Normal é não ser Normal

fazer coração com a mão

fazer coração com a mão

Amanheceu um dia desses gostosos onde a gente ouve uma risada e instintivamente quer saber o motivo dela. Perguntei a minha mamis qual tinha sido a piada e ela veio me dizendo que está rindo por achar engraçado o como as crianças são livres. Quando pequenas, podem brincar sozinhas, falando consigo mesmas, enquanto movem seus brinquedos pra cá e pra lá, enquanto correm pelo quintal, na pracinha, em todo canto. Ser criança nos dá a liberdade de inventar sons com a boca, fazendo bico, tentar imitar o som dos bichos e outras coisas. Ou seja, há uma tremenda liberdade criativa e expressiva no ser criança. Com o passar dos anos a gente começa a se fechar em regrinhas do que seja socialmente aceitável, “correto”, digno de confiança… Nisso, muitas vezes ficamos tolhidos a um comportamento calculado, limitado, sem a alegria da espontaneidade, do tentar ser feliz com a simplicidade da vida.
Parei pra pensar no que ela dizia. Na verdade eu mais ri com ela do que fiquei pensando, o pensamento foi rápido e certeiro. Ficamos rindo de besteiras depois. Fiquei lembrando que os meus momentos mais felizes não foram os normais, aqueles criados por normas, mas sim os que foram feitos daquela mesma essência da infância. Uma felicidade que não é normal, nem normalizada, mas livre.

Anúncios

Comente...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s