O que nos Encanta

 

O diferente costuma ser encantador.

Todos nós temos as nossas particularidades sejam exteriores ou interiores. Muitas vezes ficamos a lutar por anos na tentativa de nos modificar e sermos mais “aceitáveis” – antes aos outros do que pra nós mesmos.

Pensemos: Quando, por exemplo, alisamos ou pintamos os cabelos pra agradar a nós mesmos, será que no fundo não estamos tentando agradar ao PADRÃO que colocaram dentro de nós do que é belo? O espelho não é um objeto natural que encontramos pela natureza de modo fácil. A natureza por si só cria, sim situações nas quais podemos nos ver refletidos. Mas não é um ato natural o de nos olharmos no espelho, é um ato cultural. Nos ensinaram a nos olharmos no espelho e buscarmos uma BELEZA que nem sempre é a que está em nós por nascença.

Precisamos aprender a nos ver como somos e descobrir a beleza de nossa cor de pele, formato de nariz, tipo de cabelos, altura, jeito de ser… Se nos amarmos sendo originais, como os DNAs determinaram, toda mudança que fizermos não terá o peso da não aceitação como opressora.

Gaby Amarantos, Vencedora do VMB 2012

Tem hora que nos suspreeendemos com a vida em muitos aspectos. Creio que muitas dessas surpessas têm acontecido aos montes de uns tempos pra cá na vida de Gaby Amarantos. Ontem ela foi a grande vencedora do prêmio VMB.

VMB 2012, premiacao da MTV BrasilEla recebeu 3 de 4 indicações: Melhor Capa, Melhor Artista Feminino e Artista do Ano. Imagino o tanto de alegria que deva está transbordando no coração dela.

PARABÉNS, GABY AMARANTOS!

Devo confessar que não sou fã do gênero brega, technobrega e afins. Gosto um tanto do brega romântico, mas isso é outra história. O que eu admiro em Gaby e outros artistas do gênero é levar a um nível de visibilidade e aceitação uma cultura até certo ponto discriminada pela maioria que só diz que é bom o que está dentro de suas preferências pré-moldadas. O grande lance de Gaby foi ter posto a arte dela ao alcance do coração das pessoas. Sou muito crítico em relação ao conteúdo do que se produz culturalmente. Gosto do que nos faça ver a vida com outros olhos. Sendo que ultimamente tenho visto com crescente interesse esse movimento de expor o simples da gente, as coisas do dia a dia, as manifestações mais populares e diversas do que estou acostumado.

Leia mais sobre a Premiação MVB  Gaby Amarantos no MVB