De Onde Vem a Sua Força?

Formiguinha Forte

Conta-se que dois meninos patinavam num lago congelado. Era uma tarde nublada e fria, e as crianças brincavam despreocupadas. De repente, o gelo se quebrou e um dos meninos caiu, ficando preso na fenda que se formou. O outro, vendo seu amiguinho preso e se congelando, tirou um dos patins e começou a golpear o gelo com todas as suas forças conseguindo por fim quebrá-lo e  libertar o amigo.
Alguém que estava distante do local e impossibilitado de ajudar, viu o ocorrido e chamou os bombeiros. Quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido, admirados perguntaram ao menino: “Como você conseguiu fazer isso? É impossível que tenha conseguido quebrar o gelo, sendo tão pequeno e com mãos tão frágeis”!
Nesse instante, um ancião que passava pelo local, disse: – Eu sei como ele conseguiu. Todos perguntaram: – Pode nos dizer como? – Não havia ninguém ao seu redor, para lhe dizer que não seria capaz.

Moral da História: Uma pessoa só não consegue fazer algo quando ela mesma ou outra pessoa põe em sua cabeça que ela não consegue fazer certa coisa.

(Ilustração de domínio público)

Malditas Cinderelas

Diante de alguns fatos (a saber, meninas que sofrem por carinhas que não as merecem), estive pensando no tema proposto pelo livro de Colette Dowling, “Complexo de Cinderela” e achei o seguinte texto da jornalista Carol Montone chamado…

Malditas Cinderelas Doidas - EuGordinha

Quero ser salva do Complexo de Cinderela

Quero ser salva dessa idéia tosca, que me incutiram, de que preciso ser salva. Eu sei me virar sozinha, apesar de não ter sido criada para isso. Cresci e já tenho altura para ascender a luz. Chega dessa dor de espera, que maculou minha inocência. Ninguém vai chegar. Tenho que cessar algumas buscas e traçar planos concretos para encontrar. Não há prêmios no fim da jornada, apenas merecimento. Meninas são criadas para achar que na exata hora em que bater o cansaço, medo, insegurança ou até simplesmente a preguiça, um príncipe surgirá no seu cavalo branco e tudo terá valido a pena. Parece um discurso ultrapassado, pré-feminista? Sim, mas atire a primeira pedra a moçoi-la, que possa gabar-se de nunca ter idealizado um “salvador”, nem que seja apenas para dar colo ou orgasmos, após um dia difícil. Essa expectativa não parece ser condenável, mas a dor está no verso dessa moeda, quando não há um homem momentaneamente na vida da “sofredora”, ou há, mas pode não estar disponível e aí a princesa acredita que é cocô do cavalo do bandido e paira resignada sobre sua psêudo-independência, lamentando gritos de silêncios, que só as células ouvem e para avisarem o mundo se organizam na construção de doenças psicossomáticas e outros males do século.

Os meninos são mesmo, ainda hoje, criados com mais assertividade no quesito autonomia, afinal é uma prova de masculinidade levantar rápido de um tombo no colégio, mesmo que os tempos de agora permitam uma choradinha básica. Já nós meninas devemos priorizar a feminilidade, a inteligência desenvolvida quase que unicamente para a sobrevivência através da sedução. Trata-se de tornar-se interessante e não auto-suficiente. Estudar, especializar-se numa profissão é o dote de hoje, digamos assim, para algumas mulheres, que na verdade só pensam no casamento e depois na aposentadoria. Onde estará o prazer pelas tão sonhadas independência e igualdade?
Parece não estar na cama, onde muitas de nós regalam-se com o sexo casual para depois chorar à manicure as agruras do telefonema que não veio ou do pai dos filhos planejados, que não chegou. Quem na noite passada poderia supor que aquela mulher inteligente, batalhadora, que entretia a todos com seu decote e sua retórica era um desiludida mascarada, uma fóbica, insegura quanto ao seu poder de sedução, inteligência e até com o tamanho dos seus seios????
Algumas mulheres contra-fóbicas, como classificou a psicóloga americana Colette Dowling, em seu livro o Complexo de Cinderela, gastam a vida para construir carreiras brilhantes, inclusive em áreas tipicamente masculinas, mas no fundo escondem uma marcante auto-estima distorcida e mal trabalhada, são menininhas assustadas e confusas, perturbadas com o fato de aparentemente ninguém saber ou se propor a cuidar delas. Sem contar aquelas companheiras, que ainda se valem da máxima de que atrás de um grande homem vem sempre uma grande mulher e exilam-se voluntariamente – muitas vezes depois de uma breve carreira ou pelo menos de garantirem seus diplomas pró-formes – na segurança de suas responsabilidades domésticas, principalmente de mães. Ainda vale destacar, como comentou a autora, as garotas, que sentem-se profundamente injustiçadas pelo mundo, quando obrigadas a trabalhar e cuidar de si mesmas por questões inerentes às suas vontades, como separação conjugal, viúves, necessidade de sustentar sua prole entre outras.
O livro vale a pena para que nós e eles entendamos que essas crenças e atitudes destrutivas nascem na infância e são cultivadas por um mecanismo de acomodação das meninas induzidas, desde o berço, a acreditarem que sempre haveria alguma pessoa mais forte para protegê-las.
Não é possível que a liberdade nos venha repleta de tristeza meninas. Mãos à obra. Nós podemos mais. O medo há de existir sempre. A cada desafio pensem nos versos de Clarice Lispector (Aprendendo a Viver) “Pelas plantas dos pés subia um estremecimento de medo, o sussurro de que a terra poderia aprofundar-se. E de dentro de mim erguiam-se certas borboletas batendo asas por todo o corpo”.

Via Carol Montone

A vaca no precipício

Vaca no Precipício - EuGordinha

Muitas vezes temos que nos desvencilhar do que estamos habituados para podermos conhecer nossas verdadeiras habilidades

“Mestre e discípulo andavam pela estrada. O caminho era inóspito, agressivo. O ambiente não era favorável à vida. Muitas pedras e montanhas escarpadas de muito pouca vegetação. Avistaram, ao longe, uma casinha de aspecto pobre e humilde, e para lá se dirigiram.

Foram recebidos, hospitaleiramente, pelo dono da casa e sua numerosa família. Foram abrigados, e os residentes, com eles, compartilharam sua escassa comida e seu espaço para dormir. Interrogado pelo mestre, o dono da casa disse que a alimentação provinha de uma única fonte: uma única vaca da qual tiravam leite e seus subprodutos. O excedente era usado para efetuar trocas no povoado mais próximo.
Mestre e discípulo ficaram ali mais alguns dias, e depois partiram. Algumas horas depois da partida, o mestre disse ao discípulo:

– Volte lá, às escondidas, e jogue a vaca no penhasco.

Estupefato, o discípulo argumentou:

– Mestre, como podes me pedir isto? Então não percebes a pobreza de tão numerosa família, e que seu único sustento é a vaca? E, mesmo assim, pedes-me para jogá-la no penhasco?

– Sim – disse o mestre. Jogue a vaca no penhasco.

Desorientado, o discípulo decidiu atender o mestre, no entanto, não conseguia fazê-lo, sem sentir uma enorme culpa. Mesmo assim, o fez pelo mestre.
Alguns anos depois, passavam novamente pelas proximidades, o mestre e o discípulo. Sem nada dizer ao mestre, o discípulo decidiu que faria a expiação, e pediria perdão por ter jogado a vaca do penhasco. Assim, dirigiu-se até lá. Mas, quando chegou, não mais encontrou a pobre casinha em seu lugar. Havia uma construção nova e confortável. As pessoas, que avistou, eram limpas e bem vestidas, o ambiente era de trabalho, e o progresso era evidente. Foi, então, até uma das pessoas e perguntou:

– Há uns dois ou três anos, aqui havia uma pequena e pobre casinha. Saberia me dizer para onde foram aquelas pessoas?

– Somos nós – respondeu o homem.

– Não, refiro-me àquelas pessoas pobres que aqui viviam.

– Somos nós – respondeu ele, novamente.

– Mas, o que aconteceu? – disse, olhando o progresso a sua volta.

– Bem – disse o homem. Aconteceu, numa noite, um terrível acidente, em que nossa vaca, nossa única vaca, caiu do penhasco, e ficamos sem nossa fonte de sustento. Não tivemos outra alternativa, então, a não ser buscar trabalho. Descobrimos, então, nossas próprias capacidades, e as potencializamos. Como resultado, temos hoje uma bonita e confortável casa”.

Um mestre pode saber além da percepção do que está a nossa frente. Por isso, já sabia o que se desencadearia ao mandar jogar a vaca do penhasco. Já o discípulo, nada pode ver ainda, a não ser o que está diretamente a sua frente. Por isto, somente viu o infortúnio daquelas pessoas. O infortúnio é imediato. O infortúnio é transitório.

(Ilustração de domínio público)

Gostar versus Amar

Reflexões necessárias nos dias de hoje…

Blog da Ida Lenir

 

Há algum tempo atrás,quando estava  na sala de espera de um consultório médico, li um artigo do psicólogo Belisário Marques . Gostei tanto, que fiz algumas anotações em minha agenda. Esqueci.

Lembrei do artigo na tarde de hoje, quando pensava sobre meus sentimentos, ainda um tanto confusos, como é natural. Até onde o que eu senti foi paixão, gostar ou amor? Ainda não cheguei ao veredicto.

A partir do que já escrevi neste blog, peço para que vocês me ajudem a fazer essa avaliação, utilizando as idéias do doutor Marques.

Gostar X Amar

Gostar e amar não pertencem a mesma dimensão. Não se passa de uma vivência à outra; são experiências diferentes.

O amor se fortalece com o tempo. Não é atração. Demora a se desenvolver e exige o investimento dos mais variados recursos disponíveis no ser humano.

A paixão, ao contrário, ocorre de imediato. Baseia-se na fantasia e…

Ver o post original 365 mais palavras

Bullying Reverso

Bullying Reverso - EuGordinha

– Amiga, é igualmente ruim dizer pra uma menina magra que ela não é linda por não ser gorda… assim como é ruim falar pra uma gorda que ela não é bonita por não ser magra né?
– É sim.
– Ok então. Vou parar de fazer bullying com as magrelas… quando vierem pra mim eu vou dizer que elas são lindas mas eu prefiro as gordas. 😛
– 🙂

(Da Série “Diálogos Possíveis”)

Edull

Edull - EuGordinhaEdull é um artista despojado em sua Arte gráfica, ousado na medida que se propõe a desenhas o mundo Plus com graça e desenvoltura. Tão bom quando vemos Arte e beleza no que os padrões normalmente dizem o contrário. Outro dia eu vi um desenho bonito e não demorou muito pra que eu descobrisse a page desse nordestino que está mandando ver nas suas Artes.

1 – Recentemente me deparei com umas imagens de gordinhas em caricaturas e invenções muito gostosas pela internet e finalmente em sua page no facebook. De onde surgiu a inspiração?

Todo artista é um observador, e através da arte apresenta a sua visão de mundo. A beleza feminina sempre foi uma fonte de inspiração, desde a pré-história. Então eu apresento essa beleza para que conheçam a minha visão.

Kill Bill - EuGordinha

2 – Quais são os teus artistas gráficos favoritos?

Les Toil é o mestre. Um ótimo ilustrador que representa as gordinhas perfeitamente. Assim como Ruben Esq.

Michonne TWD e Gordinha - EuGordinha

Michonne versão fat

3 – Quando você está desenhando as meninas plus, o que te passa pela cabeça? Pensa por exemplo, nos efeitos que a sua Arte pode ter na vida delas?

Sim, o meu objetivo é passar a mensagem que de ser gordinha não a impede de ser bela. Você, gordinha, se acha meu desenho bonito, quer dizer que você também é. Use isso a seu favor.

Figuras Vitruvianas - EuGordinha

4 – Como a gente faz se quiser alguma de suas obras originais?

É só entrar em contato comigo pelo facebook, para encomendar a sua ilustração exclusiva, ou até uma que eu já tenha postado e você gostou.
O preço depende da complexidade e do objetivo. Aí a gente negocia

Também tem a loja virtual com alguns produtos:
http://www.zazzle.com.br/edullsantos

Edull Mulher Maravilha - EuGordinha

Das Mulheres Maduras

Mulher Madura - EuGordinha

CRISE MASCULINA

Quando eu completei 25 anos de casado, introspectivo, olhei para minha esposa e disse:

— Querida, 25 anos atrás nós tínhamos um fusquinha, um apartamento caindo aos pedaços, dormíamos em um sofá-cama e víamos televisão em uma TV preto e branco de 14 polegadas. Mas, todas as noites, eu dormia com uma loira gostosa, de 25 anos.
E continuei:
— Agora nós temos uma mansão, duas Mercedes, uma cama super-King-size e uma TV de plasma de 50 polegadas, mas eu estou dormindo com uma senhora de 50 anos. Parece-me que você é a única que não está evoluindo.
Minha esposa, que é uma mulher muito sensata, disse-me então, sem sequer levantar os olhos do que estava fazendo:
— Sem problemas. Saia de casa e ache uma loira de 25 anos de idade que queira ficar com você. Se isso acontecer, com o maior prazer eu farei com que você, novamente, consiga viver em um apartamento caindo aos pedaços, durma em um sofá-cama e não dirija nada mais do que um fusquinha.
Sabe que fiquei curado da minha crise de meia-idade? Essas mulheres mais maduras são realmente demais!

P.S.: Achei o texto muito legal e compartilho por aqui. Desconheço a autoria, mas achei no facebook de Celso Roberto Dias Mendes

Dia do Amigo

Crianças no Cinema

Não existem falsos amigos. Se são amigos nunca serão falsos.

Crianças na Praia

Um amigo está sempre disposto a reconhecer em ti as suas falhas e virtudes.

Amigas - EuGordinha

Amizade é disposição pra caminhar ao lado ainda que seja em pensamento.

Amigos na Praia

Na amizade, mais do que presença compartilhada, as solidões compartilhadas fazem muito mais sentido.

Conversa de Padaria

Romance

Alice no Mundos das Maravilhas - EuGordinha– Ai, Alice, até quando você vai ficar assim vivendo no País das Maravilhas? Acorda, ele só disse isso porque quer te comer!
– Para, Sandra! Não fala assim com a menina. Seja mais sensível com a situação.
– Sensível eu estou sendo. Sei o que é sofrer na mão de um canalha como esse ai, oh. Nair, vai dizer que você nunca passou pela mão de um cafajeste que fez a mesma coisa que esse ai está pra fazer?
– Não tive muitas experiências assim não, Sandra. Como você mesma diz, eu segui o script. Acreditei que poderia ser uma princesinha e segui as regras, acreditei no conto de fadas e fui vivendo…
– Foi feliz? Está feliz?
– Sabemos muito bem que não. Só acho que você não precisa ser tão dura com Alice. Ela é jovem e tem muitas coisas a aprender ainda.
– Querida, se eu…

Ver o post original 88 mais palavras

Os 10 Piores Alimentos

alimentos não-saudáveis - EuGordinha

Fique alerta com o que você anda comendo. A nutricionista Michelle Schoffro Cook listou para o R7 os dez piores alimentos de todos os tempos, que não só engordam como causam diversas doenças ao ser humano.

Segue o Top 10:

1 – Refrigerante Diet
2 – Refrigerante
3 – Donuts (rosquinhas)
4 – Cachorro-quente
5 – Bacon
6 – Salgadinhos de batata
7 – Batatas fritas
8 – Pizza
9 – Salgadinhos de milho
10 – Sorvete

via: lista10

Inimigo de Si

Inimigo de Si mesmo - EuGordinha

“Quem nos torna os piores inimigos de nós mesmos, geralmente são os outros. A gente só se deixa levar pelo jogo sujo e sofre terrivelmente as consequências.” (Dona Nair)

Obesidade Infantil

(imagem meramente ilustrativa)

(imagem meramente ilustrativa)

Uma criança Obesa?

Não é porque uma criança ganhou uns quilos a mais que ela se tornou obesa. Para chegar a essa afirmação, é necessário, antes de tudo, verificar se a relação entre peso e altura se enquadra nas características que configuram obesidade.

A Obesidade , além das conotações psicológicas envolvidas, desencadeia tantas outras doenças que é impossível levá-la a sério. DIABETES, HIPERTENSÃO, LESÕES ORTOPÉDICAS E MUSCULARES, DOENÇAS CARDIO-VASCULARES E PROBLEMAS DE PELE, ACANTOSES, MANCHAS E ESTRIAS podem ser algumas duas consequências. Por isso, atualmente é consenso: a obesidade deve ser prevenida desde cedo.

Via Andreia Xavier Nutricionista – CRN3 – 15601

O Sorriso da Lua

Todos os meses ela aparece em suas fases no céu…

T'Amo

lua-crescente - T'Amo

O Sorriso da Lua

Quando a lua está crescendo ela sorri.
Sorri marotamente como uma menina sapeca
que sabe que tem no peito um coração
que ainda pula corda e brinca de boneca,
que sabe ou pelo menos intui
que não nasceu pra ser brinquedo de ninguém.

Quando a lua está crescendo ela sorri
sincera e calmamente enquanto passeia no céu.
Destila o seu mel nos corações amantes
aqueles que ainda que distantes
conseguem se amar ao vê-la…
Ponto em comum
entre os dois querendo ser um.

Ver o post original

Quem Sabe o Amor não Acaba…

Pra quem está em fase romantiquinha ou não, pra quem goste de especular sobre o amor, pra quem ainda está buscando explicações sensatas, científicas, convincentes, ou pra quem simplesmente gosta de ler o que pensam a respeito, segue uma reflexão de Martha Medeiros.

Amor Não Acaba - EuGordinha

O amor não acaba, nós é que mudamos

Um homem e uma mulher vivem uma intensa relação de amor, e depois de alguns anos se separam, cada um vai em busca do próprio caminho, saem do raio de visão um do outro. Que fim levou aquele sentimento? O amor realmente acaba?

O que acaba são algumas de nossas expectativas e desejos, que são substituídos por outros no decorrer da vida. As pessoas não mudam na sua essência, mas mudam muito de sonhos, mudam de pontos de vista e de necessidades, principalmente de necessidades. O amor costuma ser amoldado à nossa carência de envolvimento afetivo, porém essa carência não é estática, ela se modifica à medida que vamos tendo novas experiências, à medida que vamos aprendendo com as dores, com os remorsos e com nossos erros todos. O amor se mantém o mesmo apenas para aqueles que se mantém os mesmos.

Se nada muda dentro de você, o amor que você sente, ou que você sofre, também não muda. Amores eternos só existem para dois grupos de pessoas. O primeiro é formado por aqueles que se recusam a experimentar a vida, para aqueles que não querem investigar mais nada sobre si mesmo, estão contentes com o que estabeleceram como verdade numa determinada época e seguem com esta verdade até os 120 anos. O outro grupo é o dos sortudos: aqueles que amam alguém, e mesmo tendo evoluído com o tempo, descobrem que o parceiro também evoluiu, e essa evolução se deu com a mesma intensidade e seguiu na mesma direção. Sendo assim, conseguem renovar o amor, pois a renovação particular de cada um foi tão parecida que não gerou conflito.

O amor não acaba. O amor apenas sai do centro das nossas atenções. O tempo desenvolve nossas defesas, nos oferece outras possibilidades e a gente avança porque é da natureza humana avançar. Não é o sentimento que se esgota, somos nós que ficamos esgotados de sofrer, ou esgotados de esperar, ou esgotados da mesmice. Paixão termina, amor não. Amor é aquilo que a gente deixa ocupar todos os nossos espaços, enquanto for bem-vindo, e que transferimos para o quartinho dos fundos quando não funciona mais, mas que nunca expulsamos definitivamente de casa.

– Martha Medeiros

ONU premia software brasileiro que traduz mundo digital para surdos

Ótima proposta pra quem quer fazer do mundo um lugar melhor!

TURISMO ADAPTADO

Hugo, o avatar do aplicativo, traduz texto, áudio e imagens para a linguagem de sinaisHugo, o avatar do aplicativo, traduz texto, áudio e imagens para a linguagem de sinais

Programa Mãos que Falam, idealizado por três alagoanos, traduz sons, textos e até fotos para a Linguagem Brasileira de Sinais. Público alvo são pessoas com deficiência auditiva que não entendem bem português ou são analfabetos.

São comuns os aplicativos na internet que fazem tradução entre diferentes idiomas. A novidade é uma ferramenta digital que transforma textos, imagens e arquivos de áudio em uma língua especial: sinais para surdos. O programa foi desenvolvido por três alagoanos e acaba de receber um importante prêmio internacional. O Mãos que Falam venceu o World Summit Award Mobile (WSA-Mobile), uma competição bienal promovida pelas Nações Unidase parceiros. Representantes de 100 países participaram da disputa que escolheu 40 finalistas em oito categorias. Hugo, o avatar do aplicativo que usa as mãos para conversar com os usuários, levou para…

Ver o post original 479 mais palavras

15 dicas para economizar dinheiro

15 dicas Para Guardar Dinheiro - EuGordinha

Dinheiro não traz felicidade, mas traz tranquilidade. Se você faz parte do 1% da humanidade que não precisa se preocupar com dinheiro, considere-se um felizardo. No entanto, se você pertence aos outros 99% e gostaria de economizar um pouco mais, essas dicas podem ser úteis:

  1. Não abra e-mails de ofertas. Não pegue catálogos em lojas.
  2. Em vez de comprar usando cartões ou cheques, use mais dinheiro vivo. Parece que, quando usamos dinheiro, sentimos mais a dorzinha no bolso na hora de comprar e isso nos acende uma luz para economizar mais.
  3. Em vez de dizer que gostaria de guardar $100 todo mês na poupança, transfira $25 por semana. É mais fácil e você não sente tanto.
  4. Compre menos. Pare de comprar coisas durante algum tempo.
  5. Empreste mais as coisas. Você não precisa comprar uma furadeira se alguém puder te emprestar.
  6. Pense em outras formas de renda que você poderia ter, talvez através de um hobbie.
  7. Leia sobre investimentos e veja se são uma boa opção para você, porque podem ser.
  8. Baixe algum aplicativo para registrar seus gastos no celular. Eu uso o Minhas despesas, mas existem vários.
  9. Leve comida de casa para o trabalho.
  10. Procure resolver mais coisas em casa sozinha(o) do que contratando o serviço. De instalar chuveiro novo a pintar a casa.
  11. Pague suas dívidas no início do mês e antes de gastar com qualquer outra coisa.
  12. Cuide mais da sua saúde se alimentando bem, fazendo exercícios regulares e indo com frequência aos médicos fazer check-ups. Se você se cuidar, gastará menos com remédios e tratamentos.
  13. Saia menos. Mesmo os programas gratuitos demandam alguns gastos (transporte, alimentação etc, especialmente com crianças). Sempre que puder fazer um programa caseiro, faça.
  14. Ensine seus filhos sobre economia doméstica e sobre o valor do dinheiro. Explique porque um coleguinha tem um brinquedo que ele não tem, ou uma mochila mais cara.
  15. Doe o que não usa mais para saber de verdade o que tem. Sabendo, você usará mais o que já tem em vez de ter vontade de comprar coisas novas.

São pequenas dicas que podem fazer diferença no seu bolso diariamente. E você, tem alguma dica para economizar dinheiro?

Sua Beleza é REAL?

campanha-dove-beleza-real EuGordinha

Você REALMENTE é mais bonita do que pensa. Em um vídeo interessante uma empresa de cosmético se propõe a mostrar para as mulheres que a Beleza real é muito mais linda do que às vezes parece aos olhos das meninas.
No primeiro momento  as mulheres se descrevem para um artista forense, que as ouve em suas descrições sem as ver e desenha conforme a sua técnica no tal retrato falado onde elas aparecem um tanto triste e não muito bonitas. Num outro momento eles desenham conforme a descrição de uma outra pessoa que vê as mesmas mulheres e o resultado é surpreendente.

Eu não sou o OUTRO

Seja Feliz...

Seja Feliz…

Entenda uma coisa: VOCÊ NÃO É TODO MUNDO! Não é porque todo mundo faz algo, não é porque tudo mundo consegue uma determinada coisa, que com você vai ser igual. Os destinos não são feitos em produção de massa. O sucesso dos outros não tem de ser como o nosso e vice-versa. Cada qual tem suas preferências pessoais, seus medos e sonhos distintos. A vida é mais do que uma repetição de coisas que aparentemente dão certo na vida dos outros. Nem sempre o que parece bom para os outros vai ser agradável pra ti. Aprenda a viver uma vida EXCLUSIVA, particularmente sua. E também, ninguém tem nada a ver com isso. Não se sinta obrigado a prestar contas para pessoas que não se importam contigo. Lembra que se ninguém parece se importar de verdade, você não está viva à toa e há um motivo excelente pra você estar por aqui na Terra. Seja a primeira pessoa a se importar contigo de verdade. Os que realmente nos amam aparecem quando realmente precisamos – isso é diferente do que a gente quer. Às vezes queremos ser amados num tempo e não acontece isso. É quando eu entendo que é tempo de nos amarmos um pouco mais a nós mesmos. Mas até dos momentos solitários podemos tirar lições tremendas – muitas boas lições, inclusive ótimas! Precisamos passar a ver a vida com outros olhos porque esse modo geral de todo mundo ver a vida não me parece estar fazendo muito as pessoas felizes como deveriam ser. Definitivamente, estou cansado de um modo repetitivo e padrão de pensar nas coisas. Procurando outras alternativas! 🙂

Viver dói

Viver dói, mas vale a pena! ; )

Blog da Ida Lenir

Tem períodos da vida que viver é sinônimo de leveza e alegria. Enxergo tudo e todos com os olhos do otimismo e da benevolência. Transpiro energia e bom humor. Plena vitalidade. Riso.

Outras vezes, arrasto-me dias e dias meio vazia, meio sonâmbula. Por detrás da cortina dos acontecimentos do cotidiano, espio a vida que passa e peço aos  meus botões para ficar em silêncio, sozinha. Não sofro, apenas quero não ser. Entrego-me ao sono.

Entre esses dois estados de espírito, a vida flui, no vendaval das contingências que me atropela e sobre o qual insisto ter controle para dar algum sentido ao viver. Sigo, simplesmente, como um autômato.

Sou daquelas pessoas que planeja a existência, que precisa ter o que realizar, o que alcançar, um “para quê” e “quando” programados. Sem isto, fico perdida, solta no mundo, com a vida em suspenso. Caindo no abismo da incerteza. Quase pânico.

Já…

Ver o post original 120 mais palavras

New Soul – Yael Naim

“Alma Nova”
Sou uma alma nova. Eu vim para esse mundo estranho esperando
que eu pudesse aprender um pouco sobre como dar e receber
Mas desde que cheguei aqui senti a alegria e o medo
Me encontrando fazendo todos os possíveis erros

La-la-la-la-la-la-la-la…

Sou uma alma jovem Nesse mundo tão estranho
Esperando que eu pudesse aprender Um pouco sobre o que é verdade e falso
Mas por que todo esse ódio?
Se comunicar descobrindo
Apenas que amor não é sempre fácil de fazer.

La-la-la-la-la-la-la-la…

Esse é um final feliz
Porque voce não entende
Tudo o que você fez
por que tudo está tão errado?

Esse é um final feliz
venha e me dá a sua mão
Vou te levar pra longe

[refrão]
Sou uma alma nova
Eu vim para esse mundo estranho
Esperando que eu pudesse aprender um pouco sobre como dar e receber
Mas desde que cheguei aqui Senti a alegria e o medo
Me encontrando fazendo todos os possíveis erros

Nova alma…
Nesse mundo muito estranho…
Todos os possíveis erros
Possíveis erros
Todos os possíveis erros
Erros, erros, erros…

“New Soul”

I’m a new soul I came to this strange world hoping
I could learn a bit ‘bout how to give and take.
But since I came here felt the joy and the fear
Finding myself making every possible mistake

La-la-la-la-la-la-la-la…

I’m a young soul in this very strange world
Hoping I could learn a bit ‘bout what is true and fake.
But why all this hate?
Try to communicate finding
Just that love is not always easy to make.

La-la-la-la-la-la-la-la…

This is a happy end cause’
You don’t understand
Everything you have done
Why’s everything so wrong

This is a happy end
Come and give me your hand
I’ll take your far away.

[refrain]:
I’m a new soul
I came to this strange world
Hoping I could learn a bit about how to give and take
But since I came here felt the joy and the fear
Finding myself making every possible mistake
Yael Naim
New soul…
In this very strange world…
Every possible mistakes
Possible mistakes
Every possible mistakes
Mistakes, mistakes, mistakes…