Gostar de Si

se gostar

Chegar nesse nível ai, de “Não preciso que gostem de mim, eu gosto” é algo bem elevado no meu ponto de vista. Mas é bem possível. Viver numa sociedade onde nos dizem que somos como que obrigados a gostar e estar sendo gostados, pode ser difícil viver quando isso não acontece. É difícil entender que o gostar é espontâneo e não dá pra ser forçado. Nem sempre quem a gente gosta, gosta da gente na mesma proporção. Não dá pra obrigar as pessoas a gostarem da gente. Quando acontece um gostar mútuo, isso é quase como um milagre. Se persistir e durar ao longo dos anos, se virar amor por decisão de ambos, seremos de fato abençoados. Mas antes de que isso aconteça, é essencial nos gostarmos, nos amarmos, nos querermos bem. Uma boa conversa consigo mesmo todos os dias é essencial. Faz bem. Não se ofender a si mesmo, reconhecer suas próprias qualidades e ser tolerante com as suas fraquezas (todos somos mistura de fortalezas e defesas, ninguém é 100% perfeito). Ter paciência com quem somos nos ajuda um monte, na caminhada de viver um dia por vez.

Anúncios

Comente...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s