu acho? Muitas gordinhas com problemas de auto-estima precisam camuflar isso de alguma forma. É bem comum que a gordinha do grupo seja sempre a mais engraçada, a mais simpática, a que fala mais alto, a que se dá bem com todo mundo… Precisamos chamar atenção pra outros aspectos da nossa vida pra que as pessoas não foquem somente na questão da obesidade. Eu sempre fui “a engraçada”. Até hoje, rsrs. Quando resolvida a questão da auto-estima (o que geralmente acontece com a perda de peso), temos a sensação de que o mundo inteiro nos deseja. Na verdade, passamos a nos sentir bem e, realmente, chamamos mais atenção. Muita gente passa a fazer elogios, inclusive pessoas que já conhecemos a tempos, mas que nunca nos notaram. É neste momento que precisamos ter a cabeça muito no lugar pra não confundirmos alhos com bugalhos. Pra não acharmos que qualquer pessoa educada que nos cumprimente na rua está dando em cima da gente. Pra não passarmos para o outro lado da arena e começarmos a criticar e ter os mesmos preconceitos que antes repugnávamos com tanta veemência. Desconfio sempre da ótima auto-estima que muita gordinha por ai divulga que tem. Acho que em muitos casos (QUE FIQUE CLARO AQUI QUE NÃO ESTOU FALANDO DE NINGUÉM ESPECIFICO, ESTOU DANDO MINHA OPINIÃO DE FORMA GERAL) essa pseudo auto-estima seja apenas mais uma forma de mascarar a baixa auto-estima que teima em nos acompanhar vida afora…

  4. Sou amiga de trabalho do Leo também, e posso afirma que ele é uma super pessoa, uma das poucas que conheço e que se pos a tratar sobre um assunto que poucos tratam e de uma maneira otima. E com certeza isso deve ter sido um mal entendido, de repente pelo o que ela ja sofreu e tudo mais. No mais eu te conheço pra não ter nenhuma duvida disso, seu blog é otimo e você é um exemplo a ser seguido meu caro amigo.

  5. O que falar diante disso tudo?
    Entrar em defesa do Leo?

    Acho mais sensato fazer uma analise da situação..

    Conheço Leo daqui da net.. nos conhecemos em uma situação inusitada.. Diria que pouco comum.. Bem antes dele ter a idéia de criar esse blog..
    Desde os primeiros contatos soube desse interesse dele de espalhar sua insatisfação
    com esses carinhas que não valorizam mulheres gordinhas..
    Também sou gordinha e vivo de modo pouco intenso no mundo virtual, pórem o suficiente para ter contato com muitos tipos de pessoas.. E saber que não são poucos os pervertidos de fato.

    Mas o que aconteceu aqui foi uma leitura mal sucedida de quem relmente seria a Eu, Gordinha.
    Luciana talvez saturada de só se deparar com o comum, os pervertidos de fato, não pensou na possibilidade de encontrar algo novo.. As vezes pensamos ser uma utopia encontrar algum homem que goste de mulher gordinha. E ainda que faça campanha para consientizar os homens de que existe muito mais além do que a beleza física..

    Enfim não quero me estender aqui..
    Deixo uma DICA DE REFLEXÃO:
    Procure ver sempre além do óbvio.. tudo vai mais além de nossos olhos podem alcançar..
    É mais interessante conhecer as pessoas a fundo do que fazer julgamentos.. Mesmo sendo um mecanismo de defesa é bom está sempre atenta..

  6. aiaiai…a gente curte cada coisa na internet sem saber né…é nisso que dá “cocô fidiiidoooo” hahahaha….Isso porque sou jornalista e sei bem que não se deve publicar conteúdos de procedência duvidosa ou sem a checagem, mas a minha publicação foi somente um comentário no face: “nooossaaaa…..que horrroooorrrrrr!” rsrsrs…não cheguei a falar nada no meu blog sobre isso porque não dou muita atenção pra bafafás internéticos, até porque comentários maldosos no canal do youtube ou no blog são parte da rotina…hahahaha….enfim, gostei muito do seu post e já quero ler seu livro…hahaha….no fim essa história vai fazer bem pros negócios…hahaha…! Bjos no cérebro!

  7. leo meu amigo virtual vou posta aqui não para te devender, e nem disser a pessoa que você é, mas sim para falar a você que não esquente sua cabeça com pessoas que não merecem sua amizade nem sua ajudar,
    seu trabalho com nós gordinha é lindo adorei você logo na primeira convesar de maneira nenhuma você se escondeu atraz de sua personagem,isto que esta menina falou é por quê com certeza ela não tem nada para
    fazer é uma fofoqueira aleia , e do jeito que ela é leiga não deve saber que a fofoca pode causar problemas tanto no seu íntimo como na sua vida social,
    provalmente ela deve passar o dia todo observando blog conversando com pessoas virtuais para depois sair falando mal como falar, eu considero isto uma pessoa que é compulsiva com o desejo de compartilhar fatos.
    Talvez para ser divertido ou para aliviar a atmosfera, que deve ser o caso dela,deve se sentir feliz
    cria mal-estar entre as pessoas, destrói reputa­ções, e até mesmo divide comunidades etc…eu quando conversei com você te perguntei é “homem ou mulher” você me falou sou “homem” eu abri meu coração com você logo de cara e você acha que considerando que a pessoa se expos ao maximo e permitir assedio? neste caso seria ou nao assedio virtual? por favor leo se você tentou ajudar ela , e agora ela esta fazendo fofoca no seu nome porquê para mim isto é fofoca e você esta se incomodando com isto? deixa ela falar o que quiser sobre você quem te conhece sendo virtual ou real sabe que você é uma pessoa educada inteligente e abençoada por deus para ajudar as pessoas que realmente precisa de você não deixe este tipos de possoas estragar seu dia e nem deixa de ser a pessoa que você é ,Não esquente a cabeça. Essa pessoa não deve ter o que fazer!
    Continue nos ajudando com suas dicas e experiências.Não se preocupe com esses espiritos não evoluidos, vc é um ser de luz, sempre nos ajudando os menos experiêntes, sempre apoiando os amigos, e seu blog é canal de incentivo aos que muitas vezes pensam em desistir,e você é um grande exemplo pra todos nós, por suas ações sempre plenas de ética, solidariedade e fé!

    não importa a forma que vc se apresenta, mas sim a luz que vem de suas palavras!
    continue realizando esse trabalho lindo que você faz ,espero que você supere todos os problemas em sua vida, como vem superando: com garra, determinação e fé!
    leo meu anjo esta pessoa que falou mal de vc não merece esse papel de destaque em seu blog,vc não deveria colocar esse post no seu blog não ,pois é justamente isso que essa pessoa quer,chamar a atenção,ver que vc se incomodou com isso e tal.esse tipo de coisa que não acrescenta em nada a gente não pode nem dá ouvido,deixa pra lá,Sua mensagem de incentivo, superação, força e ânimo é superior a tudo isso. E por vezes levantou não só o meu astral como também o de muitas pessoas. não ligar pra isso, são pessoas que jamais alcançarão o seu patamar.

    estou falando não só por mim mas por todas as pessoais que te adora,estamos a seu lado, torcendo por você!
    bjos anjo
    ” meu chocolate ao leite”

    sua amiga:

    lara maria

  8. Concordo com a minha amiga Nana. Você tem direito de resposta e eu fiz questão de vir aqui comentar, porque li o que a Lu postou e a Nana também.
    Acho que seria mais legal (minha opinião) você ter INOVADO e criado o EU GORDINHO! Seria mais íntegro e algo que não tem.
    Li seu lado como li da Lu e acho que tudo realmente não passou de um mal entendido, porém o que mais tem na net são homens achando que TODA GORDA está a disposição, só porque algumas se menosprezam e denigrem sua imagem. E nós mulheres, ficamos com os dois pés atrás.
    Boa sorte no seu projeto.

    • Ainda bem que ficou esclarecido o GRANDE desentendimento. Quando me decidi criar a EuGordinha foi porque muito do que me ocorre escrever por aqui, eu já conversava com as minhas amigas de trabalho, escola, família. Vivo ao redor de meninas cheinhas e não de meninos. Desde cedo que ouço seus lamentos e me irrito com isso!!! Os meninos, por si só são respaldados pela nossa cultura em muito machista ainda. Eles nem tem tanto a reclamar como o fazem as minhas amigas que não são virtuais. Na net eu só vi um ecoar de tudo que já ouvia no dia a dia. Por isso entrei com a personagem feminina, e ah muito que escrevo, ter vindo pra net, foi só mais um passo.

  9. Acho legal o nome Eu, Gordinha.. digo que é de uma tremenda criatividade..
    Se soubesse a origem não iria propor o EU, GORDINHO. Sendo Leo magérrimo.. rss

    Meninas, aprendam a ver mais do que os olhos permitem.. (repito)
    Assim será mais fácil identificar quando esses carinhas se aproximarem..
    Procurem a essências das pessoas.. o que elas sentem.. como veem o mundo..
    É muito mais interressante do que se ocupar da superficie.. do que achamos que é..

    Não adianta aqui querer apontar quem está certo ou errado, que deveria fazer isso ou aquilo..
    Cada um está certo em seu ponto de vista.
    O que torna uma história valida é quando passamos a acreditar nela sendo verdade ou não.
    Acreditar é tornar válido algo até inexistente..

    Acredito que Léo queria com esse post colocar o ponto de vista dele para que todos visses que ele não age de má fé como foi proposto.

    Paremos de ser medíocres em nossos julgamentos..
    Não existe errado. Apenas pontos de vistas diferentes..

    E outra: “não se pode exigir das pessoas aquilo que elas não podem dar”

    Fico por aqui..
    Bjus

Comente...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.