Tenho amado os textos que leio num blog que sigo, o Diário da Mulher Despeitada. Dos tipos que trazem a gente a pensar coisas novas sobre a vida, ou repensar coisas quais talvez já estivessem esquecidas.

Blog da Ida Lenir

Ontem fui fazer a visita quinzenal à minha antiga morada, que fica no município vizinho de Benevides. É… minha saga para vender o imóvel continua; também persistem as inúmeras despesas que uma casa de campo fechada me impõe: além das taxas e impostos, roçagem e capina, manutenção da piscina e limpeza geral da área externa toda semana. Quem ama cuida, não desiste, não mata (ou se mata!).

Apesar de reclamar um monte, quando estou me aproximando daquela cidade, vai me dando uma vontade danada de voltar a morar lá, tipo ermitã, tendo por companhia apenas minha fiel companheira Tigresa e a Internet. Mas como tenho juízo, espero a vontade passar e volto para meu urbaníssimo apartamento e para curtir todos os problemas da  amada Belém.

Quando chego lá “em casa”, gosto, especialmente, de passear pelo pomar. Pego uma tangerina no pé e saio procurando e catando as frutas disponíveis. Sei…

Ver o post original 244 mais palavras

Anúncios

Comente...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s