O Amor Próprio É Uma Questão de Escolha

O amor próprio é uma questão de escolha

Hoje, meu professor de natação esbravejou para os alunos: “Autoestima em excesso é tão prejudicial quanto uma depressão sem motivo.” Coloquei-me a pensar nas nuances de cada palavra e aproveitei uma pergunta recebida no ask.fm para desenvolver esse post.
“Qual é o segredo da sua autoestima?”, perguntou o anônimo.
A minha autoestima sempre esteve relacionada ao meu peso. Eu não conseguia encarar o verdadeiro “Caio” diante do espelho e fui obrigado a conviver com esse sentimento de“inadequação” durante grande parte da adolescência.
Deixei de conhecer muitos lugares, abandonei vários projetos e tomei decisões precipitadas por puro medo de encarar o mundo longe da proteção do meu quarto. Aos 16 anos, emagreci52 quilos em menos de cinco meses. Me senti forte, corajoso, determinado e doente.

Aos 16.
Esteticamente satisfeito, mas totalmente devastado por dentro.
Pronto. Estava magro, mas não tinha disposição nem para me vestir. Continuei dentro do mesmo quarto, fazendo as mesmas coisas e tendo os mesmos medos. Valeu a pena? Não. Fiquei anêmico e fui internado as pressas. Desenvolvi bulimia, anorexia e síndrome do pânico. Felizmente, tive o apoio da minha família e dos meus amigos.
E quem não tem esse suporte?
Atualmente, aos 23, percebo que essa fase serviu de experiência para o “Caio” que sou hoje.

Fotos: Arquivo pessoal.

Aprendi _ na marra _ que qualquer mudança de pensamento deve, obrigatoriamente,começar na cabeça. Não tenho mais vontade de ser magro. Eu quero estar/ser saudável e ter ânimo para encarar os desafios diários de cabeça erguida.

O sobrepeso deixou de exercer o papel de protagonista da minha novela. Como autor, diretor e personagem da minha própria história, tenho me permitido escrever cenas mais alegres. Para concluir, creio que não há um segredo para o amor próprio. Como desabafei acima, nós sabemos quais são os obstáculos que nos impedem de ir adiante. Finalmente, livrei-me do meu.

Aproveitem o “Love your body day” (mais informações na página do blog no Facebook) para um momento de reflexão. Espero que esse texto possa ajudar quem esteja precisando de uma palavra de conforto e de carinho.

Abraços,
Caio.
Anúncios

Comente...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s