Do Bem e Do Mal que nos Fazem

Do Bem que nos fazem - EuGordinha

Que o Bem que você deseja pra mim volte em dobro pra ti. Que o mal que você me faz, esteja bem medido na balança de Deus. Ele há de ser o meu Advogado e Juiz no tempo certo. Sei que diante de Deus não há impunidade. EuGordinha

Crítica

Significado de Crítica

s.f. Análise avaliativa de alguma coisa; ação de julgar ou de criticar. P.ext. Avaliação negativa; censura ou condenação.
P.ext. Exame através do qual se comprova a validade de documentos.
Função ou atividade que consiste na examinação e avaliação de uma obra científica, artística ou literária. Reunião das pessoas que trabalham nessa função ou no desenvolvendo dessa atividade. Discussão de ações, fatos ou textos de teor histórico.
(Etm. do latim: criticus.a.um)

Muitas vezes somos alvo de CRÍTICA. Alguém resolve que devemos ser objeto de análise em nosso comportamento, modo de pensar ou sentir, nas coisas que queremos ou deixamos de querer, nossas preferências, o que fazemos ou deixamos de fazer… enfim. Às vezes nos colocam numa balança e querem nos por na condição de aceitável ou não. No final das contas a crítica vai nos por nesse dilema: Somos aceitáveis ou não? Somos gostáveis ou não? Somos amáveis ou não? E o ruim é que está todo mundo querendo ser aceitável, gostável, amável… ser ou não, independe dos outros. Somos, aceitem isso ou não, dignos de ser amados. Deus nos fez assim. Temos nossas qualidades intrísecas, inatas e ninguém tem como tirar isso de nós.

Todo ser humano que há sobre a Terra é passível de críticas, construtivas ou destrutivas. Pois todos somos (Im)Perfeitos. Pois todo mundo tem um ponto de vista sobre tudo, inclusive sobre cada um de nós, e pode expressar esse ponto de vista, essa opinião, crítica ou não. Pode ser algo apreciativo, nos admirando ou depreciativo nos rejeitando. Toda rejeição dói, e a gente convive com essa dor de um jeito ou de outro desde pequenos. A maioria de nos supera essa dor com um argumento ou outro dentro da cabeça, alguns simplesmente aceitam a dor da pedrada de uma crítica mal feita, uma rejeição ocasinada por qualquer motivo que seja, e passam a viver a vida andando tortamente… com a dor de ter sido criticado.

Algumas críticas são feitas com a boa intenção vinda do inferno (digo isso porque dizem que o inferno é cheio de boas intenções)… então, algumas pessoas com a boa intenção do inferno querem fazer com que o outro tome uma iniciativa e comece a mudar algumas coisas na vida procurando melhorar. Mas na tentativa de construir, destroem o que há sem ao menos ter a consciência do que pode ser feito para edificar algo novo e melhor. Destroem sem saber construir e sem ter como dar um suporte para que o outro aprenda a construir. Muitas vezes o trabalho de reconstrução interior a gente faz é sozinho mesmo, os outros no máximo podem compartilhar com a gente as suas aprendizagens de superação.

Sobre as críticas, aprendi o seguinte. Tirar delas a verdade que houver (até no meio das mentiras todas que algumas críticas têm, há uma verdade aproveitável), e ficar com o que eu sei de mim mesmo. Geralmente quem critica só sabe do que está aparente e não nos conhece por dentro. É muito importante sabermos quem realmente somos.

Uma vez me fizeram ver algo bem interessante no relacionamento de Deus com as pessoas. Ele por ser Justo não aceita as coisas ruins na vida da gente, e quando cometemos uma falha Ele não deixa a mesma passar em branco. Acontece que no modo de Deus tratar com o nosso erro, Ele sempre vai estar nos ensinando a consertar e sermos melhores; enquanto que o diabo só vem pra nos apontar o erro e nos colocar pra baixo. NOTA: Esse último parágrafo está relacionado a assuntos de fé – há quem crê e quem prefere crê noutras coisas referentes a Deus e o diabo. Eu prefiro crer, mesmo que fora dos ditames religiosos, cada qual tem uma experiência de vida. Não vou entrar em detalhes agora… enfim.

Últimas Palavras Sobre a Crítica
Podemos fazer “ouvido de mercador”, usar um filtro mental de tal forma que só entre na cabeça o que for bom, e o que não prestar a gente joga fora. Podemos muito bem, argumentar com a gente mesmo sobre as nossas qualidades, por exemplo, se algum “bom intencionado” vier com críticas “para o nosso bem”…

P.S.: É engraçado como esse termo “Para o seu bem” pode preceder uma porção de coisas que nos farão definitivamente um mal, coisas que não trarão nenhum tipo de benefício por si mesmas, cabendo a nós a reciclagem e descarte do lixo.

Da Felicidade de Hoje

não se preocupe

Logo assim que a gente nasce o nosso corpo tem um limite de tempo para estar vivo, é como se fosse um prazo de validade. Por mais que cuidemos de nossa saúde bem, faz parte da vida ter um limite assim, delicado dentro do qual procuramos viver o melhor possível.

Já que é assim, cada dia que passa é um tempo que vai e não volta mais. O que fazer de um dia inteiro com as suas horas? Muitas vezes queremos viver uma alegria que supomos estar num futuro breve ou distante… mas na maioria das vezes nem percebemos que o futuro ainda não existe a não ser em nossa imaginação.

A única coisa que temos palpável realmente é o hoje. O dia de hoje, o já, o agora. Há porções de felicidade espalhadas por onde quer que andemos. Mesmo no meio das dores e dificuldades que temos de enfrentar também todos os dias. Podemos por na balança o que nos acontece de bom e de ruim, e principalmente o que fazemos para o nosso dia ser bom ou não… (infelizmente às vezes nós contribuímos para nossa própria infelicidade… nada que uma boa aprendizagem nos corrija a rota e nos deixe felizes).

É bom viver o hoje no melhor que ele tiver, mesmo que tenhamos fome de ser feliz não só por hoje mas por toda a vida.