Um Sorriso Entre nós Dois

“Um Sorriso Entre nós Dois”
Vanessa da Mata
Compositor: Vanessa da Mata, Liminha & Kassin

Não pense em segurar a vida têm assas
Ela dançando enfeita a minha casa
Ela dança pra todos, vai dançar, dançar, dançar
Até o dia raiar paquerando um cara

Ei, pensa que ela parou
Louco individuo, louco doutor
Pensa que ela parou
Foi mostrar seu corpo no ar
Pensa que ela parou
Nos olhos do fofo, no doutor
Pensa que ela parou
E o coração enlouqueceu

Não adianta cantar
Que ela só quer dançar, dançar
Não queira começar, pegar, tomar, tentar, beijar
Todos em torno dela, todas as cores e raças
Achando todos que ela era a sedutora

Pensa que ela parou
Nos olhos, no cara, no doutor
Pensa que ela parou
De se exibir para aquele moço
Pensa que ela parou
Todos em torno dela

E o coração do moço, moço
No coração da moça
No coração

Vamos dançar pra amanhã
Não esquecer no depois
E seguir um sorriso entre nós dois

 

Anúncios

Look do Dia

look  do dia - EuGordinha

“Look do Dia: PAZ DE ESPÍRITO”

Pois o melhor modo de se vestir pra vida é o que vem de dentro pra fora. Já diz na Bíblia, em algum dos provérbios que “Um coração alegre aformoseia o rosto”. Ou seja, o nosso estado interior reflete-se em nossa postura física e feições do rosto. Não adianta nada ter quilos de maquiagem no rosto procurando expor uma beleza artificial, se a felicidade em si não nos deixa lindas e belas e garbosas e gostosas. Tudo o que é essencial  é invisível aos olhos – relembrando as palavras no livro do Pequeno Príncipe. o mais importante muitas vezes não dá pra pegar com as mãos.

Todos os Corpos São Lindos

Todos os corpos sao bons - EuGordinha

“Todos os corpos são bons”

Às vezes é meio cansativo ter de “lutar” contra uma enxurrada de ideias que tentam invadir nossas mentes nos dizendo o que ser, como ser, quando ser, em quais condições ser, por dentro e por fora. Vivemos em sociedade o que tem suas (des)vantagens. Entre elas, vivermos conscientes ou não mergulhados no que a mídia nos expõe. Televisão, revistas e jornais, rádios, internet, uma porção de meios que nos trazem informações das mais diversas, com as mais variadas intenções de nos fazer saber, conhecer, convencer do que seja bom ou mal, do que deve ou não ser aproveitado e tudo o mais. Em alguns momentos no meio de todo esse volume de pressões pode cansar ter de achar quem somos. Pode ser que suba uma dúvida aos nossos corações sobre se somos realmente aceitáveis, ou queridos ou bonitos e etc e tal.

Já reparou como algumas vezes a gente se comporta como se fosse um produto que deve ser “legal” para que outras pessoas gostem de nós e nos “comprem”? Eu acho que essa atitude nos vêm desde quando éramos pequenos. Às vezes penso que tem a ver com o tanto que ouvidos ou percebemos de tudo ao nosso redor. Como se o tal Capitalismo além de ser algo Econômico, fosse também meio que influenciador do nosso psicológico. É preciso termos cuidado pra não nos colocarmos no lugar de produto. Perderíamos a nossa identidade de fizéssemos isso.

No mais, é bom lembrar que independente da forma que nossos corpos possam ter, são nossos, é o melhor lugar do mundo para se estar vivo (obviamente). Se estivermos bem de saúde, isso já é o primeiro passo pra nos aceitarmos como Lindos. Sou dos que acreditam que tudo o que Deus faz é lindo. E se nós somos obras dEle, estamos no rol das coisas lindas criadas por Deus.

Da Aceitação

aceitacao eugordinha

Da Aceitação

Pois então: Não somos perfeitos! Diante dessa conclusão, o que fazer? Nos amar e nos amar um pouco mais amanhã. Mais do que hoje. Se tiver algo em nós que nos prejudique e que pudermos mudar, vamos ver por onde começar, o que fazer… Mas ficarmos sentados num canto se lamentando pelo que não somos, não me parece um bom caminho. Já perdi tempo demais fazendo isso e a minha vida não melhorou em nada por conta dessas lamentações e reclamações comigo mesmo. Nos culpar pelos erros cometidos também notei que não ajuda muito. Assumo que errei, não quero cometer os mesmos erros. Sofrer demais tem hora que cansa, não quero mais essa vida pra mim. Sei que há sofrimentos que surgem e não dependeram de uma ação nossa, coisas que simplesmente acontecem na vida e com as quais temos de lidar. Assim como o sol nasce pra todos, a chuva cai sobre o justo e o injusto – temos de lidar com isso. Mas na minha vida em particular, no que estiver sob meu controle, desde os pequenos prazeres aos grandes, eis o que eu quero de hoje em diante e até a eternidade. Amém

O desabrochar da Maitê

Gosto de histórias que envolvam superação… seja em maior ou menor grau!

Por Renata Poskus Vaz

Hoje eu queria contar um pouquinho da história do desabrochar da Maitê. Não é a história dela por ela, mas o que vi.

Em 2009, na segunda edição do Dia de Modelo Plus Size, tivemos que negociar MUITO a sessão de fotos da Maitê. Ela não estava preocupada com o valor que teria que pagar, só tinha em mente uma coisa: que não fizéssemos fotos suas de corpo inteiro.

Ela realmente não gostava do que via no espelho. Então, com muito jeitinho (mentira, naquela época eu tinha menos jeito do que tenho hoje rsrsrs) expliquei que faríamos algumas fotos dela de corpo inteiro e meio corpo, mesmo que ela não quisesse publicá-las depois.

E lá foi Maitê, uma gordinha linda, tímida, fazer seu primeiro Dia de Modelo. Ela se divertiu, fez amizades e não se preocupou com as tão temidas fotos de corpo inteiro.

Maitê Spina 1Essa nova…

Ver o post original 294 mais palavras