Recomeços

Recomeços - EuGordinhaFaz uns anos eu comecei com esse blog e meu intuito era estar conversando com as meninas gordinhas no mundo virtual, tal qual conversava com as minhas amigas mais próximas que me incentivaram a falar com mais pessoas o que a gente já acontecia no particular.

Naqueles tempos não se falava tanto em Gordofobia, não haviam movimentos ativistas em prol das mulheres gordinhas para que se empoderassem como acontece hoje em dia. Aos poucos o movimento plussize foi tomando forma na moda, na mídia, na cabeça de muita gente que não enxergava a mulher gorda como ela de fato é. Pra falar a verdade, ainda há muita gente que não enxerga a mulher gorda como sendo uma mulher, uma pessoa, um ser humano e vivo como tantos outros que existem. Tem vez que nem a própria mulher se enxerga como deveria.

Ser gorda ou ser magra, se mulher, ser humano, ser menina, jovem, idosa, ser pessoa. Por qual motivo será que o SER em si carrega tanta complexidade? Por qual motivo será que EXISTIR em alguns momentos parece ser algo tão difícil?

As respostas para essas e outras perguntas me motivam a sempre estar buscando os melhores caminhos para a vida. Alguém já disse com muita propriedade que:

“A vida é simples, somos nós quem a complicamos”.

Faz sentido pra mim. Muitas vezes é isso mesmo.

Viver pode ser simples e fácil, assim como pode ser complexo e difícil. Vai depender muito de nós mesmos, da forma como vamos perceber e encarar as coisas que acontecem dentro e fora de nós.

Se antes a minha intenção era conversar com as meninas como fazia com as minhas amigas, proporcionar um outro ponto de vista mais positivo sobre a vida, hoje a intenção mudou. Quero encorajar a todas as mulheres gg, que tomem o posicionamento de serem livres para existir, pois uma das melhores experiências na vida é sentir-se livre para ser quem queremos ser.

Retomo a escrita aqui no blog e a atuação nas redes sociais, com intuito de compartilhar conteúdo que fortaleça quem podemos ser de dentro pra fora. Hoje eu sei que dentro de nós há muito mais do que potencial de vida, há potencial de realização e de felicidade. Mas esse potencial não se transformará no Bem que possa nos trazer, simplesmente estando lá, quietinho dentro de nós. Precisamos pegar a semente e plantar na terra se quisermos ver o broto, as folhas, flores, frutos. Se quisermos ser felizes nessa única vida que temos, teremos de agir para que essa felicidade aconteça. A vida por si só já é um milagre que acontece, mas nem todos nós reconhecemos isso ao ponto de desfrutar.

Forte abraços para todas as amiggas!

Comente...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.