Feederismo – Será que vira Moda?

Que delícia, cara! Mulher faz sucesso na internet se lambuzando de comida

Por

Dentro da psicologia, o fetiche é definido como a forma de encontrar prazer em certas atividades, objetos ou partes específicas do corpo. Por exemplo, quem tem fetiche por pés é chamado de podólatra.

Agora, na internet, se propaga um novo tipo de fetiche: o feederismo. Do inglês, feederism, ou a compulsão em “alimentar o seu amor”: de maneira literal! Tem homens apaixonados por gordinhas e que querem que elas fiquem cada vez maiores.

Sarah Reign é adepta do feederismo

Webcam fat girl

De olho nesse novo nicho erótico, Sarah Reign, de 26 anos, se lançou na internet como uma webcam girl. Ela se exibe para os homens comendo enormes quantidades de comidas, além de constantemente se masturbar e se lambuzar com elas. “Eu realmente gosto de comer e ninguém no meu trabalho sabia o meu segredo”, revela Sarah, que faz serviços de segurança durante o dia.

Pesando 165 kg, Sarah diz que se sentiu estranha na primeira vez que comeu em frente às câmeras. “Mas eu como muito de qualquer maneira, então achei que seria divertido fazer isso na webcam”, revela. Sarah chega a lucrar US$ 1 mil com o trabalho extra, o que a fez lançar seu próprio canal na rede.

Sarah ganhou apenas 35 kg desde que começou a prática do feederismo Apesar de aparentemente abusar da comida, ela diz que tem limites. “Alguns homens querem que eu coma até explodir, mas eu tenho vontade de continuar com minha vida ativa durante o dia”, explica. Desde que começou a carreira paralela, ela ganhou cerca de 35 kg.

Pedidos estranhos

Se você achou a história normal até aqui, está na hora de repensar. Segundo Sarah, ela atende pedidos inusitados, como, por exemplo, se comportar como uma porquinha. Ela até comprou um nariz e um par de orelhas para imitar o animal. “Eu como de forma bem bagunçada, sujando todo o meu rosto de comida”, revela.

Além disso, Sarah está começando a praticar o squashing: alguns homens querem apenas que ela se sente sobre eles. “Foi estranho no começo sentar no rosto de alguém ou sufocá-lo com minha barriga”, conta. Entretanto, a webcam girl diz que esse tipo de trabalho ela não faz nua. Ah… outra coisa que seus fãs adoram assistir é ela dando punzinhos na câmera.

Confira outras fotos da modelo fofinha:

Via EmResumo

Como a Mídia Afeta as Mulheres

Como a mídia afeta as mulheres (matando-nos aos poucos)

As vezes as pessoas me falam: “você tem falado sobre isso há 40 anos. As coisas melhoraram?” E infelizmente tenho a dizer é que as coisas pioraram.

Anúncios vendem mais que produtos: eles vendem valores, imagens… vendem conceito de amor e sexualidade, de sucesso e, talvez o mais importante, conceitos de “normalidade”. Consequentemente, eles nos dizem quem somos e quem devemos ser.

Bom, e o que os anúncios nos dizem sobre as mulheres? Eles dizem, como sempre disseram, que o mais importante é como somos vistos. A primeira coisa que os anunciantes fazem é nos cercar com uma imagem da beleza feminina ideal.

As mulheres aprendem desde pequenas que devem gastar uma quantidade enorme de tempo, energia, e acima de tudo dinheiro, esforçando-se para alcançar esta imagem e sentem vergonha e culpa quando falham. E a falha é inevitável, pois o ideal é baseado na absoluta impecabilidade. Ela nunca teve linhas faciais ou rugas, certamente não há cicatrizes ou manchas. De fato, ela não tem poros. E o aspecto mais importante é que esta impecabilidade é impossível de se alcançar. Ninguém é assim, inclusive ela. E esta é a verdade, ninguém é assim.

Cindy Crawford sem e com maquiagem

Cindy Crawford sem e com maquiagem

A supermodelo Cindy Crawford disse uma vez: “eu gostaria de parecer a Cindy Crawford”. Ela não é nem poderia ser, pois esta é uma imagem criada durante anos de maquiagens e cosméticos, que hoje são facilmente feitos por retoque digital. Keira Knightley recebe um busto maior. Jessica Alba feita menor. Kelly Clarkson… bem, esta é interessante, pois diz “emagreça do seu jeito” mas ela de fato emagreceu via Photoshop.

Kelly Clarkson sem e com Photoshop

Kelly Clarkson sem e com Photoshop

Você praticamente nunca viu a foto de uma mulher considerada bonita que não tenha sido retocada digitalmente. Todos nós crescemos em uma cultura onde o corpo das mulheres são constantemente transformados em objetos. Aqui ela se torna uma garrafa de cerveja, aqui se torna parte de um videogame e está em todo lugar, em todo tipo de anúncios, o corpo da mulher é transformado em coisas, em objetos. Agora, é claro que isso afeta a autoestima feminina. Isso também faz algo mais insidioso: cria um clima em que se difunde a violência contra a mulher.

Não estou dizendo que um anúncio como este causa diretamente a violência, não é tão simples. Mas tornar um ser humano em um objeto é quase sempre o primeiro passo que se dá para justificar a violência contra ele. Vemos isto com racismo, vemos isto na homofobia, vemos isso com o terrorismo. É sempre o mesmo processo, a pessoa é desumanizada e então a violência se torna inevitável. E este passo já foi e é constantemente dado com a mulher. O corpo da mulher é desmembrado em anúncios, cortado em pedaços, apenas uma parte do corpo é focada, que obviamente é a coisa mais desumanizante que se pode fazer a alguém.

Em todos os lugares, vemos o corpo da mulher transformado em coisas, e muitas vezes, apenas parte de alguma coisa. E as garotas hoje estão captando esta mensagem tão jovens… que elas precisam ser impossivelmente lindas, quentes, sexy e extremamente magras, e também captam a mensagem que vão falhar, que não há meios para se atingir isso. As garotas costumam se sentir bem aos oito, nove, dez anos, mas quando chegam a adolescência, é como se atingissem uma parede. E certamente, parte desta parede se dá por essa ênfase à perfeição física.

Agora veja, nós temos epidêmicas disfunções alimentares em nosso país e também ao redor do mundo. Eu venho falando sobre isso há algum tempo e penso que as modelos não podem ficar mais magras, mas elas ficam cada vez mais e mais magras. Ana Carolina Reston morreu há um ano de anorexia pesando cerca de 40 quilos. E na época ela ainda desfilava. Então, as modelos realmente não podem ficar mais magras. E aí o Photoshop veio ao resgate.

Entretanto, existem exceções. Kate Winslet fez uma declaração sobre a recusa em permitir que Hollywood ditasse o seu peso. Quando a revista GQ publicou uma fotografia de Winslet, que foi retocada para fazê-la parecer drasticamente mais magra, ela afirmou que a alteração foi feita sem o seu consentimento. E ela disse: Eu não sou assim e, mais importante, eu não quero parecer assim. Posso dizer que eles reduziram o tamanho de minhas pernas por 1/3.

Então, o que podemos fazer sobre tudo isso? Bem, o primeiro passo é ficarmos em alerta e prestarmos atenção e reconhecer que isso afeta a todos nós. Estamos falando de problemas na saúde pública. A obsessão por magreza é um problema de saúde pública. A tirania de uma imagem ideal de beleza, a violência contra a mulher, são todos problemas de saúde pública que afetam a todos nós. E estes problemas apenas podem ser resolvidos transformando o ambiente.

– Jean Kilbourne

Nota: O texto transcrito do vídeo eu peguei no site VidaMinimalista

Tarefa do Dia: DESCOBRIR MAIS UM TALENTO

Cratividade EuGordinha

Todos somos dotados da capacidade de fazer algo bem. Essa é a nossa especialidade. Seja na criação, na cópia, no aperfeiçoamento. No falar, agir, dançar, pintar, escrever, seja algo artístico ou administrativo, técnico ou científico, todos temos os nossos talentos e quanto mais os colocarmos em prática mais FELIZES corremos o risco de ser.

Santo Encalhamento

Só pra se ter uma ideia, o negócio que essa chinesa montou motivada pelo seu sofrimento entrou na lista dos 25 mais poderosos negócios da China.

Só pra se ter uma ideia, o negócio que essa chinesa montou motivada pelo seu sofrimento entrou na lista dos 25 mais poderosos negócios da China.

Sempre há uma coisa boa por trás de tudo de ruim que nos acontece, sempre, sempre! Eu digo isso pra todo mundo que quiser ouvir e ler, porque tenho visto isso com uma frequência de 100%. Pode ser que não consigamos enxergar logo de cara, mas a lição de algo bom aparece e com o tempo nos acostumamos a buscar o que tem de bom nas coisas ruins que nos acontecem.

Não foi diferente na vida de Gong Haiyan, a chinesa que já sofreu com o que chamamos de “encalhamento”. Ser ou estar encalhada ou encalhado é ficar como os navios nessa condição, sem um (a)mar onde se navegue a dois, é estar sozinho mas não por escolha própria… por algum motivo qualquer e ainda por cima sofrer com isso. Acho que encalhamento só é encalhamento quando se sofre com isso. Conheço pessoas que vivem o estado de solteirice com muito gosto e não se importam com as pressões sociais, familiares e culturais lhes dizendo que é preciso ter alguém pra ser feliz. Ei!! Somos nós quem temos de decidir estar com alguém ou não.

Fato é que Gong Haiyan, conseguiu virar a seu favor algo que tinha sido motivo de sofrimento. Compartilho a história dela por achar que serve de exemplo pra muitas meninas que ficam sofrendo com as circunstâncias da vida. Sou tremendamente a favor de que não precisamos ser vítimas do que nos faça sofrer. Sempre podemos mudar a nossa história para algo que queremos de bom e viver o melhor da vida com isso.

 Gong Hayan chegou a se cadastrar em um site, mas descobriu que a empresa havia roubado perfis dos concorrentes AFP

Gong Hayan chegou a se cadastrar em um site, mas descobriu que a empresa havia roubado perfis dos concorrentes AFP

Criado por ‘encalhada’, site de namoro na China já tem 100 milhões de usuários

Governo estima que haverá  24 milhões de homens “deixados de lado” até o fim desta década

Embora a figura do “casamenteiro” exista há mais de 2.000 anos na China, Gong Haiyan, a “cupido número um” do país transformou a atividade em um negócio surpreendente.

Quando tinha 25 anos, por se achar “encalhada”, Haiyan decidiu criar um site de namoro. Uma década depois, a página tem 100 milhões de usuários e já é listada na bolsa de valores eletrônica de Nova York.

— Eu já tinha mais de 25 anos e pelos padrões chineses eu era uma mulher “encalhada”. Minha mãe e meu pai ficavam insistindo para que eu me casasse.

Pressionada, ela decidiu pagar 500 RMB (cerca de R$ 182) para se inscrever em um site de namoros. Mas não recebeu resposta alguma e pouco depois descobriu que a empresa havia roubado perfis de sites concorrentes.

— Eu pedi meu dinheiro de volta. Mas quando pedi para ser reembolsada eles riram da minha cara.

Funcionários do site de namoro disseram a Gong que ela “não tinha nenhum charme ou beleza” e que “homens bem sucedidos não se interessariam por ela”.

Revoltada, a chinesa resolveu transformar a humilhação em uma grande ideia. E mal sabia que, anos depois, além de arranjar um marido, ficaria famosa no país inteiro e ganharia muito dinheiro com seu novo negócio.

Raiva e superação

— Fiquei com muita raiva, e perguntei a uma amiga minha quanto custaria para criar uma página na internet e abrir meu próprio site de relacionamentos.

Assim como o Facebook, o site de Gong foi criado no quarto de sua residência universitária e a primeira pessoa a criar um perfil foi sua melhor amiga, uma colega de faculdade, ainda em 2003. Quatro dias depois, ela convenceu a segunda pessoa a se inscrever.

Dez anos depois, o site Jiayuan.com, que em tradução livre significa “Lindo Destino”, tornou-se uma empresa de grande sucesso, com escritórios em diversas cidades chinesas e mais de 100 milhões de usuários inscritos.

Para se ter uma ideia do bom desempenho, em maio de 2011 a companhia passou a ter suas ações negociadas na Nasdaq, a bolsa de valores eletrônica de Nova York, tornando-se o primeiro site de namoro chinês a ser listado no mercado financeiro fora do país.

Marido

Mas além de fama e riqueza, o site trouxe a Gong o que seus pais tanto queriam.

Ela diz que não se importava com riqueza material.

— Eu estava procurando por alguém inteligente, de bom coração e saudável.

Seis meses após sua criação, o Jiayuan.com colocou a jovem em contato com um cientista que estuda moscas de frutas.

— Eu pedi que ele fizesse um teste de QI, e ele obteve cinco pontos a mais do que eu.

Ela acabou se casando com Guo Jian Zeng três meses depois e hoje em dia eles têm uma filha de quatro anos.

O chinês chamou a atenção por seu calor humano e vontade de ajudar os outros, desde parentes até estranhos na rua, mas foi a foto em seu perfil que saltou aos olhos de Gong.

— Ele estava usando uma camiseta e era possível ver que ele era bem musculoso, e até tinha ganhado uma competição de iron man em sua academia.

Tradição milenar

Apesar de estar se utilizando de novas ferramentas, Gong não inventou nada novo em seu país, onde a tradição do “casamenteiro” existe há mais de 2.000 anos, desde a dinastia Zhou.

Antigamente, cada vilarejo contava com uma “Mãe Vermelha”, uma mulher nativa encarregada pelas famílias de achar os parceiros ideais para seus filhos e filhas. Mais tarde, políticos locais e chefes de grandes fábricas desempenharam a função.

Mas os tempos mudaram.

— Para imigrantes que vieram do interior, como eu, é quase impossível contar apenas com as antigas redes de contatos para encontrar um marido. Quando eu cheguei em Xangai não tinha parentes nem amigos na cidade.

Ela também explica que a diferença entre homens e mulheres é um motivo de crescente preocupação no país, onde a política do filho único, implementada desde os anos 1980, fez com que as famílias preferissem ter mais filhos homens do que mulheres.

O cenário levou o país a ter atualmente uma das proporções de gênero mais desequilibradas do mundo, com 118 homens para cada 100 mulheres — e há chances de que venham a haver cada vez mais “encalhados” do que ‘encalhadas’ na China.

Projeções e desequilíbrio

De acordo com projeções do governo, até o final desta década haverá 24 milhões de homens “deixados de lado”, ainda em idade de se casar. E há acadêmicos que apontam que entre 2020 e 2050 cerca de 15% dos homens chineses simplesmente não terão conseguido encontrar uma mulher.

— Na minha cidade na província de Hunan já estamos vendo este problema. Muitos homens de 40 e 50 anos foram solteiros durante toda a vida e desistiram de encontrar alguém para se casar.

Para ela, a ascensão econômica do país também gera expectativas mais altas, e com isso maiores decepções.

— Há um desequilíbrio de informação — a pessoa que você está procurando existe, mas você não sabe onde encontrá-la. Por outro lado, por estar buscando um parceiro tão ideal, a pessoa que de fato possui as qualidades que você procura pode não retribuir seu amor.

Via R7

Atrativa & Gorda

Attractive & Fat - EuGordinhaPois é, eu sei que o mundo não é perfeito, por isso estamos ai na luta. Chato ter de lutar pelo direito de ser quem se é. Por exemplo, as arvores, não reclamam entre si que uma é um limoeiro e a outra uma macieira. Entre maçãs e limões, cada qual segue o seu destino, produzindo o fruto que for. Deveria ser natural simplesmente existir e pronto. Desde quando nós, seres humanos nos tornamos tão implicantes uns com os outros devido às diferenças? Se algum psicólogo, antropólogo ou algum outro estudioso de ciências humanas tiver alguma resposta mesmo que esboçada e não absoluta pra compartilhar, eu quero saber.

Recebi uma bela sugestão de postagem e estou repassando pra quem acompanha a causa das pessoas plus size.

Attractive and Fat

por Suzanne

Em resposta à recente repercussão dos comentários do CEO da marca de roupas Abercrombie & Fitch, Mike Jeffries, que declarou há alguns anos o fato de sua marca ser feita para pessoas magras, a “Militant Baker” Jes publicou uma carta em seu blog e criou uma série de fotografias. Jes é modelo plus-size e ativista em favor das minorias. Na publicação, a americana apresenta sua série “Attractive and Fat”, onde posa, nua ou usando roupas da marca de Mike (que não tem tamanhos extra-grandes para mulheres) e interagindo com um modelo dito “atraente”, na concepção do CEO. Com isso, ela aponta para o fato de que, apesar de haver um aumento da visibilidade dos modelos plus size, eles dificilmente aparecem nos mesmos ensaios que modelos magros.

Confira a tradução de trechos da carta e a série “Attractive and Fat”.

Hey Mike,

Antes de tudo: sua opinião não é chocante: milhões de pessoas compartilham da mesma opinião que a sua. Você usou sua riqueza e aparição pública para ecoar o que muitos já vêm dizendo. No entanto, é importante que você saiba que seus comentários não impedem ninguém de ser quem eles são; o mundo está progredindo  quando o assunto é inclusão, quer você queira, quer não. A única coisa que você fez com seus comentários (sobre a magreza ser sinônimo de beleza e apenas oferecendo tamanhos extra grandes para homens) foi reforçar o conceito deturpado de que mulheres gordas são falhas sociais, indesejáveis. Suas desculpas não mudam isso.

Bem, na verdade, não foi tudo o que você fez. Você também criou uma oportunidade incrível para a mudança social. Na nossa cultura, nunca vemos ensaios fotográficos sensuais que combinam modelos gordas, baixinhas e não-convencionais com modelos não-baixos, não-gordos, modelos profissionais. Para usar suas palavras: “crianças não populares” e “crianças cool [nota do blogEuGordinha: cool = palavra inglesa que significa “legal”]”. Combinar pares iguais, gordos com gordos, magros com magros, é socialmente aceito. Mas nunca contrastar corpos.

A justaposição de pares de corpos diferentes causa desconforto em quem vê – como eu queria que isso não fosse assim. Isso é atribuído a companhias como a sua, que perpetuam o pensamento de que mulheres gordas não são bonitas.

Uma nota: eu não tirei essas fotos para mostrar que o modelo me achou atraente, ou que o fotógrafo me achou fotogênica, ou pra provar que você é um ostentador imbecil. Eu fui inspirada pela oportunidade de mostrar que eu estou segura com meu corpo e pra consolidar isso usando a plataforma controversa que você criou. Eu desafio a segregação entre atraente e gordo, e afirmo que são compatíveis, apesar do que você pensa. Eu não só sei que sou sexy, mas também tenho a confiança para posar nua em posições que você não se atreveria. Você está mais do que convidado para provar que eu estou errada – é só posar sem camisa ao lado de uma garota gorda e gostosa; seria uma honra ver um ensaio!

Eu sei que você não tinha a intenção disso repercutir tanto, mas você é brilhante de muitas formas. Não só é um gênio do marketing (uma marca exclusiva é realmente rentável) mas você também criou uma oportunidade de desafiar nossa construção social atual. Minha esperança é que a combinação desses corpos contrastantes seja tão comum quanto o ideal socialmente aceito.

Jes

P.S.: Se você quiser me oferecer uma “larga quantia” para que eu pare de usar sua marca e minha associação não “cause sérios danos à sua imagem”, não hesite em me contatar. Eu te respeito como um homem de negócios, e meu agente ficaria feliz em contribuir com seu sucesso.

P.P.S: Você deveria saber que sua camiseta tamanho G cabe perfeitamente num tamanho 56. Talvez você queira rever isso.

Atrativa e GordaLeia a carta original em: The Militant Baker

Via Zupi

Angelina Jolie – Uma Opção Pela Vida

Angelina Jolie - EuGordinha

Mulher, atriz, considerada linda e talentosa fez operação de retirada dos seios por saber que poderia ter muito mais chances de desenvolver câncer de mama. Ela optou pela vida ao invés de manter uma aparência de beleza, ao invés de ser um mero símbolo sexual (como disseram alguns). Ouvi dizer que Ela perdeu a mãe que lutou por mais de 10 anos contra o câncer e faleceu. Angelina é mãe de 6 filhos, entre os quais tem os seus adotivos. Ela quer ter mais chances de viver com eles e os amar. Ela quer viver mais. Vai acabar se tornando ícone de uma luta, tremenda guerreira em sua batalha.

Marisa Responde…

Na Boa, não convenceu mesmo essa resposta da Marisa… 😦

Marisa responde às críticas ao comercial acusado de incentivar anorexia

Na semana passada (17) o comercial intitulado “Homenagem” da rede de lojas Marisa causou bastante controvérsia nas redes sociais e recebeu duras críticas. O vídeo que mostra uma moça magra experimentando peças de roupa enquanto comenta seus esforços para conquistar a silhueta sequinha para o verão, foi considerado machista e acusado de incentivar a anorexia.

Na tarde desta segunda-feira (22) a Marisa publicou em sua fanpage um comunicado oficial sobre a polêmica e afirmou que não teve intençào de impor estereótipo de beleza e que o bom humor é marca da empresa.

Confira o comunicado:

“Em relação ao filme “Homenagem” da nova coleção de alto verão, a Marisa esclarece que o intuito foi mostrar, de forma bem-humorada, um tema tão recorrente entre algumas mulheres nesta época do ano, que é o desejo de estar bem com o seu corpo para encarar o verão. Não à toa, este é o período de maior procura por alimentação saudável e academias de ginástica. Uma verdadeira “luta” a que se propõem tantas mulheres para atingir esse objetivo e que, de um modo geral, passa pela adoção de uma dieta mais rica em alimentos menos nocivos à saúde, porém não tão empolgantes para boa parcela da população. E aí a graça do filme.

A companhia, que está há mais de 60 anos no mercado e é hoje associada à mulher brasileira de todos os credos, raças e medidas, desenvolvendo sempre coleções democráticas, acessíveis e trazendo as últimas tendências da moda, lembra que o bom humor e a irreverência sempre foram marcas das campanhas da empresa. 

A Marisa reforça que a peça publicitária não teve em nenhum momento o objetivo de impor este ou aquele estereótipo, tampouco de encorajar a adoção de dietas radicais. Mesmo porque a companhia acredita que sua longevidade se deve a excelente relação que construiu com seus clientes, parceiros e colaboradores.”

Apesar do esclarecimento da loja, mais de 250 internautas comentaram a publicação no Facebook ainda se dizendo extremamente ofendidos com o vídeo.

Via Virgula.uol.com.br

30 segundos de Estupidez: Lojas Marisa Erraram Feio!

30 segundos de Estupidez: Lojas Marisa Erraram feio!

Super apoiado quem se indignou com a propaganda da Marisa, denegrindo a imagem das meninas que ão estão no PADRÃO DE BELEZA, IMPOSTO pela mídia manipulada da sociedade. Sabe quando a raiva e indignação doem por dentro?

Vontade absurda de socar a cara de algum responsável por isso. Sei que esse tipo de violência não leva a resolução do problema. Só compartilho por aqui essa vontade doida, porque ela expressa o tanto que me senti ofendido, dolorido por dentro, com vontade de descontar.

Pena que aqui no Brasil ainda não temos consciência o suficiente pra fazer um protesto do tipo BOICOTE. Manifestação pacífica contra absurdos como esse. Quem seriam as meninas que se poriam de frente a essas lojas com cartazes de Repulsa ao comercial idiota que está rolando? Poderiam até mesmo ser ridicularizadas, as meninas!

Alguns comentários no canal da Marisa onde tem o vídeo no youtube:

Fazer uma roupa parecer bonita em um cabide humano é fácil. Quero ver fazer roupa ficar bonita em nós, brasileiras , com curvas. Isso sim seria fazer roupa boa. Eu prefiro comprar uma calça na Levis que tem todos os tamanhos de pernas X cintura (porque entende que temos corpos DIFERENTES) que comprar em Marisas,com P, M e G do mesmo tamanho.ão vou dizer que perderam uma consumidora, pq a roupa da Marisa nunca ficou boa em mim. Prefiro ser bonita com outras lojas!

MsMaira86

  • Qual é o grande problema do comercial? Eu não consegui entender até agora, é só a verdade, não tem como ficar com um corpo maravilhoso comendo pizza todos os dias. Está todo mundo falando que incentiva a anorexia e bulimia mas na verdade vai da pessoa, todos sabem que isso é errado, e que são doenças que possuem tratamento. Já sobre a história do padrão de beleza gente, por favor, reclamem de TODAS as propagandas de lojas, e marcar de roupas então! Eles se referem a um estilo de vida SAUDÁVEL

    Marcela Marcos 12 horas atrás

  • O problema é uma homenagem à mulher que adota práticas autodestrutivas pra se enquadrar num padrão estético imposto por interesses comerciais. É o mesmo que homenagear o funcionário do mês como aquele que faz hora extra de graça e engole assédio moral docilmente. A mulher que deveria ser homenageada é justamente aquela que valoriza aquilo que ela realmente tem de valor, aquela que quer ser valorizada por aquilo que ela é, e não pelo o que querem que ela seja.

    123456superlol

    ME DESCULP.. MAS ESSE COMERCIAL FOI UMA P****

    SÓ TEM ROUPAS PRA MAGRELAS, E ALÉM DO MAIS FOI PURO PRECONCEITO COM NÓS CHEINHAS.. QM DISSE Q HOMENS SÓ GOSTA DE MAGRELAS? TEM TANTO Q AMAM UMA GORDINHA.. NUNCA ENTREI NESSA LOJA (marisa) E AGORA MTO MENOS VOU ENTRAR NELA DEPOIS DISSO?!! AINDA BEM Q AKI NAO TE ESSA LOJA. SE TIVESSE, JAMAIS ENTRARIA.. APESAR Q AKI ONDE MORO SÓ TEM LOJA PRA ESQUELETO E NÓS SOFREMOS COM ISSO…E QNDO ENCONTRA É ROUPA PRA SNHORA DE IDADE.. SACANAGEM.. RUMMMMMMMMMMMM

    alineecarlos2012

  • O Fim do Vício?

    Facebook., Você é viciado nessa Rede Social? Se for e quer controlar o vício, os seus problemas podem ser atenuados com essa ferramentazinha ótima que eu encontrei. Segue o artigo e os links pra baixar a instalar SE TIVER CORAGEM.

    Você já parou para pensar quantas horas o Facebook “rouba” do seu dia? Se você não sabe a resposta exata, uma simples extensão para o seu navegador pode resolver esse pequeno problema. Além disso, ela também pode ajudar a controlar melhor a sua rotina, de maneira que você não se distraia sempre que entrar na rede social.

    O nome desse recurso é Facebook Runner e ele pode ser usado no Chrome, Firefox, Opera e Safari.

    Pré-requisito

    Como já foi dito anteriormente, você precisa realizar o download da extensão Facebook Runner. Para isso, basta clicar no botão abaixo — há uma versão para cada um dos quatro navegadores compatíveis.

    Chrome

    Facebook: descubra quanto tempo você passa na rede social

    Firefox

    Facebook: descubra quanto tempo você passa na rede social

    Opera

    Facebook: descubra quanto tempo você passa na rede social

    Safari

    Facebook: descubra quanto tempo você passa na rede social

    Como usar?

    Assim que o programa for adicionado ao seu navegador, um pequeno ícone vai aparecer no Barra de ferramentas, assim como mostra a imagem abaixo — para esta demonstração, usamos o Chrome como exemplo.

    Facebook: descubra quanto tempo você passa na rede social

    Se você já se conectou ao Facebook, basta clicar com o botão esquerdo do mouse no ícone da extensão. Com isso, um pequeno balão vai mostrar por quanto tempo você usou a rede social e há quanto tempo você está conectado à internet.

    Facebook: descubra quanto tempo você passa na rede social

    Clicando com o botão direito do mouse no ícone do Facebook Runner, um pequeno menu vai ser aberto. Nele, você pode configurar para que a extensão apareça diretamente no seu perfil, como mostra a imagem abaixo.

    Facebook: descubra quanto tempo você passa na rede social

    Você também pode escolher períodos para que o tempo zere, na área “Reset timers” — com opções diárias e semanais, por exemplo. Além disso, é possível resetar o tempo gasto na rede social manualmente, clicando na alternativa “Reset timers manually”.

    Via Tecmundo

    Segurança Digital

    Você conhece alguém que pode ler a sua mente? Eu sim… Mas não é de Deus que eu estou falando. Muito menos de um médium, paranormal ou congenere. Pessoas com alta sensibilidades podem apresentar essa característica no mínimo interessante e assustadora ao mesmo tempo. Mas tipos como 171s, cafajestes,  estelionatários, ladrões, trambiqueiros e afins podem ter acesso a sua vida, pela porta da frente. Isso, simplesmente porque VOCÊ os permitiu. O CSI também nos ensina que muito da vida de uma pessoa pode ser descoberto através da internet.

    Segue um vídeo de conteúdo interessante, que se propõe a falar sobre SEGURANÇA DIGITAL.

    Hoje Começa a Rio+20

    A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, será realizada de 13 a 22 de junho de 2012, na cidade do Rio de Janeiro. A Rio+20 é assim conhecida porque marca os vinte anos de realização da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio-92) e deverá contribuir para definir a agenda do desenvolvimento sustentável para as próximas décadas.

    A proposta brasileira de sediar a Rio+20 foi aprovada pela Assembléia-Geral das Nações Unidas, em sua 64ª Sessão, em 2009.

    O objetivo da Conferência é a renovação do compromisso político com o desenvolvimento sustentável, por meio da avaliação do progresso e das lacunas na implementação das decisões adotadas pelas principais cúpulas sobre o assunto e do tratamento de temas novos e emergentes.

    A Conferência terá dois temas principais:

    • A economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza; e
    • A estrutura institucional para o desenvolvimento sustentável.

    A Rio+20 será composta por três momentos. Nos primeiros dias, de 13 a 15 de junho, está prevista a III Reunião do Comitê Preparatório, no qual se reunirão representantes governamentais para negociações dos documentos a serem adotados na Conferência. Em seguida, entre 16  e 19 de junho, serão programados os Diálogos para o Desenvolvimento Sustentável. De 20 a 22 de junho, ocorrerá o Segmento de Alto Nível da Conferência, para o qual é esperada a presença de diversos Chefes de Estado e de Governo dos países-membros das Nações Unidas.

    Os preparativos para a Conferência

    A Resolução 64/236 da Assembleia-Geral das Nações Unidas determinou a realização da Conferência, seu objetivo e seus temas, além de estabelecer a programação das reuniões doComitê Preparatório (conhecidas como “PrepComs”). O Comitê vem realizando sessões anuais desde 2010, além de “reuniões intersessionais”, importantes para dar encaminhamento às negociações.

    Além das “PrepComs”, diversos países têm realizado “encontros informais” para ampliar as oportunidades de discussão dos temas da Rio+20.

    O processo preparatório é conduzido pelo Subsecretário-Geral da ONU para Assuntos Econômicos e Sociais e Secretário-Geral da Conferência, Embaixador Sha Zukang, da China. O Secretariado da Conferência conta ainda com dois Coordenadores-Executivos, a Senhora Elizabeth Thompson, ex-Ministra de Energia e Meio Ambiente de Barbados, e o Senhor Brice Lalonde, ex-Ministro do Meio Ambiente da França. Os preparativos são complementados pela Mesa Diretora da Rio+20, que se reúne com regularidade em Nova York e decide sobre questões relativas à organização do evento. Fazem parte da Mesa Diretora representantes dos cinco grupos regionais da ONU, com a co-presidência do Embaixador Kim Sook, da Coréia do Sul, e do Embaixador John Ashe, de Antígua e Barbuda. O Brasil, na qualidade de país-sede da Conferência, também está representado na Mesa Diretora.

    Os Estados-membros, representantes da sociedade civil e organizações internacionais tiveram até o dia 1º de novembro para enviar ao Secretariado da Conferência propostas por escrito. A partir dessas contribuições, o Secretariado preparará um texto-base para a Rio+20, chamado “zero draft” (“minuta zero” em inglês), o qual será negociado em reuniões ao longo do primeiro semestre de 2012.

    Baixe aqui a apresentação em slides  com o histórico da Rio+20 – (“Como chegamos até aqui”)

    Fonte:rio20

    Aprenda outro idioma – Pronunciator

    Pronunciator é uma plataforma imensa para quem deseja aprender novas línguas sem gastar nada com isso. São 60 idiomas diferentes com lições que vão desde palavras básicas do vocabulário até conversações completas e mais avançadas.

    A grande vantagem do Pronunciator é que ele tem, além das lições em áudio, um sistema que avalia a sua pronúncia, julgando se você está falando corretamente ou se precisa melhorar. Tudo que você precisa é de um microfone para captar a sua voz e uma caixa de som para ouvir a pronúncia corretamente.

    Comece escolhendo qual idioma você deseja aprender, em uma lista de 60 línguas diferentes. Mostre qual é o idioma que você fala nativamente e aquele que você deseja aprender, por exemplo, alemão, francês, inglês ou outro que estiver disponível. Aproveite para aprender uma língua completamente diferente sem pagar nada!

    Se você não tem conhecimento algum da língua escolhida, comece desde a primeira lição, estudando todas as palavras e pronúncias corretas. Preste atenção sempre ao som que um fonema resulta, observando se isso se repete em outras palavras para aprender a ler o som da escrita de qualquer outra.

    Por exemplo, em alemão, a junção das letras “ch” possui um som específico que se repete sempre. Se você identificar esses fonemas principais na língua que você está estudando, fica mais fácil aprender toda a pronúncia posteriormente.

    Assim que você estudar uma lição, existem alguns testes a serem feitos, como o de pronúncia, vocabulário, capacidade de escutar e entender o que está sendo dito e de compreensão de texto. Faça todas as provas antes de passar para a próxima lição, para ter certeza de que está pronto para o próximo nível.

    No começo, o aprendizado pode parecer muito simples e inútil, já que se trata apenas da repetição de palavras, porém, isso é importante também. Tente fazer associações e procure materiais como vídeos e músicas no idioma escolhido para usar como base. Mesmo que você não possua conhecimento para entender os significados, assista a filmes na língua escolhida para treinar a sua audição, pelo menos no começo.

    Conforme o curso é feito, as lições ficam mais complexas, com frases e diálogos maiores e mais úteis no dia a dia. Não desista se parecer difícil, aprender um idioma pode levar tempo, entretanto o esforço é sempre recompensado.

    Fonte: Baixaxi

    Privalia Deixa Cliente [Consumidora] Indignada

    Ok, eles montam um negócio e oferecem os seus produtos. Beleza, nós vamos lá, escolhemos o que nos agrade e compramos. Pagamos com nosso rico dinheirinho o que eles oferecem.Esperamos que o produto chegue [nosso dinheiro $$ entra nos bolsos de quem de direito]… mas então… cadê? Prazo não cumprido, produtos com defeito, foram alguns dos problemas enfrentados por exemplo pela Carla Rezende:

    “Estou desde 13.01 aguardando a entrega do meu pedido número PE2383965 e estou muito indignada porque acabo de receber um e-mail informando que não receberei todos os produtos comprados porque estão indisponíveis. De 3 produtos que comprei, 2 estão indisponíveis? Que absurdo! Já é a segunda vez que isso acontece. Isso é uma falta de respeito. Queria os biquinis pro carnaval, mas não foi possível porque vocês não cumpriram a merda do prazo e agora estão me dizendo que não vão entregar? Acham mesmo que míseros R$ 5,00 vão me deixar satisfeita diante de tamanha falta de compromisso? Não aceito a desculpa de que vocês não têm os produtos. Deem o jeito de vocês pra mandar o meu pedido completo. Dessa vez não vou ser condescendente. Comprei, paguei e exijo receber.”

    “…o site www.privalia.com.br não presta porque não cumprem os prazos, vendem mercadorias baratas porque grande parte são defeituosas (eu mesmo já recebi) e não raro, vendem sem ter o produtos, ficam meses com nosso dinheiro e depois devolvem sem nenhum centavo a mais e sem o menor respeito com o consumidor.”

    ” Outro dia comprei duas bolsas da Levi´s e um boné. Uma bolsa eles não entregaram com alegando a mesma coisa: indisponibilidade em estoque (pra que vendem, afinal?) e a outra veio com um furo enoooorme logo na frente da bolsa, além de não trazer a etiqueta da marca como mostrava na foto do site (não que eu ligasse pra etiqueta, mas me pareceu que foi um produto que não foi finalizado porque não passou no teste de qualidade por apresentar defeito e eles venderam no site com desconto). É um absurdo o que andam fazendo com nós consumidores!”

    “Acabei de receber outro e-mail informando que uma outra compra que fiz também está com os produtos indisponíveis. É um absurdo. A compra foi feita em 03/12, com prazo de entrega pra até 17/01 e hoje, 18/02, depois de terem usado bastante o meu dinheiro eles dizem que não têm o produto que COMPREI E PAGUEI pra me entregar (o valor da minha compra foi relativamente pequeno, mas essa empresa tem lesado vários clientes que, somando o valor de suas compras, dá um montante de dinheiro suficiente para belos investimentos, enquanto eles nos enganam com o adiamento de seus prazos de entrega). Isso é um absurdo! Uma vergonha!”

    Se a tal Privalia se manifestar no sentido de corrigir seus erros, comento por aqui. Por hora… putz que chato!

    A Economia do Cedro – Indicação de Leitura

    A Economia do Cedro, novo livro de Carlos Júlio tem uma grande ambição, proporcional à força da árvore que o inspirou. Para alguns, se contenta em ser como a semente, germinará em 90% dos casos e demorará anos para ser notada e transformada em arbusto, mas quando o fizer, terá raízes fortes e condições para  enfrentar as adversidades. Se você pertencer a este grupo, seu papel não é imediato, mas o autor espera que a leitura garanta a ação futura e a acelere.

    Para outros, ele será como a árvore em crescimento, o ritmo é lento, mas consistente e preocupado em cuidar do entorno, estabelecer uma relação de troca responsável. Se pertencer a este grupo, terá que começar a agir agora ainda de forma a se fortalecer, com ações práticas de dia a dia aqui apresentadas, você já não pode recuar.

    Existem aqueles para os quais o livro será como a árvore adulta, frondosa. Se você é um deles, já seguiu uma trajetória, aprendeu a conviver com o ambiente, as diferenças das estações. Já viu resultados bons e ruins, seus novos atos terão a duração equivalente à vida centenária do cedro.

    Mas o maior sonho do Carlos Júlio, um educador, empresário e executivo dos mais inquietos e competentes do país, é que todas as sementes germinem, que todo leitor consiga ser sensibilizado e aceite que a Revolução do Cedro é inevitável, que o mundo não aguenta fazer mais do mesmo, o custo desta continuidade tem sido o aumento exponencial da extinção dos recursos e de formas ricas de vida no planeta.

    Este não é um livro sobre sustentabilidade, embora também o seja, este é um livro sobre gestão e tem o grande mérito de mostrar o diagnóstico e os possíveis papéis de cada leitor neste novo mundo. Além disso, este livro mostra de forma clara e inédita o papel do Brasil neste cenário. Esta é a lnora de entender e começar a agir. Boa leitura!

    Ficha técnica
    A Economia do Cedro

    Autor: Carlos Alberto Júlio
    Editora: Livros de Safra
    Assunto: Administração – Sustentabilidade
    ISBN: 978-85-6232-812-1
    Livro em português
    Formato: 16 x 23 cm capa dura

    Sobre o autor

    Carlos Alberto Júlio é empresário, palestrante, professor e escritor.

    Foi presidente da Tecnisa S.A, e hoje permanece como vice-presidente do Conselho de Administração, presidiu a HSM do Brasil por 8 anos, é  autor dos best-sellers: Reinventando Você,  A Magia dos Grandes Negociadores, A Arte da Estratégia e Superdicas para Vender e Bem. Graduado em Administração de Empresas com especialização na Harvard Business School, na London Business School e no IMD de Lausanne-Suíça, Júlio é professor na USP, ESPM e FGV, além de Conselheiro da Camil Alimentos.
    Entrevista com Carlos Alberto Julio

    Campanha Ousada de Lingerie

    A Duloren surpreendeu com a sua nova campanha de lingerie nesse final de ano. Nossa, quem diria que o Papai-Noel… deixa pra lá. A questão é que uma gordinha linda (Mayara Russi) foi posta em pé de igualdade com as modeletes magrelinhas que tem por ai, no sentido de expor toda BELEZA que uma mulher de verdade tem. Bem a questão vai muito além disso… Sabe, eu acho que está mais do que na hora de “chocarmos” nosso cérebro com imagens um tanto mais próximas da realidade do que as que andam por ai na mídia a tantos anos.

    Duloren Dezembro 2011 Mayara Russi

    O Que É O Amor?

    Li uma história que me fez ficar pensando o que é o amor. O que seria o amor? Qual a diferença entre amor e paixão? A paixão se compromete? Se compromete até que ponto? Até aonde a paixão “aguenta”, por quanto tempo se sustenta? A paixão consegue não visar apenas seus próprios interesses? Essas perguntas são questões que perduram ao longo dos tempos… Me arrisco a tentar descobrir respostas e viver o que de útil for aprendendo… 

    Paciente morre 8 dias após se casar em hospital de Ribeirão Preto  –  ANA SOUSA de RIBEIRÃO PRETO

    A paciente Rosycler Iadoccico Neves, 61, que se casou com seu companheiro de mais de 20 anos no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (313 km de SP) no último dia 30, morreu no domingo (7) vítima de uma parada respiratória.

    Portadora de doença degenerativa neurológica, ela vivia numa cama do hospital desde fevereiro e respirava com o auxílio de aparelhos. Como não conseguia falar, Rosy se comunicava apontando letras numa placa.

    O casamento, realizado no último sábado de julho, teve bênção de um pastor e enfermeiros e médicos como convidados.

    Rosycler Iadoccico Neves, Luis Antonio Nogueira, Marcia Ribeiro - 30.jul.11/Folhapress

    A tetraplegica Rosicler Neves Coutinho, 61, quando se casou com Luis Antonio Nogueira, 42, no hospital

    Rosy e o marido, o auxiliar administrativo Luis Antonio Nogueira, 42, se aproximaram no Carnaval de 1988 e foram morar juntos seis meses depois.

    Há quatro anos, Rosy sentiu fraqueza nas pernas — uma consequência da doença– e passou a usar cadeira de rodas. Em fevereiro, ela perdeu o movimento das mãos e a voz enfraqueceu. Desde então, vivia no hospital aos cuidados do marido, da cunhada e da filha mais velha.

    RELACIONAMENTO

    Foi Luis, então um jovem de 18 anos, que se aproximou de Rosy, quase 20 anos mais velha, no Carnaval de 1988. “Eu a vi tirando as medidas para as fantasias e me encantei.” Seis meses depois, eles já moravam na mesma casa, com dois dos três filhos de Rosy, que estava divorciada.

    O casal viveu do jeito faz-tudo: ele como servente de pedreiro e motoboy; ela como cabeleireira e manicure.

    Luis diz que, quando jovem, a havia pedido em casamento, mas ela se recusou por ele ser “moleque”. Anos depois, foi ele quem não quis dar o braço a torcer.

    A internação foi a deixa para a oficialização. No casamento, Luis disse que não fazia planos, mas que queria viver mais 30 anos ao lado de Rosy. “É amor. Não me vejo sem ela, mesmo nessa situação.”

    Quando a Mulher Vai lá e Faz Acontecer! (Negócios)

    Roseli e Vera Vaz (da esq. para a dir.), da Sparkkli Home: intuição levada a sério

    Mulheres empreendedoras.

    O que aprender com elas

    Sinceras a ponto de revelar que nunca pararam para pensar como administram o próprio negócio, as irmãs Roseli Vaz, 39 anos, e Vera Vaz, 40 anos, donas da Sparkkli Home, empresa de cosméticos paulistana voltada ao bem-estar, acreditam que parte do segredo do bom desempenho está na visão global do negócio e na boa dose de sensibilidade e emoção que depositam em cada tarefa. “Os homens são mais práticos, guiam-se quase que 100% pelos números e não contam com a intuição, um ingrediente forte no dia a dia feminino”, diz Roseli. Foi por levar em conta a própria intuição que elas, há quatro anos, enveredaram pela área da beleza, deixando para trás a importação de roupas, um negócio à primeira vista mais rentável. “O que não tem que ser, não é. As portas vão se fechando sem você saber o porquê”, afirma a empresária. “Quando as coisas têm que acontecer, tudo flui.” As sócias ressaltam, porém, que não basta ter sensibilidade. É preciso conhecer o mercado e pesquisar muito. Foi somando as duas coisas que elas decidiram investir na linha de home spa, desenvolvendo produtos para serem usados em casa, mas com os mesmos princípios do spa. Deu certo. A Sparkkli Home tem 100 itens em linha, uma loja própria e faturou no ano passado R$ 1,3 milhão.

    Para Rosângela Cassiano, psicóloga e personal coaching, intuição, sensibilidade, facilidade de ouvir o outro e humildade para reconhecer as dificuldades e erros mais rapidamente são traços positivos da gestão feminina, mas não devem ser os únicos. “As mulheres para serem completas precisam assimilar alguns comportamentos tipicamente masculinos, como a praticidade, menor grau de impulsividade e planejamento no papel”, diz a consultora. “Elas acreditam tanto que as coisas vão dar certo que, muitas vezes, se esquecem de planejar o negócio e tomam decisões precipitadas.” Mas, no âmbito geral, segundo a especialista, não há como negar que eles podem aprender muito com o jeito feminino de liderar. Afinal, sobram coragem e disposição para enfrentar desafios, mesmo que para isso seja preciso fazer dez coisas ao mesmo tempo.

    PERSONALIDADE MARCANTE
    Saiba quais são os pontos fortes da liderança feminina e em que áreas as mulheres precisam melhorar

    NOTA 10
    • Apresentam um estilo de comunicação assertivo para expor suas ideias e estratégias para a gestão do negócio, o que facilita a compreensão de suas orientações na delegação de responsabilidades.• Mostram um estilo de liderança envolvente e gostam de levar as pessoas a pensar da mesma forma que elas. Assim, conquistam o apoio e o comprometimento da equipe em relação aos objetivos comuns.• São rápidas e voltadas a resultados. Tendem a imprimir um ritmo acelerado à administração e sentem necessidade de realizar tarefas de imediato.• Demonstram nos relacionamentos a empatia necessária para escutar as pessoas e perceber as necessidades de sua equipe, o que lhes permite realizar orientações personalizadas e bem direcionadas.• Revelam flexibilidade para seus conceitos e para escutar pontos de vista diferentes dos seus durante a busca de soluções, o que favorece a avaliação de alternativas, enriquecendo o processo decisório.

    • São ágeis na tomada de decisões, podendo transmitir um referencial de liderança positivo, enfatizando o dinamismo e o foco em resultados.

    • Revelam maior motivação pelo relacionamento e interagem com clientes, fornecedores e parceiros estratégicos com desenvoltura. Essa condição favorece a implantação de um ambiente amistoso de trabalho.

    • Gostam de lidar com questões mais complexas em seu trabalho, o que as ajuda a compreender as estratégias de negócios e a implementar as mesmas na gestão de suas equipes, podendo identificar oportunidades e buscar soluções para atingir os resultados.

    OPORTUNIDADES DE DESENVOLVIMENTO
    • Podem aprimorar o seu estilo de organização pessoal ao definir melhor suas prioridades na agenda e administrar as interrupções em seu dia-a-dia. Para tanto, é importante que desenvolvam técnicas para administração do tempo.

    • É importante desenvolver maneiras de lidar de forma construtiva com críticas e objeções que possam surgir ao seu trabalho. Aqui é importante pesar mais a razão do que a emoção.

    • Devem controlar o ritmo diante de problemas que exijam uma abordagem mais analítica, realizando uma pesquisa mais detalhada para avaliar a melhor solução para a tomada de decisão, ou cercando-se de pessoas que tenham essa característica, a fim de complementarem seus perfis.

    • Podem se beneficiar ao dedicar mais tempo à análise de problemas e ao exercício da criatividade na busca de soluções, a fim de apostar em novas ideias e em projetos ainda não vivenciados em sua trajetória empreendedora, aplicando, quando possível, mais ousadia em seus processos decisórios.

    Fontes: Pesquisa da Executiva Brasileira realizada pela Caliper Estratégias Humanas do Brasil e HSM

    Fonte:RevistaPequenasEmpresasGrandesNegócios

    Mayara Russi – Modelo Plus Size, Batalhadora & Vencedora

    Mayara Russi - EuGordinha

    “Uma pessoa batalhadora que corre atrás dos seus sonhos independente da opinião de qualquer pessoa.”

    Domingo, 31 de julho de 2011. Estava eu com minhas palavrinhas num texto, e de vez em quando dando uma olhada no twitter. Quando começaram a surgir pessoas comentando a entrevista de Mayara na Gabi. Uhhh, legal. Mas a princípio não liguei a TV pra assistir, sabendo que depois poderia fazê-lo nessa ferramenta boa que é a Internet. No diz seguinte eu comecei a me surpreender com um pouco do que a menina expôs de sua vida. O que posso dizer dela pelo que vi até agora? Que ela é mulher, mãe, modelo plus size, batalhadora, vencedora (inclusive, venceu um câncer,

    Algumas lições que aprendi:

    • Fama não é sucesso. Sucesso é conseqüência de esforço e trabalho bem feito.
    • Amar a si mesmo traz um bem estar que contagia os outros ao seu alcance.
    • O preconceito é uma praga, doença infeliz que ataca invisivelmente.

    Seguem abaixo, os vídeos com a entrevista dela no programa da Gabi.

    Parte 1

    Parte 2

    Parte 3

    Parte 4(final)

    Também Sou Tecnologia – Tutorial de CSS

    Pra meus coleginhas de trabalhos que ficam caçando tutoriais a net sobre vários assuntos, a partir de agora estou inaugurando uma série espero eu, onde tratarei de compartihar dos assuntos afins, especialmente sobre WEB Designer que é minha praia predileta em termos de profissão na área de TI.

    Segue um link onde os interesados em CSS podem estar fazendo o download de um conteúdo bem legal. Basta clicar sobre a imagem abaixo pra acessar a página no 4shared e baixar.

    Ou se quiser copie e cole o link abaixo

    http://www.4shared.com/file/_3AATq2a/TutorialCSS.html

    As Vantagens de Ser Mulher