Inveja

Inveja EuGordinha

Eu posso me alegrar com a sua alegria e quando for a minha vez de ser feliz, se você não se alegrar com a minha, eu vou continuar sendo feliz do mesmo jeito. Desde que eu não deixe que a inveja venha adentrar meu coração, ela não terá nenhum direito sobre mim… vai perder todo efeito.

O que é, o que é?

 O que é, o que é ( Viver e não ter a vergonha de ser feliz – 1982 )

Gonzaguinha

Eu fico
Com a pureza
Da resposta das crianças
É a vida, é bonita
E é bonita…

Viver!
E não ter a vergonha
De ser feliz
Cantar e cantar e cantar
A beleza de ser
Um eterno aprendiz…

Ah meu Deus!
Eu sei, eu sei
Que a vida devia ser
Bem melhor e será
Mas isso não impede
Que eu repita
É bonita, é bonita
E é bonita…

E a vida!
E a vida o que é?
Diga lá, meu irmão
Ela é a batida
De um coração
Ela é uma doce ilusão
Hê! Hô!…

E a vida
Ela é maravilha
Ou é sofrimento?
Ela é alegria
Ou lamento?
O que é? O que é?
Meu irmão…

Há quem fale
Que a vida da gente
É um nada no mundo
É uma gota, é um tempo
Que nem dá um segundo…

Há quem fale
Que é um divino
Mistério profundo
É o sopro do criador
Numa atitude repleta de amor…

Você diz que é luta e prazer
Ele diz que a vida é viver
Ela diz que melhor é morrer
Pois amada não é
E o verbo é sofrer…

Eu só sei que confio na moça
E na moça eu ponho a força da fé
Somos nós que fazemos a vida
Como der, ou puder, ou quiser…

Sempre desejada
Por mais que esteja errada
Ninguém quer a morte
Só saúde e sorte…

E a pergunta roda
E a cabeça agita
Eu fico com a pureza
Da resposta das crianças
É a vida, é bonita
E é bonita…

Como Tirar Vantagem das Adversidades

Ser Carvão ou Diamante – por Leonardo Ladislau

Qual a diferença entre um diamante e um carvão? Ambos são feitos do mesmo elemento químico mas cada qual passou por um processo diferente na vida. Da mesma forma o que faz de nós vitoriosos ou fracassados, valiosos ou não é a atitude que tomamos diante das adversidades. Sei que a palavra fracassado pode ser pesada demais, acontece que ela não pode ser evitada. Quando eu digo fracasso, não estou me referindo aos planos que criaram pra nós, e nos obrigaram a cumprir sob pena de não sermos felizes se não os realizarmos. Ser bem sucedido não precisa necessariamente ser o que querem que sejamos. Estou entendendo que o fracasso seja quando falhamos em estar bem com a gente mesmo, alcançando o que nos faça feliz sem o prejuízo pessoal e alheio. E se for pra olhar desse modo, todos somos um pouquinho fracassados ainda pois nem todos nós alcançamos a felicidade por completo. Sendo assim, a vida seria uma luta constante contra as adversidades que nos impedem de ser feliz. Cada dia uma oportunidade de lutar pra mudar as coisas. Essa tal felicidade seria muito mais a interior do que a que todos enxergam por fora. Sabe quando a gente fica satisfeito com a gente mesmo por estar dando o nosso melhor e já não ser mais o que era antes? Não precisa ser 100% perfeito, mas é necessário estar caminhando rumo ao alvo. É dessa felicidade que estou falando. Todos temos a capacidade de mudar em meio as circunstâncias. Todos temos a capacidade de ter novos pensamentos ao invés dos de sempre que não têm nos levado a uma satisfação com a gente mesmo. Todos podemos mudar, bastando pra isso QUERER. O QUERER fará de nós um pedaço de carvão ou uma peça de diamante.

Citando outra fonte:

Carvão e diamante são substâncias que têm a mesma composição, mas valores extremamente diferentes. Imagine só fazer joias usando carvão ou acender uma lareira colocando diamantes para queimar, não seria absurdo?

Na verdade, a semelhança entre diamante e carvão limita-se apenas ao fato de que o carvão é um mineral rico em carbono e os diamantes também são feitos de carbono.
E por que o diamante possui valor tão alto, ao contrário do carvão, que é simplesmente queimado?

Vejamos as diferenças no processo de formação:

Os diamantes são obtidos sob altíssimas pressões a partir do magma presente no interior da Terra (bem abaixo da crosta). Foram necessários vários séculos para que camadas de magma fossem sendo depositadas umas sobre as outras, acarretando em forte pressão. O magma foi sendo comprimido até se petrificar. O resultado você já sabe, diamantes belos, duráveis e muito valiosos.

Já o carvão surge de um processo bem mais simplificado e acessível, ele é obtido a partir da decomposição de folhas, vegetação e árvores. O local escolhido é embaixo da terra, onde as temperaturas se elevam em relativa pressão. O carvão é formado a partir das mudanças físicas e químicas propícias a essas condições, num tempo bem inferior ao que origina o diamante.

Portanto, não seria possível ambas substâncias possuírem o mesmo valor comercial, uma vez que o tempo de formação se difere nos dois processos.

Por Líria Alves
Graduada em Química

Via BrasilEscola.com

Altos & Baixos

Sobe e Desce Montanha Russa Blog EuGordinha

Sobe e Desce

A vida da gente nem sempre é totalmente clean – limpinha, sem sombras de dúvidas, totalmente certinha, tudo OK. De vez em quando pode nos sobrevir uma tristeza estranha, uma vontade de ficar só com a gente mesmo… mas uma vontade de estar até mesmo fora de si, longe dos outros. Há de se ter cuidado com isso… Onde está nossa alegria? Parece que de vez em quando ela parece que vai ali e já volta. Mas às vezes parece que demora tempo demais.

Na vida há tempo pra todas as coisas… tempo de alegria e tristeza também.

Sobreviverei…

P.S.: Estou pondo em ordem algumas coisas da vida

Direito de ser Feliz

Sorisso Blog EuGordinha

Ninguém Mais vai me roubar o direito de ser feliz! Foi-se o tempo no qual a depressão quis me roubar a vida. Desde que a encarei de frente e entendi seus reais motivos, me decidir a não ser mais sua vítima, nem me escravizar aos seus pensamentos penosos, como correntes pesadas. Hoje estou livre, leve e solta.

Rir é o Melhor Remédio

Porco Sorrindo EuGordinha

Ria mesmo quando for difícil sorrir

Eu já sabia que rir é muito BOM faz tempo, desde que eu era criancinha. Mas houve um tempo que eu aprendi que teria de rir de propósito. Pra quê ficar chorando quando as coisas não deram certo? Podem dar certo depois… se eu fizer de outro modo, mudar a estratégia. Dizem sobre isso: “Se você continua fazendo a mesma coisa, como quer ter resultados diferentes?” Portanto, inove. Experimente ver a situação de aparente perda, ou fracasso como oportunidade de aprendizagem… até porque tem certas coisas ruins que nos acontecem pra que aprendamos a superar os obstáculos da vida. Se não aprendermos agora, vai ter de ser depois, ou depois, ou depois rsrsrs não tem pra onde fugir. Essa é uma realidade que tenho visto na minha e nas outras vidas ao redor.

Outro dia estava me perguntando porque que é quase automático soltar o riso quando vemos alguém caindo no chão. Pensei que talvez, uma hipótese, o nosso cérebro tenha aprendido que você rir de uma situação de dor (mas que não foi tão drástica assim), acaba mudando o clima de dor pra quem caiu no chão. Como quando o bebê está dando seus primeiros passos e tropeça e cai de bumbum no chão. Quando vai ameaçar o choro a gente o levanta e faz festinha, ai ele entende que a queda faz parte da aprendizagem e que ele pode nos acompanhar no riso, que afinal não morreu, que pode continuar com a vida e tal.

Portanto, rir é sempre o melhor remédio!

P.S.: Há quem faça do riso uma fuga da realidade.Há quem se refugie no riso pra evitar a dor. Dizem que na essência do palhaço há muita tragédia. Rir da dor alheia é bom apenas quando vemos que o outro não se feriu gravemente. Humor negro não é tão saudável, porque pode ofender profundamente aquele que sofre tal piada. Sarcasmo no senso de humor também não é muito saudável, não. Mas tem quem goste disso.