Vai Ter Gorda Na Praia!

Eis um fato da vida, que foi manifesto num ato contra o preconceito, no dia de ontem, domingo, 13 de janeiro de 2019 na praia de Itapuã, em Salvador, na Bahia, Brasil. Daí vocês podem me perguntar o motivo de eu estar começando o texto assim como se fosse notícia de jornal, fato histórico, mas é porque de fato foi assim que aconteceu.

O objetivo foi chamar a atenção para o direito da mulher gorda ocupar o seu espaço público indo de encontro ao preconceito que chamamos de “gordofobia”.

Vai Ter Gorda na Praia em 2019 - mulheres gordas em vários formatos de corpo numa pose para foto

Como pode ser visto na foto acima, várias mulheres gordas aderiram ao movimento posando para expor seus corpos nas mais variadas formas de fofice, como uma forma de chamar a atenção para o fato de que ser gorda não as impede de se sentirem lindas como de fato são, capazes de trabalhar no que se sentirem a vontade, dignas de respeito – o que não acontece muitas das vezes devido ao preconceito, o que acaba gerando uma discriminação terrível.

Vai Ter Gorda na Praia 2019 Salvador BA Brasil

O movimento já existe desde 2016. Eu só estou tomando conhecimento agora em 2019. O grupo surgiu com o intuito de combater a gordofobia, e promover a valorização das mulheres gordas, conforme disse Adriana Santos, organizadora do grupo.

Achei uma iniciativa bacana. Será que poderíamos chamar esse tipo de movimento de Fat Power? Acho que sim. Inclusive esse termo já existe e assim como o Black Power que surgiu para evidenciar a cultura e resistência negra numa sociedade predominantemente racista, o Fat Power se propõe a expor as mazelas sofridas por quem tem um corpo mais volumoso do que o padrão estético imposto como melhor do que os outros.

Sabe o que eu acho infeliz nisso tudo? O fato de ainda ser necessário esse tipo de manifestação no mundo. Isso demonstra o tanto que ainda precisamos evoluir para aceitarmos uns aos outros e mais, aceitarmos a nós mesmos tal qual somos. Quantas pessoas ainda precisarão sofrer com bullying, discriminação, rejeição e auto rejeição pelo fato de terem um corpo diferente do que uma grande maioria opina não ser aceitável?

Padrões estéticos não deveriam ser a regra para medir o tanto que uma pessoa deveria fazer ou não com o seu corpo para ser aceitável na sociedade. Ao dizer isso eu não defendo o excesso de peso ao extremo de prejudicar a saúde. Sou muito a favor de que cada mulher decida qual corpo quer ter, desde que se mantenha saudável, feliz, de bem consigo mesma e com aqueles que a amam e a aceitam como ela é. O respeito por si mesma também deve ser levado em consideração.

Parabéns para as meninas do movimento #VaiTerGorda, seja na praia, no shopping, no parque, onde cada gorda bem quiser estar! O mundo é nosso e não apenas de uma minoria que deseja regular quem deve ou não deve ser do jeito que eles querem. Um Salve bem grande para a liberdade de existir, seja como bem quisermos!

Forte abraço pras amiggas!

A Gorda Que Se Ama é Mais Feliz

Achei um texto lindo hoje. Apareceu no meu feed do facebook e eu me surpreendi com o texto ser longo, ai fui ler. Amei e achei super válido compartilhar com o mundo. Uma das partes mais linda que eu achei é quando ela diz: “a beleza é fruto de uma certeza, fruto de um encontro íntimo seu…” Precisamos desse encontro todos os dias! Quanto mais descobrirmos quem somos e o quanto isso é belo, melhor para nossa saúde emocional, mental, física. Melhor para o mundo como um todo. Quando estamos felizes com quem somos, nos tornamos melhores seres humanos, produzimos bem o que nos dispusermos a fazer. 

“Algumas pessoas costumam dizer que eu sou narcisista, que faço muitas fotos de mim mesma..algumas chegam a dizer que “me exponho demais”..
E eu fico pensando comigo mesma…quantas pessoas se incomodam com as fotos diárias quase que em tempo real das famosas de plantão? Ahh elas são bonitas! Ok! E eu também! As pessoas se incomodam porque estão habituadas a verem pessoas gordas como eu escondidas em seus casulos, envergonhadas por terem um peso maior do que a maioria, estão acostumadas a pessoas que de tanto ouvir que não têm uma beleza adequada, acreditam na falácia e se escondem com medo de esfregar na cara da sociedade a beleza que não é só autoestima ou autoafirmação… a beleza que é fruto de uma certeza, fruto de um encontro íntimo seu… a beleza de perceber que é muito mais que um número… e essa beleza tão singular precisa ser mostrada… o belo está em mim.. o belo que os meus olhos vêem mesmo que o outro não veja, eu vi… e só isso importa. Ninguém tem a obrigação de nos amar… amar é escolha… por essa razão eu escolhi me amar… e se postar milhares de fotos é uma das inúmeras formas de evidenciar essa escolha… que assim seja! D.S. 
#plussize 

P.S.: Não citei o nome da autora pois peguei o texto dela sem permissão pra expor aqui no blog. Conforme ela me responda e permita eu edito.

Forte abraço pras amiggas! 

As fotos que usei pra fazer a montagem que ilustra o texto são da Mariana Godoy que faz uma arte linda que empodera as mulheres gordas. Confira mais do trabalho dela aqui: empoderarteme  

Como se Olhar

Muito do que vemos em nós na maior parte das vezes é tremendamente influenciado pelo que disseram a nosso respeito. A gente não nasce com uma visão muito acertada de quem somos. Faça a experiência de por um bebê diante de um espelho. Em alguns momentos eles se comportam como se o próprio reflexo fosse uma outra pessoa. Não é muito diferente com a gente. Muitos de nós está acostumado a receber dos outros uma opinião de quem somos e alguns (a maioria, infelizmente) acaba aceitando pra si mesmo a opinião do outro como se fosse uma verdade absoluta. Muitas pessoas passam a vida inteira sofrendo com uma auto imagem pobre, porque disseram pra eles que eram feios ou isso ou aquilo, palavras de desprezo e desvalor.

Dá trabalho nos olharmos no espelho e reconhecermos quem de fato somos. Mas é um trabalho que é bem recompensado. Até mesmo no quesito FEIO ou BONITO, é complicado tirar a venda dos olhos e ver por nós mesmos. Porque em toda época alguém se levanta pra dizer que bonito é isso e feio é aquilo e vice-versa. O ruim é que de tempos em tempos o que é feio ou bonito muda e ai mudam-se as roupas, os cortes e cores de cabelo, os modo de falar e agir e etc e tal. Melhor do que isso tudo é ser quem realmente somos. Independente da opinião alheia. Mas isso dá trabalho e pode ser muito desgastante a princípio e somos por natureza preguiçosos. Só mesmo quem já está cansado de sofrer por dentro é que decide tomar a atitude de pensar e agir por conta própria, em defesa de si mesmo e a favor da própria felicidade. As recompensas são pra lá de gratificantes.

"Como os outros o vêem não é importante, como você se vê significa tudo"

“Como os outros o vêem não é importante, como você se vê significa tudo”

Das Mudanças Por Dentro

“O mundo muda quando a gente muda por dentro.” (Leonardo L.)

Praticamente tudo o que vemos no mundo e que não é natural, foi existente em algum momento dentro da cabeça de alguém na forma de uma ideia. Todos os objetos que tocamos, veio a idealização de uma pessoa que diante de uma necessidade, inventou o que precisava.

Não só os objetos que cabem nas nossas mãos e diante dos nossos olhos são realizações possíveis, como também canções, histórias, sentimentos. Muito do que há no mundo de bom pode vir de dentro de nós. Na mesma medida que também entra em nós, quando buscamos por isso.

Ao invés de só receber o que há de bom (e o de mal, pois que o mal também acontece no mundo e pode acabar caindo pra dentro de nós mesmo sem querermos), podemos ser do tipo de pessoa que faz da vida um algo acontecente. Podemos inventar modos de sermos felizes e aproveitar cada uma das pequenas alegrias que nos surjam pelo caminho. Noutro dia ouvi que a felicidade não é um destino final no qual chegamos, mas um modo de estar caminhando. Que seja então assim, passo a passo, um jeito de andar que se inventa e se reinventa se necessário. E que no dia de hoje as mudanças interiores se façam realizações palpáveis.

Como Responder a Uma Ofensa À Altura

Achei bacana esse texto da Keka Demétrio e portanto resolvi compartilhar:

Blogueira Plus Size recebe mensagens ofensivas e responde com ensaio sensual

Slide Site - Foto Divulga+º+úo

O que a maioria das pessoas faz quando se vê diante da possibilidade de ditar regras na vida das outras sem serem vistas ou importunadas por isso? Elas ditam. E mais, tomam gosto por se acharem donas da verdade e começam a se sentir deuses, a comandar a vida alheia. Isso acontece muito no mundo virtual, ambiente em que muitos indivíduos se deleitam ao se esconder atrás de uma tela para brincar de “sabe tudo” e provocar discórdia, manipular e determinar até que tipo de pessoa as outras devem amar.

Pois é, imagina se pudéssemos escolher de verdade a quem amamos. A ciência explica a nossa preferência por determinados tipos de homens ou mulheres, mas ninguém pode prever a que horas a paixão vai tomar conta e, principalmente, por quem. Eu gostava de morenos e casei com um homem claro. Prefiro homens mais velhos e já namorei mais novos.

Mas como disse Renato Russo na canção Eduardo e Mônica: “Quem um dia irá dizer que existe razão nas coisas feitas pelo coração?”. Sim, os hipócritas de plantão irão dizer… e julgar! Prova disso é o que aconteceu recentemente com a blogueira Renata Poskus, após fazer um texto no Blog Mulherão (www.blogmulherao.com.br) dizendo que, apesar de gorda, se sentia atraída por homens magros e defendendo que todos são livres para amar pessoas diferentes, recebeu milhares de ofensas e ameaças por expor sua preferência.

No texto, a blogueira deixa claro que as pessoas gordas não precisam apenas amar gordos, assim como brancos não são obrigados a amar apenas outras pessoas brancas. “Quis ressaltar que existe, sim, o amor na diversidade de idade, cores e corpos. Foi quando recebi dezenas de ofensas de homens inconformados. No meu texto, embora tenha dito que nunca namorei um homem gordo, não proferi ofensas. Outra colega do Blog Mulherão, por exemplo, fez um texto falando do seu amor incondicional pelos gordinhos e não recebeu os mesmos ataques. Percebi que muita gente se revolta em ver que uma gorda com um magro, como se gordas fossem indignas de namorar alguém diferente delas. Recebi ofensas que poderiam ser muito cruéis e devastadoras se eu não tivesse autoestima“, afirma a blogueira.

Renata, então, se uniu a Adriana Libini, famosa fotógrafa do mercado plus size brasileiro e fez um ensaio pra lá de sensual mostrando que o problema não está no seu corpo, mas na cabeça das pessoas. “Eu não precisava responder a nenhuma ofensa, mas decidi que iria fazer isso, até mesmo para servir de inspiração para outras mulheres. Não respondi com palavras, mas com um lindo ensaio sensual. Mostro nessas fotos que tenho orgulho do meu corpo, das minhas curvas e que não devo satisfação da minha sexualidade e dos meus sentimentos para ninguém“, afirma Renata.

Adriana L+¡bini Fotografia Night Fever (9)

Adriana L+¡bini Fotografia Night Fever (7)

Adriana L+¡bini Fotografia Night Fever (8)

Adriana L+¡bini Fotografia Night Fever (6)

Adriana L+¡bini Fotografia Night Fever (12)

 

Publicação1

Publicação2

 

Adriana L+¡bini Fotografia Night Fever (14)

 

Publicação3

SERVIÇO – Ensaio fotogrático 

Créditos:
Fotografia – Adriana Líbini
Estilo – Carol Santos
Make & Hair – Tati Souza
Retouch – Vânia Castro e Adriana Líbini
Modelo – Renata Poskus

Agradecimento especial: Korukru | Vislumbre Moda Íntima | Diplomata by André Queiroz | Passarela Calçados

Esta matéria foi publicada em minha coluna no Tempo de Mulher / MSN

a era da incerteza

#ModernidadeLíquida #Fluindo…

Penúltimos pensamentos

a ordem da hora é trans-former

uma amiga me liga e diz: quero mudar de persona. abandonar esta que sou e ser outra, desfazer os laços e inventar uma nova personalidade, mudar de país, de nome, de pele

o amigo do post anterior tb se diverte mudando de persona, como drag. a amiga que queria mudar de persona, embora mulher, se anima e vai se montar de drag, tb. quer experimentar o não-ser que, já sabemos, não há

a amiga caretona resolve ir a uma casa de suingue com o maridón pra ver se muda o casamento, o marido e a si mesma

a outra diz que vai largar tudo e plantar e colher com a mão a pimenta e o sal

outra amiga me liga hj e diz: estou brincando de namorar menina, mas não sou gay

clarissimo que o território do sexo é o favorito para experimentação de self(ies), além…

Ver o post original 54 mais palavras

O desabrochar da Maitê

Gosto de histórias que envolvam superação… seja em maior ou menor grau!

Por Renata Poskus Vaz

Hoje eu queria contar um pouquinho da história do desabrochar da Maitê. Não é a história dela por ela, mas o que vi.

Em 2009, na segunda edição do Dia de Modelo Plus Size, tivemos que negociar MUITO a sessão de fotos da Maitê. Ela não estava preocupada com o valor que teria que pagar, só tinha em mente uma coisa: que não fizéssemos fotos suas de corpo inteiro.

Ela realmente não gostava do que via no espelho. Então, com muito jeitinho (mentira, naquela época eu tinha menos jeito do que tenho hoje rsrsrs) expliquei que faríamos algumas fotos dela de corpo inteiro e meio corpo, mesmo que ela não quisesse publicá-las depois.

E lá foi Maitê, uma gordinha linda, tímida, fazer seu primeiro Dia de Modelo. Ela se divertiu, fez amizades e não se preocupou com as tão temidas fotos de corpo inteiro.

Maitê Spina 1Essa nova…

Ver o post original 294 mais palavras

Um Outro Orgasmo

A vida nos proporciona uma infinidade de prazeres e cabe a nós descobri-los… ou não.

Romance

OLYMPUS DIGITAL CAMERANão tinha ninguém em casa além de mim. Quando acontecia isso eu aproveitava pra ter todo o espaço só meu. Seria assim por todo final de semana. Pus meu cd predileto pra tocar e fiquei curtindo as canções cujas letras eu já tinha decorado. Foi assim por horas. Depois do almoço foi me batendo um sono. Final de semana é feito pra descanso quando você dá duro todos os dias da semana. Troquei a música agitadinha por algo mais suave, quase romântica. Dormi. Acordei quando o sol estava se pondo, escurecendo a casa e mesmo só e feliz ainda tinha algo me incomodando, pedrinha no sapato. Parecia me faltar alguma coisa que eu não sabia o que era. Lembrei das barras de chocolate na geladeira. Nada demais, apenas um docinho prazeroso pra quando me desse vontade. Não era aquilo, ainda. Então desliguei o rádio e a música parou de tocar…

Ver o post original 225 mais palavras

Quase incesto

Delicioso esse texto da Ida. Parabéns pelo talento! 😉

Blog da Ida Lenir

Era quase onze horas da noite quando Joana percebeu que pisara feio “na bola”. Havia se deixado abater muito cedo pelas dificuldades que apareceram. Não percebera que o celular estava sem carga. Mas isso aconteceu às oito horas! Tá certo que o celular não permitia ligar enquanto a bateria carregava, nem podia recorrer ao telefone fixo, o qual só ligava para outro fixo, além do que não podia recorrer a telefones de terceiros, porque estava sozinha em casa.

O local do encontro era logo ali, a menos de quinhentos metros de onde ela residia. Por que não tinha ido direto até o bar? O combinado era: ele chegaria, sentaria e intimaria, “agora desce!”. Aí, ela iria ao seu encontro. Estava envergonhada com o furo que dera. “Tu és uma anta!”, xinga-se, sem parar.

Fazia muito tempo que tentavam ajustar as agendas. Vida muito corrida. Mantinham contato por telefone, pelas redes…

Ver o post original 438 mais palavras

Gostar versus Amar

Reflexões necessárias nos dias de hoje…

Blog da Ida Lenir

 

Há algum tempo atrás,quando estava  na sala de espera de um consultório médico, li um artigo do psicólogo Belisário Marques . Gostei tanto, que fiz algumas anotações em minha agenda. Esqueci.

Lembrei do artigo na tarde de hoje, quando pensava sobre meus sentimentos, ainda um tanto confusos, como é natural. Até onde o que eu senti foi paixão, gostar ou amor? Ainda não cheguei ao veredicto.

A partir do que já escrevi neste blog, peço para que vocês me ajudem a fazer essa avaliação, utilizando as idéias do doutor Marques.

Gostar X Amar

Gostar e amar não pertencem a mesma dimensão. Não se passa de uma vivência à outra; são experiências diferentes.

O amor se fortalece com o tempo. Não é atração. Demora a se desenvolver e exige o investimento dos mais variados recursos disponíveis no ser humano.

A paixão, ao contrário, ocorre de imediato. Baseia-se na fantasia e…

Ver o post original 365 mais palavras

Conversa de Padaria

Romance

Alice no Mundos das Maravilhas - EuGordinha– Ai, Alice, até quando você vai ficar assim vivendo no País das Maravilhas? Acorda, ele só disse isso porque quer te comer!
– Para, Sandra! Não fala assim com a menina. Seja mais sensível com a situação.
– Sensível eu estou sendo. Sei o que é sofrer na mão de um canalha como esse ai, oh. Nair, vai dizer que você nunca passou pela mão de um cafajeste que fez a mesma coisa que esse ai está pra fazer?
– Não tive muitas experiências assim não, Sandra. Como você mesma diz, eu segui o script. Acreditei que poderia ser uma princesinha e segui as regras, acreditei no conto de fadas e fui vivendo…
– Foi feliz? Está feliz?
– Sabemos muito bem que não. Só acho que você não precisa ser tão dura com Alice. Ela é jovem e tem muitas coisas a aprender ainda.
– Querida, se eu…

Ver o post original 88 mais palavras

O Sorriso da Lua

Todos os meses ela aparece em suas fases no céu…

T'Amo

lua-crescente - T'Amo

O Sorriso da Lua

Quando a lua está crescendo ela sorri.
Sorri marotamente como uma menina sapeca
que sabe que tem no peito um coração
que ainda pula corda e brinca de boneca,
que sabe ou pelo menos intui
que não nasceu pra ser brinquedo de ninguém.

Quando a lua está crescendo ela sorri
sincera e calmamente enquanto passeia no céu.
Destila o seu mel nos corações amantes
aqueles que ainda que distantes
conseguem se amar ao vê-la…
Ponto em comum
entre os dois querendo ser um.

Ver o post original

ONU premia software brasileiro que traduz mundo digital para surdos

Ótima proposta pra quem quer fazer do mundo um lugar melhor!

TURISMO ADAPTADO

Hugo, o avatar do aplicativo, traduz texto, áudio e imagens para a linguagem de sinaisHugo, o avatar do aplicativo, traduz texto, áudio e imagens para a linguagem de sinais

Programa Mãos que Falam, idealizado por três alagoanos, traduz sons, textos e até fotos para a Linguagem Brasileira de Sinais. Público alvo são pessoas com deficiência auditiva que não entendem bem português ou são analfabetos.

São comuns os aplicativos na internet que fazem tradução entre diferentes idiomas. A novidade é uma ferramenta digital que transforma textos, imagens e arquivos de áudio em uma língua especial: sinais para surdos. O programa foi desenvolvido por três alagoanos e acaba de receber um importante prêmio internacional. O Mãos que Falam venceu o World Summit Award Mobile (WSA-Mobile), uma competição bienal promovida pelas Nações Unidase parceiros. Representantes de 100 países participaram da disputa que escolheu 40 finalistas em oito categorias. Hugo, o avatar do aplicativo que usa as mãos para conversar com os usuários, levou para…

Ver o post original 479 mais palavras

Viver dói

Viver dói, mas vale a pena! ; )

Blog da Ida Lenir

Tem períodos da vida que viver é sinônimo de leveza e alegria. Enxergo tudo e todos com os olhos do otimismo e da benevolência. Transpiro energia e bom humor. Plena vitalidade. Riso.

Outras vezes, arrasto-me dias e dias meio vazia, meio sonâmbula. Por detrás da cortina dos acontecimentos do cotidiano, espio a vida que passa e peço aos  meus botões para ficar em silêncio, sozinha. Não sofro, apenas quero não ser. Entrego-me ao sono.

Entre esses dois estados de espírito, a vida flui, no vendaval das contingências que me atropela e sobre o qual insisto ter controle para dar algum sentido ao viver. Sigo, simplesmente, como um autômato.

Sou daquelas pessoas que planeja a existência, que precisa ter o que realizar, o que alcançar, um “para quê” e “quando” programados. Sem isto, fico perdida, solta no mundo, com a vida em suspenso. Caindo no abismo da incerteza. Quase pânico.

Já…

Ver o post original 120 mais palavras

Inscreva sua amiga para concorrer ao Mulherão Makeover – até 5 de junho

Bela iniciativa! Parabéns pelos 4 anos, blog Mulherão!

mulherão makeover

Por Renata Poskus Vaz

Deixei meio abafadinho, mas vocês sabiam que, em março, o Blog Mulherão completou 4 anos? Eu queria uma forma bacana de comemorar e pensei em escolher um mulherão para receber uma transformação total: cabelo, limpeza de pele, maquiagem, mão, pé, muitas roupas novas, acessórios, sapato… Aí, pensando mais um pouquinho em como viabilizar o Mulherão Makeover, achei que ao invés de simplesmente sortear uma de minhas leitoras, poderia escolher um mulherão com uma história de vida especial, para quem essa transformação, mais do que uma mudança de visual, representasse uma mudança de vida.

Então, mulherões, como sei que minhas leitoras são especiais o suficiente para entender a proposta de nosso primeiro Mulherão Makeover, gostaria de pedir ajuda para achar, entre tantas mulheres maravilhosas, uma que não somente deseje, mas realmente precise desta transformação. Vocês devem ter tias, amigas, empregas, colegas de trabalho que se sintam…

Ver o post original 325 mais palavras

Em meio a tantas histórias de fracasso, ouço essa de resgate das drogas, por meio da força de vontade e incentivo. Amei ter sabido de boas notícias assim, casos reais que nos motivas a continuar crendo no poder de transformação e mudança do ser humano. = )

Leonardo Ladis

Eduardo Matos - Educador Social

‘Pessoas com incentivo e motivação me fizeram voltar a olhar pra vida e pra sociedade’

Entrevista com Eduardo Matos, ex-usuário de drogas que foi aprovado em concurso público para educador social.

Leia mais: cbn.globoradio.globo.com

Ouça a entrevista abaixo

Ver o post original

Românticos

“Românticos”
Vander Lee

Românticos são poucos
Românticos são loucos
Desvairados
Que querem ser o outro
Que pensam que o outro

É o paraíso…
Românticos são lindos
Românticos são limpos
E pirados
Que choram com baladas
Que amam sem vergonha
E sem juízo…

São tipos populares
Que vivem pelos bares
E mesmo certos
Vão pedir perdão
Que passam a noite em claro
Conhecem o gosto raro
De amar sem medo
De outra desilusão…

Romântico
É uma espécie em extinção!
Romântico
É uma espécie em extinção!

Românticos são poucos
Românticos são loucos
Desvairados
Que querem ser o outro
Que pensam que o outro
É o paraíso…

Românticos são lindos
Românticos são limpos
E pirados
Que choram com baladas
Que amam sem vergonha
E sem juízo…

São tipos populares
Que vivem pelos bares
E mesmo certos
Vão pedir perdão
Que passam a noite em claro
Conhecem o gosto raro
De amar sem medo
De outra desilusão…

Romântico
É uma espécie em extinção!
Romântico
É uma espécie em extinção!

Românticos são poucos
Românticos são loucos
Como eu!
Românticos são loucos
Românticos são poucos
Como eu! Como eu!

Românticos EuGordinha

Crescendo

crescendo - EuGordinha

Me ajude a perceber quem eu realmente sou desde cedo. faça isso com amor. Mostre-me que as minhas ações não são que eu sou de verdade, mas são modeladas de acordo com meu entendimento sobre as coisas da vida. Me dê sobretudo estímulos de exemplo, visuais, auditivos, palpáveis. Mostre-me que é possível ser feliz na vida. Se eu conseguir ver essa tal felicidade na sua posso me tornar quem a multiplique na minha vida, na vida de quem eu amar e na vida dos filhos que vier a ter.

Tenho amado os textos que leio num blog que sigo, o Diário da Mulher Despeitada. Dos tipos que trazem a gente a pensar coisas novas sobre a vida, ou repensar coisas quais talvez já estivessem esquecidas.

Blog da Ida Lenir

Ontem fui fazer a visita quinzenal à minha antiga morada, que fica no município vizinho de Benevides. É… minha saga para vender o imóvel continua; também persistem as inúmeras despesas que uma casa de campo fechada me impõe: além das taxas e impostos, roçagem e capina, manutenção da piscina e limpeza geral da área externa toda semana. Quem ama cuida, não desiste, não mata (ou se mata!).

Apesar de reclamar um monte, quando estou me aproximando daquela cidade, vai me dando uma vontade danada de voltar a morar lá, tipo ermitã, tendo por companhia apenas minha fiel companheira Tigresa e a Internet. Mas como tenho juízo, espero a vontade passar e volto para meu urbaníssimo apartamento e para curtir todos os problemas da  amada Belém.

Quando chego lá “em casa”, gosto, especialmente, de passear pelo pomar. Pego uma tangerina no pé e saio procurando e catando as frutas disponíveis. Sei…

Ver o post original 244 mais palavras

Sr. Wilson

Sr.Wilson

sr-wilson

Um do meus personagens de filme predileto em tudo o que eu já assisti até hoje, sem dúvida é o Sr.Wilson. Ele era o amigo do personagem principal (interpretado por Ton Hanks). A história do Sr.Wilson é simples. Ele é o que todo mundo gostaria de ter como amigo: do tipo que topa qualquer parada, está contigo nos momentos que você precisa, mas nem sempre você consegue ajudar em todo tempo. Quem já viu o filme sabe que após um acidente aéreo, um homem se vê perdido no meio do pacífico em uma ilha deserta.Em meio a uma situação de dor e desespero, a mão do sujeito marca de sangue uma bola de vôlei e na marca ainda fresca o homem desenha um rosto. Nascia ali um companheiro que entra mudo e sai calado de cena. Porque às vezes a gente só quer mesmo de um amigo que ele seja nossa companhia. Não quer que ele invente coisas que dizer só pra parecer bonzinho, parecer que se importa. O verdadeiro amigo aprende ao longo do anos que uma amizade sincera não precisa se constranger com o silêncio. Tem hora que o silêncio é a única riqueza que temos pra oferecer. O Sr.Wilson conquista a minha simpatia por ser um sábio de nascença. Ele tem na sua presença a sua maior riqueza. Embora tenha saído da vida do náufrago tão repentinamente como entrou, soube marcar a vida daquele homem, mantendo-o em sanidade até o momento oportuno. Coisa que todo amigo deveria fazer.

o-naufrago-grande