Flavio Gikovate – o Dr. Que Cuidava dos Corações Partidos e Afins

Fiquei um pouco triste ao saber na noite passada que o Dr.Gikovate faleceu. Ele deixou uma obra muito boa no seu trabalho incansável de tratar com as emoções e sentimentos das pessoas, principalmente no que diz respeito as relações amorosas e as relações da pessoa consigo mesma. Era muito bacana ouvir como ele com seu jeito calmo e acertivo, ia lidando com as dúvidas e angústia dos ouvintes de seu programa na rádio CBN, quando ele ao vivo apresentava “No Divã Do Gikovate“. Vai me deixar muitas saudades.

flávio gikovate

Dr. Flávio Gikovate

“Médico psiquiatra, psicoterapeuta, conferencista e escritor, Flávio Gikovate morreu nesta quinta-feira, 13, às 18h30, depois de uma curta batalha contra um câncer de pâncreas descoberto em abril. Ele estava internado no hospital Albert Einstein desde o início da semana passada. Autor de inúmeros livros que se tornaram best-sellers, ele apresentava o programa No Divã Do Gikovate, na rádio CBN, e participava periodicamente de encontros, sempre lotados, com o público na Livraria Cultura. Foi num desses encontros, em 13 de setembro, que ele apresentou seu último livro: Para Ser Feliz no Amor (Summus). Na obra, o autor analisa os aspectos que prejudicam os relacionamentos – para ele, a baixa autoestima, o ciúme, o medo de perder o ser amado, a vontade de mudar o outro. E, claro, aponta o caminho para que o casal encontre a felicidade. Confiante no tratamento, Gikovate andava cheio de planos. Dois dias depois do lançamento, no entanto, descobriu uma metástase.

Pioneiro nos estudos sobre o sexo, amor e vida conjugal no Brasil, ele publicou mais de 30 livros que já venderam, juntos, cerca de 1 milhão de exemplares. Gikovate falava sobre temas complicados de relacionamento de um jeito que todos entendiam. Daí seu sucesso.

Sua estréia na literatura foi em 1975. De lá para cá, publicou obras como O Mal Bem e Mais Além, Uma História do Amor… Com Final Feliz, A Arte de Educar, Uma Nova Visão do Amor, Ensaios sobre Amor e Solidão, Deixar de Ser Gordo, Além do Divã – Autobiografia e muitos outros. Nascido em 11 de janeiro de 1943, Flávio Gikovate se formou em medicina em 1966, na USP. Ele contava que sua grande fonte de inspiração eram seus pacientes – foram mais de 10 mil nesses 50 anos. “Escrevo o que vivo na prática. E não há melhor material de observação do que o comportamento das pessoas. Não invento fórmulas. Meu objetivo é levar conhecimento. Se isso é autoajuda, então escrevo livros de autoajuda. Não tenho medo de rótulos. O meu respaldo não é acadêmico. Ele vem do público, que compra os meus livros e gosta do que lê“, escreveu em seu site” (via Estadão)

Pra quem ainda não o conhece, segue abaixo um dos programas que ele apresentou, na íntegra:

Doodle do Dia dos Namorados

doodle1 doodle5 doodle4 doodle3 doodle2

Santo Encalhamento

Só pra se ter uma ideia, o negócio que essa chinesa montou motivada pelo seu sofrimento entrou na lista dos 25 mais poderosos negócios da China.

Só pra se ter uma ideia, o negócio que essa chinesa montou motivada pelo seu sofrimento entrou na lista dos 25 mais poderosos negócios da China.

Sempre há uma coisa boa por trás de tudo de ruim que nos acontece, sempre, sempre! Eu digo isso pra todo mundo que quiser ouvir e ler, porque tenho visto isso com uma frequência de 100%. Pode ser que não consigamos enxergar logo de cara, mas a lição de algo bom aparece e com o tempo nos acostumamos a buscar o que tem de bom nas coisas ruins que nos acontecem.

Não foi diferente na vida de Gong Haiyan, a chinesa que já sofreu com o que chamamos de “encalhamento”. Ser ou estar encalhada ou encalhado é ficar como os navios nessa condição, sem um (a)mar onde se navegue a dois, é estar sozinho mas não por escolha própria… por algum motivo qualquer e ainda por cima sofrer com isso. Acho que encalhamento só é encalhamento quando se sofre com isso. Conheço pessoas que vivem o estado de solteirice com muito gosto e não se importam com as pressões sociais, familiares e culturais lhes dizendo que é preciso ter alguém pra ser feliz. Ei!! Somos nós quem temos de decidir estar com alguém ou não.

Fato é que Gong Haiyan, conseguiu virar a seu favor algo que tinha sido motivo de sofrimento. Compartilho a história dela por achar que serve de exemplo pra muitas meninas que ficam sofrendo com as circunstâncias da vida. Sou tremendamente a favor de que não precisamos ser vítimas do que nos faça sofrer. Sempre podemos mudar a nossa história para algo que queremos de bom e viver o melhor da vida com isso.

 Gong Hayan chegou a se cadastrar em um site, mas descobriu que a empresa havia roubado perfis dos concorrentes AFP

Gong Hayan chegou a se cadastrar em um site, mas descobriu que a empresa havia roubado perfis dos concorrentes AFP

Criado por ‘encalhada’, site de namoro na China já tem 100 milhões de usuários

Governo estima que haverá  24 milhões de homens “deixados de lado” até o fim desta década

Embora a figura do “casamenteiro” exista há mais de 2.000 anos na China, Gong Haiyan, a “cupido número um” do país transformou a atividade em um negócio surpreendente.

Quando tinha 25 anos, por se achar “encalhada”, Haiyan decidiu criar um site de namoro. Uma década depois, a página tem 100 milhões de usuários e já é listada na bolsa de valores eletrônica de Nova York.

— Eu já tinha mais de 25 anos e pelos padrões chineses eu era uma mulher “encalhada”. Minha mãe e meu pai ficavam insistindo para que eu me casasse.

Pressionada, ela decidiu pagar 500 RMB (cerca de R$ 182) para se inscrever em um site de namoros. Mas não recebeu resposta alguma e pouco depois descobriu que a empresa havia roubado perfis de sites concorrentes.

— Eu pedi meu dinheiro de volta. Mas quando pedi para ser reembolsada eles riram da minha cara.

Funcionários do site de namoro disseram a Gong que ela “não tinha nenhum charme ou beleza” e que “homens bem sucedidos não se interessariam por ela”.

Revoltada, a chinesa resolveu transformar a humilhação em uma grande ideia. E mal sabia que, anos depois, além de arranjar um marido, ficaria famosa no país inteiro e ganharia muito dinheiro com seu novo negócio.

Raiva e superação

— Fiquei com muita raiva, e perguntei a uma amiga minha quanto custaria para criar uma página na internet e abrir meu próprio site de relacionamentos.

Assim como o Facebook, o site de Gong foi criado no quarto de sua residência universitária e a primeira pessoa a criar um perfil foi sua melhor amiga, uma colega de faculdade, ainda em 2003. Quatro dias depois, ela convenceu a segunda pessoa a se inscrever.

Dez anos depois, o site Jiayuan.com, que em tradução livre significa “Lindo Destino”, tornou-se uma empresa de grande sucesso, com escritórios em diversas cidades chinesas e mais de 100 milhões de usuários inscritos.

Para se ter uma ideia do bom desempenho, em maio de 2011 a companhia passou a ter suas ações negociadas na Nasdaq, a bolsa de valores eletrônica de Nova York, tornando-se o primeiro site de namoro chinês a ser listado no mercado financeiro fora do país.

Marido

Mas além de fama e riqueza, o site trouxe a Gong o que seus pais tanto queriam.

Ela diz que não se importava com riqueza material.

— Eu estava procurando por alguém inteligente, de bom coração e saudável.

Seis meses após sua criação, o Jiayuan.com colocou a jovem em contato com um cientista que estuda moscas de frutas.

— Eu pedi que ele fizesse um teste de QI, e ele obteve cinco pontos a mais do que eu.

Ela acabou se casando com Guo Jian Zeng três meses depois e hoje em dia eles têm uma filha de quatro anos.

O chinês chamou a atenção por seu calor humano e vontade de ajudar os outros, desde parentes até estranhos na rua, mas foi a foto em seu perfil que saltou aos olhos de Gong.

— Ele estava usando uma camiseta e era possível ver que ele era bem musculoso, e até tinha ganhado uma competição de iron man em sua academia.

Tradição milenar

Apesar de estar se utilizando de novas ferramentas, Gong não inventou nada novo em seu país, onde a tradição do “casamenteiro” existe há mais de 2.000 anos, desde a dinastia Zhou.

Antigamente, cada vilarejo contava com uma “Mãe Vermelha”, uma mulher nativa encarregada pelas famílias de achar os parceiros ideais para seus filhos e filhas. Mais tarde, políticos locais e chefes de grandes fábricas desempenharam a função.

Mas os tempos mudaram.

— Para imigrantes que vieram do interior, como eu, é quase impossível contar apenas com as antigas redes de contatos para encontrar um marido. Quando eu cheguei em Xangai não tinha parentes nem amigos na cidade.

Ela também explica que a diferença entre homens e mulheres é um motivo de crescente preocupação no país, onde a política do filho único, implementada desde os anos 1980, fez com que as famílias preferissem ter mais filhos homens do que mulheres.

O cenário levou o país a ter atualmente uma das proporções de gênero mais desequilibradas do mundo, com 118 homens para cada 100 mulheres — e há chances de que venham a haver cada vez mais “encalhados” do que ‘encalhadas’ na China.

Projeções e desequilíbrio

De acordo com projeções do governo, até o final desta década haverá 24 milhões de homens “deixados de lado”, ainda em idade de se casar. E há acadêmicos que apontam que entre 2020 e 2050 cerca de 15% dos homens chineses simplesmente não terão conseguido encontrar uma mulher.

— Na minha cidade na província de Hunan já estamos vendo este problema. Muitos homens de 40 e 50 anos foram solteiros durante toda a vida e desistiram de encontrar alguém para se casar.

Para ela, a ascensão econômica do país também gera expectativas mais altas, e com isso maiores decepções.

— Há um desequilíbrio de informação — a pessoa que você está procurando existe, mas você não sabe onde encontrá-la. Por outro lado, por estar buscando um parceiro tão ideal, a pessoa que de fato possui as qualidades que você procura pode não retribuir seu amor.

Via R7

Como perder amigos na vida real: Compartilhando muitas fotos no Facebook!

Facebook Prejudica Relacionamentos - EuGordinha

Todos sabem que receber uma enxurrada de fotos de um amigo na timeline o tempo inteiro é extremamente chato, mas agora um estudo comprovou que isso pode afetar relacionamentos na vida real. Pesquisadores descobriram que aqueles que costumam postar muitas fotos de si mesmos no Facebook correm o risco de prejudicar suas relações com seus amigos, parentes e colegas no mundo real.

Uma equipe da Universidade de Birmingham, na Inglaterra, contou com informações fornecidas por 508 usuários do Facebook para chegar ao resultado da pesquisa, que sugere que o excesso de compartilhamento de fotografias na rede de Mark Zuckerberg pode levar a uma diminuição na intimidade entre as pessoas.

Por exemplo, postar muitas fotos de amigos pode afetar negativamente a intimidade de um casal, de acordo com o estudo. “Nossa pesquisa mostra que esse excesso de fotos pode danificar os relacionamentos na vida real. É que as pessoas, com exceção dos amigos muito próximos e parentes, não parecem se relacionar bem com quem compartilha constantemente fotos de si”, explica David Houghton, um dos autores da pesquisa. É claro que os amigos mais próximos tendem a compreender melhor as atitudes do outro, até porque eles têm mais liberdade para xingá-lo quando achar que sua timeline está sendo entupida por fotos desnecessárias.

E se você faz parte do grupo de pessoas que adora compartilhar com o mundo todas as fotos do seu último passeio ao parque, de todos os cafezinhos que toma durante o dia, e assim por diante, é bom tomar cuidado para não acabar sem amigos (também) na vida real.

Via http://canaltech.com.br/

Guerreiras Sem Censura

mulheres mastomizadas EuGordinhas

Facebook libera postagens de imagens de mulheres vítimas do câncer de mama

Facebook decide voltar a atrás e liberar a postagem de fotos na rede social de mulheres com seios à mostra que passaram por cirurgia para a retirada de mama.

A medida ouve o pedido de mais de 20 mil pessoas que protestaram no Facebook contra a censura. Os apelos começaram após a rede social banir imagens em que o fotógrafo David Jay mostra uma série de jovens sobreviventes do câncer de mama.

Antes, o Facebook considerava as imagens impróprias por aparecerem os seios. Agora, a rede social diz entender que o compartilhamento de fotos pode ajudar a aumentar a conscientização sobre o câncer de mama.

Além disso, acredita ainda que a medida vai ajudar os homens e mulheres que enfrentam um diagnóstico, o tratamento, ou a convivência com as cicatrizes do câncer.

Combate Ao Câncer

Por Uma Beleza Não Convencional

Nicole_Kelly EuGordinhaQuando a gente fala de convenções, pode imaginar entre outras coisas, uma porção de gente se reunindo pra decidir o que é ou não aceito e passando a obrigar todo mundo a aceitar que as decisões tomadas é que são as certas e nenhuma outra é aceitável, e boa. Em se tratando de algumas questões éticas, na formulação das leis que regem uma nação isso pode até ser muito legítimo. Mas no que diz respeito ao como as pessoas são, por natureza, em seus corpos, rostos, cor de pele, tipo de cabelo, peso e etc, isso é desleal.

Pois contrariando a todas as convenções possíveis, Nicole Kelly, de 23 anos está provando ao mundo que a mulher pode ser linda sim, por dentro e por fora, independente do seu corpo. Ela não é gordinha, [como é tema comum aqui em nosso blog], mas lhe falta um braço desde que nasceu. O que não a impede de ser uma jogadora de beisebol, dançar e mergulhar, ter concluído seus estudos na faculdade e ter tido a coragem de se candidatar pelo seu estado o Iowa, nos Estados Unidos, para ser uma Miss. No último sábado, dia 8 de junho, ela foi eleita Miss Iowa. Sua beleza superou a deficiência física de ter nascido sem o antebraço esquerdo. Formada em teatro pela universidade de Nebraska-Lincoln, ela se prepara para enfrentar o concurso de Miss America, em setembro.

Inspirado em nota do Catraca Livrenicole-kelly_ EuGordinha

Uma Perfeita Eva Gorda

Na minha concepção Eva deveria ser uma perfeição de mulher, ou seja: Saudável, natural e Gorda. Ok, eu sei que há os defensores de uma vida saudável e eles me dirão que o excesso de peso pode ser prejudicial à saúde. Acontece que ser gorda não é ruim, quando todo o corpo funciona com perfeição. Pensei seriamente se usava a palavra gorda ou gordinha. Gorda não é ofensa.

O fato é que a modelo Plus Size Shirlei Mel fez um ensaio lindo onde ela meio que encarna uma Eva linda. Acompanhem a matéria de Naiara Andrade.

hirlei Mel posa como Eva: “Me acho bonita, atraente e inteligente” Foto: Leonardo Braga/ Divulgação/ Edição: Top da Mídia/ Locação: Caixa D’Aço/ Porto Belo (SC)

Shirlei Mel posa como Eva: “Me acho bonita, atraente e inteligente” Foto: Leonardo Braga/ Divulgação/ Edição: Top da Mídia/ Locação: Caixa D’Aço/ Porto Belo (SC)

Miss Plus Size encarna Eva e posa como veio ao mundo: ‘Não é pecado’

– por Naiara Andrade

Há algum pecado em mulheres acima do peso posarem nuas (ou quase)? Miss Plus Size Santa Catarina 2012, Shirlei Mel, de 35 anos, não vê problema nisso. Tanto que encarou, com o maior orgulho, um ensaio fotográfico como Eva, a personagem bíblica, coberta apenas por uma folha de mamona, em companhia de uma maçã.

— A temática resultou de várias questões. A primeira é que sempre associam a imagem de Eva a uma mulher magra. Por que não subverter isso? Depois, eu tinha vontade de fazer uma menção ao clima tropical brasileiro. Mas o principal motivo está enraizado na palavra “pecado”, no sentido do que é proibido. Neste meio da moda, sabemos que muita gente ainda vê este tipo de trabalho mais expositivo como não sendo possível para mulheres mais cheinhas, com estrias e celulites. O resultado está aí! — enfatiza Shirlei.

"Faz muito tempo que tenho essa vontade de posar nua, porque amo cada partezinha de mim", conta Shirlei

“Faz muito tempo que tenho essa vontade de posar nua, porque amo cada partezinha de mim”, conta Shirlei

Com 1,80m e 105kg, ela conta que, inicialmente, ficou tímida, e atenta à barriguinha. Mas, depois de alguns cliques, conseguiu se soltar:

— Faz muito tempo que tenho essa vontade de posar nua, porque amo cada partezinha de mim e assumo esse amor através dos meus trabalhos. Me acho bonita, atraente e inteligente. E minha autoestima vem da minha vontade de mostrar ao mundo que as mulheres gordinhas podem, sim, ser sensuais e se acharem lindas sem depender dos outros pra isso.

Solteira e mãe de uma menina de 12 anos, a também professora diz encarar bem qualquer tipo de crítica:

— Sempre vai ter quem te elogie e quem te critique. Como sou uma pessoa de bem com a vida, procuro só dar valor aos comentários positivos e construtivos. Os outros, deixo pra lá.

Shirlei dá de ombros às críticas: "Como sou uma pessoa de bem com a vida, procuro só dar valor aos comentários positivos e construtivos"

Shirlei dá de ombros às críticas: “Como sou uma pessoa de bem com a vida, procuro só dar valor aos comentários positivos e construtivos”

Via Extra.globo.com

Dia da terra

Dia da Terra - EuGordinhaHoje é dia da Terra o que significa um dia especial para se conscientizar as pessoas da importância de estarmos vivos num planeta que faz parte de nós. Afinal o nosso corpo é feito dos alimentos que ingerimos e que são produzimos na terra que precisa estar nas devidas condições para que isso aconteça. Fora isso existe uma diversidade de animais e plantas que vivos estão, ou melhor, estamos, todos interconectados… Me assusta que nós, seres humanos, nos julgando tão inteligentes, tenhamos feito tantas coisas de ruim ao lugar onde moramos, de onde tiramos nosso sustento. Muitas vezes, no retirar de matéria prima que produza coisas que vendamos pra ganhar $, não respeitamos as leis da reprodução e sustento… esquecemos da tal SUSTENTABILIDADE.

Hoje o Google lançou  um Doodle animado que me fez refletir sobre essa questão de estarmos unidos irremediavelmente ao meio ambiente no qual vivemos. Os ciclos do tempo, a transformação das coisas vivas… pra quem curte essas besteirinhas é só ir lá na página inicial do google e clicar no play.

doodle_dia_da_terra_2013Dia da Terra 2013 é homenageado por Doodle animado do Google Doodle ganha homenagem ao Dia da Terra 2013. Conscientização para se conservar a biodiversidade.

O Google está comemorando o Dia da Terra 2013 com um Doodle animado nesta segunda-feira (22). Criado pelo senador americano Gaylord Nelson em 1970, o Dia da Terra tem o objetivo de conscientizar a população sobre a necessidade de se conservar a biodiversidade, além dos problemas relacionados com a contaminação e outras preocupações ambientais.

A primeira manifestação, realizada em 22 de abril de 1970, contou com a participação de aproximadamente dez mil escolas primárias e secundárias, centenas de comunidades e duas mil universidades americanas. Promovida pelo senador Gaylord Nelson, a pressão da sociedade obteve sucesso e fez com que o governo dos Estados Unidos criasse a Agência de Proteção Ambiental (Environmental Protection Agency), além de uma série de leis com o objetivo de proteger o meio ambiente.

Dois anos depois, foi celebrada a primeira conferência internacional sobre o meio ambiente chamada de Conferência de Estocolmo. Seu objetivo foi o de sensibilizar os líderes mundiais sobre a seriedade dos problemas ambientais, além de sensibilizá-los no sentido de instituírem políticas necessárias para erradicar os graves problemas.

O Google também comemorou o Dia da Terra em 2012 com um outro Doodle animado.

Via Google e Wikipédia

Via M.Techtudo
Por Ricardo Fraga
Para o TechTudo

Orgasmos Extras

Ria o quanto quiser, mas embora seja engraçado e curioso parece que é cientificamente comprovado. Pelo sim, pelo não, exercícios físicos sempre são bons para quem pode!

Fazer exercícios pode levar mulheres ao orgasmo exercicios EuGordinha

Nem sempre as mulheres precisam de uma fantasia ou relação sexual para ter prazer. Segundo uma pesquisa da Universidade de Indiana, as mulheres podem chegar ao orgasmo fazendo exercícios físicos.

De acordo com o estudo, 40% das mulheres pesquisadas sentiram prazer mais de 10 vezes ao fazer exercícios. Cerca de 45% das mulheres já tiveram prazer sexual ou um orgasmo ao fazer abdominais. Erguer peso causou prazer para cerca de 26% das mulheres pesquisadas.

Segundo a chefe da pesquisa, as informações vão ajudar em estudos posteriores sobre a sexualidade feminina e no papel da atividade física no prazer das mulheres.

(vi na @CBCNews)

Nota: Fim do Mundo

mundo

Engraçado os noticiários de olho no Japão esperando que o mundo comece a acabar por lá…

Acabem com o mundo de hipocrisia que tanto mal faz ao coração humano. Isso seria mais útil.

Do Senso de Humor e do RISO

Se tem algo que eu gosto de fazer é rir. Às vezes dá mesmo pra rir de uns problemas que acontecem. É claro, quando eu lembro que já passei por outros e consegui resolvê-los. Já li até mesmo na Bíblia que Deus ri. Se nós que somos meros mortais conseguimos essa proeza, quanto mais Ele que é um ser eterno. Acho que Deus deve dar muitas risadas de uma porção de coisas que fazemos por aqui… Mas longe de querer imaginar o que Deus sente, achei interessante um artigo falando que os animais também têm senso de humor.

PsicoBiologia – ciência interessante

MACACOS RINDO EuGordinha Blog

O ato de sorrir surgiu num ancestral comum a homens e macacos

Rir não é uma característica unicamente humana. Pesquisadores que se dedicaram a fazer cócegas em 25 jovens primatas – entre eles três bebês humanos – e a gravar o som produzido por todos eles comprovaram que dar risadas é um traço comum a todos os grandes primatas. Isso significa que o gesto surgiu de 10 milhões a 16 milhões de anos atrás, num ancestral comum. A descoberta abre novos caminhos para o estudo da empatia e sua importância entre animais que vivem em grupo.

Há muito tempo, os especialistas que trabalham com macacos já apontavam que muitos dos comportamentos sociais humanos teriam como base sua linhagem primata. Por outro lado, alguns especialistas argumentam que o sorriso humano poderia ter uma origem diversa da de outros primatas porque seu som é diferente.

Mas as novas experiências – as primeiras a estudarem todos os grandes macacos e o homem – revelaram um padrão sonoro comum, compartilhado por todos eles, como aponta Marina Davila Ross, primatologista da Universidade de Portsmouth, no Reino Unido. O grupo obteve 800 registros acústicos e conseguiu analisar cientificamente suas similaridades e diferenças

Via Psicobio-uel.blogspot.com.br

 

Grandes Mulheres por Dentro

Poderia já ter acontecido antes né? Antes tarde do que nunca. Sei lá se tarde. Só acho que as mulheres deveriam ter maior reconhecimento em áreas onde atuam com igual ou superior qualidade de exercício da função, se comparada aos homens.

Primeira oficial-general das Forças Armadas recebe promoção no Rio

Rio de Janeiro – Passados 31 anos desde o ingresso das primeiras mulheres na Marinha do Brasil, as Forças Armadas do país ganharam hoje (26) a primeira mulher oficial-general da sua história. Médica anestesista, Dalva Maria Carvalho Mendes, 56 anos, foi promovida de capitão-de-mar-e-guerra para contra-almirante médica da Marinha em cerimônia realizada no Hospital Naval Marcílio Dias, zona norte do Rio.

“É como se estivesse renovando votos de casamento com a Marinha, [sinto-me] uma noiva ansiosa, feliz e emocionada, sinto muita honra”, declarou. A expectativa da primeira general brasileira é que sua nomeação dê às mulheres cada vez mais espaço dentro da corporação. “Eu espero ser um exemplo [para as outras mulheres da Marinha]”, disse.

A contra-almirante informou que o novo posto será na Escola Superior de Guerra, onde vai contribuir para a melhoria do conhecimento de gestão. Acima de Dalva, cujo posto representa duas estrelas do generalato, está o comandante da Marinha, Julio Soares de Moura Neto, almirante de esquadra, com quatro estrelas.

A contra-almirante, que negou ter sofrido preconceito entre os colegas homens, defendeu a capacidade das mulheres para assumir novos postos nas Forças Armadas. Atualmente, as mulheres são 33% do quadro de oficiais e 6,8% dos praças da Marinha, fazendo parte dos corpos de Engenheiros, de Saúde, de Intendentes e Auxiliar, além do Corpo Auxiliar de Praças.

“Estamos mostrando que temos capacidade e com certeza teremos o respeito de todos. Nós [mulheres] estamos mudando, é uma geração toda que está chegando aí. Tenho tido contato com outras colegas das outras Forças e todas estão bastante entusiasmadas com esta possibilidade [de almejar o posto de oficial-general]”.

Viúva, mãe de dois filhos, Dalva fez parte do primeiro grupo de mulheres a ingressar na corporação, em 1981, feito então inédito entre as três Forças. Anestesista, a nova contra-almirante médica exerceu a maior parte da carreira no Hospital Naval Marcílio Dias, ocupando funções técnicas e administrativas.

A filha de Dalva, Luciana Carvalho, 27 anos, seguiu a carreira da mãe e hoje é primeiro-tenente do quadro técnico da Marinha. Ela se disse orgulhosa de ver sua mãe fazendo história. “É uma sensação diferente, indescritível, pois é uma situação que até então nunca tinha visto”, comentou. Ela disse que tem esperança de, no futuro, haver uma mudança na carreira que permita ao oficial do quadro técnico alcançar o posto de general.

Analista de sistemas, o filho, Carlos Eduardo Carvalho Mendes, não seguiu carreira, mas declarou enorme admiração pela mãe e por sua profissão. “Estou muito orgulhoso. Sempre achei que as mulheres tinham que ter todos os direitos que os homens têm e minha mãe é o espelho maior que tenho dentro de casa, uma pessoa com moral e ética, que se conduz assim dentro de casa e no trabalho”.

Via Agenciabrasil

Parabéns!!

Pedido de Perdão (Resposta)

Ontem eu postei aqui uma carta onde expunha minha dor diante das declarações que Ana Paula Valadão fez em uma pregação na semana passada. Hoje tive a grata surpresa de ler no blog dela o seguinte:

“Quero pedir desculpas às pessoas que se ofenderam com algumas colocações que fiz em um dos cultos de mulheres. Eu me expressei mal. Obesidade não é um impedimento para o exercício da liderança e da espiritualidade. De qualquer forma, continuo acreditando que a prática do jejum, da oração, da leitura da Bíblia e das disciplinas espirituais são fundamentais, não apenas para os líderes, mas, para todos os cristãos.” (Ana Paula Valadão)

Que Deus nos abençoe!

Querida Ana Paula

A Mulher de Ló - ilustração baseada na mensagem do culto das mulhers

Querida Irmã Ana Paula Valadão,

Venho por meio desta postagem demonstrar a minha profunda tristeza diante da mensagem que acabei de ouvir/ver, que foi ministrada no dia 31 de Outubro de 2012, no culto das mulheres. Cheguei até essa mensagem porque vi uma pequeno trecho de menos de 2 minutos onde fica evidente um comentário seu sobre pastores que são gordos e irmãs que não fazem jejum. Tal comentário é sua opinião pessoal, não é mesmo? Porque não há nada na Bíblia que nos ensine sobre ser errado ser gordo ou magro. A Bíblia nos ensina sobre glutonaria:

“Não exagere na comida, controle seu apetite!” Provérbios 23:2Bíblia Viva

Há outras passagens no Novo Testamento (Lucas 21:34, Romanos 13:13 e 1 Pedro 4:3) que mencionam a questão do auto-controle relacionado ao apetite por alimentos ou satisfação de outras necessidades do corpo ou da alma.

Para não pecar em lhe julgar precipitadamente por um trecho de menos de 2 min, o que vi inicialmente, busquei pela pregação completa e para meu desgosto maior a coisa ficou mais feia ainda pois em dado momento, a Ir. Ana Paula compartilha uma experiência pessoal vivida com seu esposo no qual ele lhe faz um ELOGIO baseado num trecho de desenho animado onde um personagem declara sua preferência amorosa pela hipopótamo. Comentou ainda sobre um tal anjo da lipoaspiração, em tom de piada. Creio que tal discurso caberia muito mais num show de piadas stand up, e daqueles tipos onde tem piadinhas nocivas que são politicamente incorretas, que nos fazem rir, mas fazem doer no coração dos que são tachados por motivo de piada. A gente não sabe o como cada coração vai receber o que dizemos, mas precisamos ter o mínimo de cuidado ao falar em púbico. Nem todos tem a obrigação de ter seus corações vestidos em uma armadura, ou quando não já estarem com suas almas fortalecidas para receber um golpe assim. Principalmente se o golpe acontece com palavras que são ouvidas dentro da igreja, ou fora dela… onde a palavra possa chegar, principalmente hoje em dia por meio da internet. Me desculpe se estou entendendo tudo errado, mas a forte impressão que ficou foi essa.

Tenho de lhe dizer, sua mensagem me lembrou o trecho de Eclesiastes 10:1.

“Se alguém colocar moscas mortas num vidro de perfume, ele acabará cheirando mal! Assim, um pequeno erro pode destruir muita sabedoria e honra.”

Eclesiastes 10:1  – Bíblia Viva

Saiba que esses trechinhos mencionados em sua mensagem serviram como a tal mosca que estraga o perfume. Enquanto escrevo esse texto meu coração luta para não sentir mais raiva do que você disse. Porque eu sei o quanto dói dentro do coração de algumas pessoas ter um peso além do padrão estabelecido pela sociedade como aceitável. Serviu muito mais como desserviço cristão do que como motivação pra mudança o seu discurso. Ministrar a Palavra serve pra qual objetivo? Salvar almas? Como fazemos isso? Incitando dor, raiva, indignação e ira e sem ser por causa do confronto com o pecado? Eu sei que se pregarmos o Evangelho como ele é, isso pode incitar a ira dos ouvintes se os mesmos se sentirem tocados em seus pecados e não estiverem dispostos a uma mudança naquele momento. Mas as emoções que seu discurso sobre a gordura das pessoas causou, não foram semelhantes aos que sentimos quando o Espírito Santo nos toca procurando nos mudar/transformar/tornar novas criaturas.

Você não acha que a sua mensagem teria muito mais efeito se pregada com a intenção de chamar para o amor de Deus ao invés de constranger por causa do peso? Não digo da mensagem toda, mas só do trecho que me toca.

Tenho muitos amigos e amigas que estão num peso acima do que se considera aceitável em nossa sociedade. Alguns sofrem problemas de saúde por causa disso e procuram aos seus modos resolver isso. Alguns sofrem consequências de uma vida dilacerada por um lar onde foram rejeitados desde cedo, inclusive por seus próprios pais que os deveriam aceitar com amor como são. Alguns desses meus amigos pediram que eu me manifestasse sobre a sua mensagem. Eu não poderia simplesmente engrossar o coro dos descontentes e não lhe dizer que muitos deles ainda não conhecem a Cristo, como você conhece. E eu gostaria muito mais de estar escrevendo esse texto aqui com um outro conteúdo, do tipo: “Olha eu ouvi amigos meus dizerem de sua mensagem que mudou a vida deles e agora querem conhecer um pouco mais desse Jesus do qual se fala tanto.   

Esse meu blog aqui tem por intenção ajudar no processo de aceitação pessoal, a partir de um ponto de vista de que somos preciosos/preciosas como ser humano. Sei que amar a si mesmo faz parte do cumprimento do mandamento divino: Amar a Deus sobre todas as coisas, amar ao próximo como a si mesmo. Eu posso me amar por ser magro ou gordo, creio que isso é aceitável diante de Deus. Mas não vejo como um ato de amor, dizer que por ser magro ou gordo sou melhor do que alguém que é diferente de mim. Considero as partes mencionadas em teu discurso como um ato de desamor. O mundo está cheio de uma pressão nada amorosa para com as pessoas. Muitas vezes impondo um padrão para o qual seus corpos e aparências não correspondem. Muitas vezes esse padrão de pensamento não amoroso adentra a Igreja. Adentra e corrompe o modo de pensamento cristão, nos pondo a pensar em coisas que não são o foco do Evangelho em si e acabam sendo perda de tempo, não valorização da prioridade espiritual no serviço cristão. Sobre isso, tenho a dizer que também preciso melhorar mais e não negar o meu chamado; mas estou a caminho assim como você já está em projeção bem maior que a minha.

Como você mencionou em sua mensagem, estou tendo de exercer o ato de perdão. Eu lhe perdoou por ter tido um comentário infeliz, insensível e nada condizente com o Evangelho de Cristo. Todos cometemos deslizes. No momento eu não sou 100% santo, tenho minhas falhas. Se não fosse pela graça de Cristo eu não poderia me achegar a você para escrever o que está aqui. Só queria que você soubesse dos efeitos de sua pregação aos corações de pessoas que eu amo muito, e junto as quais tenho me esforçado para fazer mudar a visão que elas possam ter de si mesmas, quando não se amam o suficiente por serem gordas. Peço a Deus que lhe dê sabedoria de hoje em diante pra que suas palavras nas ministrações tenham mais de Deus e menos de suas opiniões pessoais. Porque no final das contas, como ministra do Evangelho, o seu serviço deve ser esse, edificar vidas por meio da Palavra de Deus e não afastar pessoas de Cristo. Já existe muita pressão no mundo para afastar as pessoas de Deus. Sua voz não precisa ser emprestada pra esse tipo de desserviço.

Esperando sinceramente que reconsidere as suas palavras e mais uma vez se deixe nas mãos de Deus.

Leonardo Ladislau

Cesar Menotti & Fabiano

Gordinhos lindos e fofinhos! Me pediram pra por aqui no blog. Como está dentro do tema rsrs lembrei dessa dupla que canta canções de amor no estilo sertanejo pop rsrs. César Menotti e Fabiano.

Pra quem não os conhece, César Menotti e Fabiano é uma dupla de música sertaneja brasileira. Inicialmente existia a dupla de irmãos Fábio e Fabiano. Posteriormente Fabiano se juntou a César Menotti, mantendo a parceria até hoje.

César Menotti

Fabiano

Segue uma entrevista dos dois para Marília Gabriela:

Parte 1

Parte 3

Parte 4

E um pouco da música deles…

Caso por acaso
César Menotti e Fabiano

Eu não quero mais um caso por acaso
Eu não quero mais viver uma ilusão
Quero um amor de verdade
A minha cara metade
Quero alguém pra me acordar
E me chamar de meu amor

Eu não quero uma paixão sem compromisso
Eu não quero ter alguém só por prazer
Quero alguém para estar ao meu lado
De aliança e papel passado
Quero alguém pra me acordar
E me chamar de meu amor
Quero um amor!!

Quero alguém pra me abraçar
E andar comigo por aí
Alguém pra me fazer sorrir
Que faça dos seus braços meu abrigo
Quero alguém para acabar com este vazio que me consome
Pra dar ao meu amor meu sobrenome
Quero alguém pra se casar comigo

 

Todas as mulheres, em sua diversidade, têm o seu valor – Contra a Mídia Machista

É não é que aconteceu? Eu pensei que não chegaríamos a tanto. Mas parece que expressão de consciência está tomando novos vultos no Brasil. A Nat escreveu uma opinião dela aqui, diversa da minha. O Espaço do blog é pra isso mesmo, discutir sobre ideias relacionadas ao nosso tema proposto.

Estou repassando um artigo que achei muito parecido com o que entendo por liberdade de expressão. Ao meu ver muito saudável.

“Kiriku é pequeno, mas tem o seu valor! Kiriku é pequeno, mas tem o seu valor!” Ouvi essa cantiga hoje na animação francesa “Kiriku e a Feiticeira”, de Michel Ocelot, no Cine Sem Tela. Kiruku era mesmo muito pequeno e totalmente inusitado! Figura esquisita e teimosa, que conseguiu salvar o seu povo dos males que os oprimiam. O nosso herói não estava com armaduras e não era assim “bonito”, digo “bonito” aos padrões de beleza postos pela mídia, por exemplo! Mas era de uma força, coragem e teimosia incrivelmente cativante. Sim, Kiriku era bonito! Para mim e para aquelas crianças que assistiram a sessão conosco, Kiriku era um herói pequeno, negro e lindo.
O trecho está na minha cabeça não somente pelo espetáculo que é o filme, por sua beleza, mensagem, sutileza, poesia e resistência (teria aqui vários adjetivos ainda, mas vamos parar), mas também pelo o que remeteu o filme em vários momentos. Materializei várias atrizes na figura pequena, inusitada e aparentemente frágil de Kiriku.
“Mulher gorda é gorda e tem o seu valor. Mulher negra é negra e tem o seu valor. Mulher baixa é baixa e tem o seu valor. Mulher manequim 40 é manequim 40 e tem o seu valor. Mulher magra é magra e tem o seu valor. Cabelos cacheados e crespos são cacheados e crespos e tem o seu valor” … Somos lindas em nossa diversidade!
Não importa os padrões de beleza que a mídia divulga, por exemplo, fazendo-nos crê que são os certos, e pelos quais nós devemos nos submeter aos sacrifícios impostos para alcançá-los.
É por essa linha de pensamento que realizamos um ato neste domingo, 21 de outubro, quando algumas participantes (eu, Bernadete, Cleide e Flávia) da Casa 8 de Março – Organização Feminista do Tocantins – manifestaram-se contra a veiculação de propagandas machistas por parte da empresa Marisa e contra essa mídia machista que dissemina cotidianamente a ditadura da beleza, magreza e ofensas contra as mulheres em campanhas publicitárias, novelas, programas de humor, esse último, maciçamente. Já existe até um Movimento Nacional, apartidário e de caráter pacífico, chamado Marcha Contra a Mídia Machista, que protesta contra a desvalorização e distorção da imagem da mulher em diversas mídias.
Nós fizemos um ato silencioso e pacífico em frente à loja da filial aqui no Estado do Tocantins. Fomos abordadas por várias pessoas para perguntar o significado das frases dos nossos cartazes (Contra a Mídia Machista/Vou pelada, mas não vou de Marisa) e nós explicamos e fomos bem recebidas, inclusive por funcionárias da loja. Alguns depoimentos emocionantes, como um de uma adolescente – “sou branca, mas meu cabelo é cacheado, não sou magra e sou linda”, nos animaram muito, pois, já é uma semente vindo por ai.
No entanto, algumas pessoas não conseguem perceber a dimensão dos comerciais machistas, que falam dos sacrifícios que a mulher precisaria fazer para ficar pronta para o verão, por exemplo, excluindo todas as outras mulheres que não fizeram o tal do sacrifício, colocando-as num patamar inferior, no qual são tachadas de feias, gordas, foras de forma, sendo, consequentemente, excluídas dos espaços, que na concepção da Marca, só poderiam ser ocupados pelas mulheres que estão em forma para o verão.
Nós mulheres, oprimidas e rechaçadas todos os dias, sabemos o tamanho de nosso desafio. Inclusive na conscientização das outras mulheres, que fragilizadas por uma cultura machista, são machistas e não percebem que são também oprimidas.
Durou cerca de 20 minutos o nosso ato, até quando fomos “convidadas” a parar com a manifestação. Enrolamos os nossos cartazes e fomos embora pacificamente!
Independente de ser pequena, grande, loira, negra, índia, todas as mulheres, em sua diversidade, têm o seu valor.

Rose Dayanne Santana

Jornalista e militante
Fotos: Tácio Pimenta

30 segundos de Estupidez: Lojas Marisa Erraram Feio!

30 segundos de Estupidez: Lojas Marisa Erraram feio!

Super apoiado quem se indignou com a propaganda da Marisa, denegrindo a imagem das meninas que ão estão no PADRÃO DE BELEZA, IMPOSTO pela mídia manipulada da sociedade. Sabe quando a raiva e indignação doem por dentro?

Vontade absurda de socar a cara de algum responsável por isso. Sei que esse tipo de violência não leva a resolução do problema. Só compartilho por aqui essa vontade doida, porque ela expressa o tanto que me senti ofendido, dolorido por dentro, com vontade de descontar.

Pena que aqui no Brasil ainda não temos consciência o suficiente pra fazer um protesto do tipo BOICOTE. Manifestação pacífica contra absurdos como esse. Quem seriam as meninas que se poriam de frente a essas lojas com cartazes de Repulsa ao comercial idiota que está rolando? Poderiam até mesmo ser ridicularizadas, as meninas!

Alguns comentários no canal da Marisa onde tem o vídeo no youtube:

Fazer uma roupa parecer bonita em um cabide humano é fácil. Quero ver fazer roupa ficar bonita em nós, brasileiras , com curvas. Isso sim seria fazer roupa boa. Eu prefiro comprar uma calça na Levis que tem todos os tamanhos de pernas X cintura (porque entende que temos corpos DIFERENTES) que comprar em Marisas,com P, M e G do mesmo tamanho.ão vou dizer que perderam uma consumidora, pq a roupa da Marisa nunca ficou boa em mim. Prefiro ser bonita com outras lojas!

MsMaira86

  • Qual é o grande problema do comercial? Eu não consegui entender até agora, é só a verdade, não tem como ficar com um corpo maravilhoso comendo pizza todos os dias. Está todo mundo falando que incentiva a anorexia e bulimia mas na verdade vai da pessoa, todos sabem que isso é errado, e que são doenças que possuem tratamento. Já sobre a história do padrão de beleza gente, por favor, reclamem de TODAS as propagandas de lojas, e marcar de roupas então! Eles se referem a um estilo de vida SAUDÁVEL

    Marcela Marcos 12 horas atrás

  • O problema é uma homenagem à mulher que adota práticas autodestrutivas pra se enquadrar num padrão estético imposto por interesses comerciais. É o mesmo que homenagear o funcionário do mês como aquele que faz hora extra de graça e engole assédio moral docilmente. A mulher que deveria ser homenageada é justamente aquela que valoriza aquilo que ela realmente tem de valor, aquela que quer ser valorizada por aquilo que ela é, e não pelo o que querem que ela seja.

    123456superlol

    ME DESCULP.. MAS ESSE COMERCIAL FOI UMA P****

    SÓ TEM ROUPAS PRA MAGRELAS, E ALÉM DO MAIS FOI PURO PRECONCEITO COM NÓS CHEINHAS.. QM DISSE Q HOMENS SÓ GOSTA DE MAGRELAS? TEM TANTO Q AMAM UMA GORDINHA.. NUNCA ENTREI NESSA LOJA (marisa) E AGORA MTO MENOS VOU ENTRAR NELA DEPOIS DISSO?!! AINDA BEM Q AKI NAO TE ESSA LOJA. SE TIVESSE, JAMAIS ENTRARIA.. APESAR Q AKI ONDE MORO SÓ TEM LOJA PRA ESQUELETO E NÓS SOFREMOS COM ISSO…E QNDO ENCONTRA É ROUPA PRA SNHORA DE IDADE.. SACANAGEM.. RUMMMMMMMMMMMM

    alineecarlos2012

  • O Fim do Vício?

    Facebook., Você é viciado nessa Rede Social? Se for e quer controlar o vício, os seus problemas podem ser atenuados com essa ferramentazinha ótima que eu encontrei. Segue o artigo e os links pra baixar a instalar SE TIVER CORAGEM.

    Você já parou para pensar quantas horas o Facebook “rouba” do seu dia? Se você não sabe a resposta exata, uma simples extensão para o seu navegador pode resolver esse pequeno problema. Além disso, ela também pode ajudar a controlar melhor a sua rotina, de maneira que você não se distraia sempre que entrar na rede social.

    O nome desse recurso é Facebook Runner e ele pode ser usado no Chrome, Firefox, Opera e Safari.

    Pré-requisito

    Como já foi dito anteriormente, você precisa realizar o download da extensão Facebook Runner. Para isso, basta clicar no botão abaixo — há uma versão para cada um dos quatro navegadores compatíveis.

    Chrome

    Facebook: descubra quanto tempo você passa na rede social

    Firefox

    Facebook: descubra quanto tempo você passa na rede social

    Opera

    Facebook: descubra quanto tempo você passa na rede social

    Safari

    Facebook: descubra quanto tempo você passa na rede social

    Como usar?

    Assim que o programa for adicionado ao seu navegador, um pequeno ícone vai aparecer no Barra de ferramentas, assim como mostra a imagem abaixo — para esta demonstração, usamos o Chrome como exemplo.

    Facebook: descubra quanto tempo você passa na rede social

    Se você já se conectou ao Facebook, basta clicar com o botão esquerdo do mouse no ícone da extensão. Com isso, um pequeno balão vai mostrar por quanto tempo você usou a rede social e há quanto tempo você está conectado à internet.

    Facebook: descubra quanto tempo você passa na rede social

    Clicando com o botão direito do mouse no ícone do Facebook Runner, um pequeno menu vai ser aberto. Nele, você pode configurar para que a extensão apareça diretamente no seu perfil, como mostra a imagem abaixo.

    Facebook: descubra quanto tempo você passa na rede social

    Você também pode escolher períodos para que o tempo zere, na área “Reset timers” — com opções diárias e semanais, por exemplo. Além disso, é possível resetar o tempo gasto na rede social manualmente, clicando na alternativa “Reset timers manually”.

    Via Tecmundo

    Segurança Digital

    Você conhece alguém que pode ler a sua mente? Eu sim… Mas não é de Deus que eu estou falando. Muito menos de um médium, paranormal ou congenere. Pessoas com alta sensibilidades podem apresentar essa característica no mínimo interessante e assustadora ao mesmo tempo. Mas tipos como 171s, cafajestes,  estelionatários, ladrões, trambiqueiros e afins podem ter acesso a sua vida, pela porta da frente. Isso, simplesmente porque VOCÊ os permitiu. O CSI também nos ensina que muito da vida de uma pessoa pode ser descoberto através da internet.

    Segue um vídeo de conteúdo interessante, que se propõe a falar sobre SEGURANÇA DIGITAL.

    Paixão à Primeira Vista

    Pois é, os homens podem até se apaixonar no primeiro encontro, mas eles serão altamente resistentes em dizer isso. Guardarão segredo até se acharem extremamente seguros com a parceira. No final das contas o ta sexo frágil não é tão frágil assim como dizem…

    PrimeiroEncontro EuGordinha

    Isso mesmo… Mais da metade dos homens se apaixonam no primeiro encontro. Mais uma fama que colocaram nas mulheres, mas na verdade não corresponde à realidade. Uma pesquisa inglesa feita, mostra que mais da metade dos homens se apaixona no primeiro encontro, enquanto nós mulheres, precisamos de no mínimo 6 para ver se realmente o homem vale a pena (o que muitas vezes, na maioria delas, descobrimos que não vale).

    “O levantamento contou com a opinião de 1,5 mil pessoas do sexo masculino e 1,5 mil do feminino, entre 16 e 86 anos. Um em cada cinco homens declarou ter se apaixonado à primeira vista, contra apenas uma em 10 mulheres.”

    Homens estão mais vulneráveis a dizer “eu te amo” primeiro (seus bobinhos).

    Via PuroVeneno.blog