Amar é como Semear

Amar é como um plantio, a gente semeia e sempre colhe, não necessariamente no mesmo lugar em que plantou. O amor é de uma amplidão tremenda, abrange todas as áreas de nossa vida e do Universo, por assim dizer. Me arrisco dizer que tudo o que se move pode ser afetado pela energia do amor. Tudo o que está vivo inclusive. Quanto mais nos damos conta dessa dimensão, mais crescemos por dentro, em nossa consciência e em nossa capacidade de atuação na vida. Melhor nos tornamos.

Agora, amar algumas pessoas e esperar que essas mesmas sejam gratas e reconheçam o que fizemos nos retribuindo, pode ser uma expectativa frustrada. Nem todo mundo que recebe algo de bom amadureceu ao ponto de retribuir, ou pelo menos ser grato.

A quem ama cabe amar na alegria de saber ser capaz de dar algo mesmo que não recebe de volta a mesma bondade. Semear amor sempre frutifica, mas nem sempre no mesmo campo onde se plantou.

Amar é Plantio - EuGordinha

Semeia sem cansar, pois no tempo certo, colherá.

 

Você Sabe o que é Discurso de Ódio?

Discurso de Ódio

É quando uma pessoa (ou um grupo de pessoas) incentiva a violência ou o ódio, promove ou incita a que se rejeite ou menospreze outra pessoa ou grupo de pessoas, por alguma característica que geralmente não é o que o padrão diz ser aceitável. Padrão esse que aceita ou não alguma coisa, de acordo com conveniências que podem mudar ao longo dos anos, como a História nos mostra.

O discurso de ódio desumanina indivíduos por causa da raça, etnia, nacionalidade, religião, sexo, identidade de gênero, idade, status social, orientação sexual, deficiência ou doença…

Quem pratica o ‘discurso de ódio’ ainda não amadureceu o suficiente para compreender que a sua própria vida está inserida num emaranhado onde TODOS somos colaboradores para que a vida aconteça – e os amadurecidos desejam que a vida aconteça o melhor possível.

‘O discurso de ódio’ é resultado de um coração que em algum momento foi ferido de tal forma que a ferida não tratada apodreceu. As palavras de ofensa e os xingamentos são o cheiro da podridão que há na alma dessa pessoa. Ou seja, é um tipo de doença da alma. Mas ainda há Esperança! Existe cura pra isso, ainda bem!

Da mesma forma que algumas pessoas se organizam, recrutam e radicalizam com uma eficiência terrível, inclusive usando os meios virtuais para fazer isso; creio que podemos também nos ORGANIZAR, RECRUTAR e RADICALIZAR promovendo um “Discurso de Amor”. Parece piegas pra ti? Então pode ser que algo esteja fora do lugar dentro de ti.

Num mundo onde há tantos que se deixam levar pelas ondas da moda, que influenciam as pessoas para que sintam e pensam no piloto automático, fazendo o que é da vontade de uns poucos ao invés de viver sua plena liberdade, eu te convido a agir por conta própria decidindo ser uma das pessoas que ao invés de engrossar o caldo do discurso de ódio, seja uma pessoa que passe a discursar o amor.

Todo mundo tem dentro de si nem que seja uma gota de amor.

O oceano é a soma de muitas gotas.

Se você concorda com esse movimento, pode usar a hashtag: #DiscursoDeAmor e por meio dela começar a compartilhar conteúdos que tornem as pessoas mais felizes pelo simples fato de existir.

Eu começo meu “Discurso De Amor” agora! Você também pode começar o seu.

Compartilhe essa mensagem nas suas redes sociais se você também quer que o mundo se levante num movimento de amor.

Gostar de Si

se gostar

Chegar nesse nível ai, de “Não preciso que gostem de mim, eu gosto” é algo bem elevado no meu ponto de vista. Mas é bem possível. Viver numa sociedade onde nos dizem que somos como que obrigados a gostar e estar sendo gostados, pode ser difícil viver quando isso não acontece. É difícil entender que o gostar é espontâneo e não dá pra ser forçado. Nem sempre quem a gente gosta, gosta da gente na mesma proporção. Não dá pra obrigar as pessoas a gostarem da gente. Quando acontece um gostar mútuo, isso é quase como um milagre. Se persistir e durar ao longo dos anos, se virar amor por decisão de ambos, seremos de fato abençoados. Mas antes de que isso aconteça, é essencial nos gostarmos, nos amarmos, nos querermos bem. Uma boa conversa consigo mesmo todos os dias é essencial. Faz bem. Não se ofender a si mesmo, reconhecer suas próprias qualidades e ser tolerante com as suas fraquezas (todos somos mistura de fortalezas e defesas, ninguém é 100% perfeito). Ter paciência com quem somos nos ajuda um monte, na caminhada de viver um dia por vez.

Da Beleza Real

Não se contente em apenas se sentir linda. SEJA LINDA! SER linda é diferente de se sentir linda ou de parecer linda. Pode ser que SER dê um tanto de trabalho, afinal de contas você vai ter de ir contra toda uma cultura (que tem mudado aos poucos, é verdade) e que diz que uma mulher gorda não é assim tão bela quanto pode pensar. Mas quem são os outros pra nos dizer o que podemos ou não pensar?

Entenda que a BELEZA não é o que todos dizem e muito menos o que poucos dizem. A beleza é o que é e está em todo lugar, mas só reconhece a beleza quem quiser. Ela está dentro de quem a vê por fora. Ou seja, o que é belo ou não vem dentro de cada um, nas preferências de cada um ou dentro do que cada um escolheu crer. Os que acreditam que BELEZA é apenas o que a maioria diz, vão ficar escravos das mudanças da moda, conforme a mídia propaga novos interesses e queiram vender novos produtos. Ai de quem se deixa escravizar e acaba tendo o seu corpo como objeto de barganha. É triste ver pessoas deprimidas por não terem um corpo objeto, digno de vitrine. A dignidade da beleza de um corpo está em sua existência saudável. Se o seu corpo está saudável, sem doença que te prejudique a qualidade de vida; se o seu corpo está bem cuidado, não está sujo nem ferido, então o seu corpo é PERFEITO. Mesmo que hajam estrias e celulites e cicatrizes de operações ou acidentes… o corpo quando funciona bem, é um corpo perfeito, pois a vida está bem guardada dentro dele. Essa é a beleza que importa a da vida fazendo o corpo funcionar.

Como se Olhar

Muito do que vemos em nós na maior parte das vezes é tremendamente influenciado pelo que disseram a nosso respeito. A gente não nasce com uma visão muito acertada de quem somos. Faça a experiência de por um bebê diante de um espelho. Em alguns momentos eles se comportam como se o próprio reflexo fosse uma outra pessoa. Não é muito diferente com a gente. Muitos de nós está acostumado a receber dos outros uma opinião de quem somos e alguns (a maioria, infelizmente) acaba aceitando pra si mesmo a opinião do outro como se fosse uma verdade absoluta. Muitas pessoas passam a vida inteira sofrendo com uma auto imagem pobre, porque disseram pra eles que eram feios ou isso ou aquilo, palavras de desprezo e desvalor.

Dá trabalho nos olharmos no espelho e reconhecermos quem de fato somos. Mas é um trabalho que é bem recompensado. Até mesmo no quesito FEIO ou BONITO, é complicado tirar a venda dos olhos e ver por nós mesmos. Porque em toda época alguém se levanta pra dizer que bonito é isso e feio é aquilo e vice-versa. O ruim é que de tempos em tempos o que é feio ou bonito muda e ai mudam-se as roupas, os cortes e cores de cabelo, os modo de falar e agir e etc e tal. Melhor do que isso tudo é ser quem realmente somos. Independente da opinião alheia. Mas isso dá trabalho e pode ser muito desgastante a princípio e somos por natureza preguiçosos. Só mesmo quem já está cansado de sofrer por dentro é que decide tomar a atitude de pensar e agir por conta própria, em defesa de si mesmo e a favor da própria felicidade. As recompensas são pra lá de gratificantes.

"Como os outros o vêem não é importante, como você se vê significa tudo"

“Como os outros o vêem não é importante, como você se vê significa tudo”

Wave – Tom Jobim

“Wave”
Tom Jobim

Vou te contar
Os olhos já não podem ver
Coisas que só o coração pode entender
Fundamental é mesmo o amor
É impossível ser feliz sozinho

O resto é mar
É tudo que não sei contar
São coisas lindas que eu tenho pra te dar
Vem de mansinho à brisa e me diz
É impossível ser feliz sozinho

Da primeira vez era a cidade
Da segunda, o cais e a eternidade

Agora eu já sei
Da onda que se ergueu no mar
E das estrelas que esquecemos de contar
O amor se deixa surpreender
Enquanto a noite vem nos envolver

Da primeira vez era a cidade
Da segunda, o cais e a eternidade

Agora eu já sei
Da onda que se ergueu no mar
E das estrelas que esquecemos de contar
O amor se deixa surpreender
Enquanto a noite vem nos envolver

Vou te contar

Idas e Vindas

Idas e Vindas - EuGordinha

Sempre queremos defender ao máximo tudo aquilo que nos satisfaça. Faz parte do nosso instinto de preservação, da nossa vaidade, do nosso egoísmo, da nossa necessidade real e saudável também – porque não? As pessoas vem e vão e voltam ou se revoltam ou vão e nunca mais as vemos novamente. Solução pra evitar a dor que possa haver por causa disso talvez seria não se apegar a ninguém. Funciona, mas desertifica um tanto a vida. O bom é aproveitar cada momento com as pessoas que nos satisfazem enquanto elas o fazem. Pois há pessoas que nunca vão embora depois de term vindo para as nossas vidas, mas depois de um tempo vão mudando de um modo que chegam a ser outra pessoa totalmente diferente daquela que tínhamos conhecido.

Quem Sabe o Amor não Acaba…

Pra quem está em fase romantiquinha ou não, pra quem goste de especular sobre o amor, pra quem ainda está buscando explicações sensatas, científicas, convincentes, ou pra quem simplesmente gosta de ler o que pensam a respeito, segue uma reflexão de Martha Medeiros.

Amor Não Acaba - EuGordinha

O amor não acaba, nós é que mudamos

Um homem e uma mulher vivem uma intensa relação de amor, e depois de alguns anos se separam, cada um vai em busca do próprio caminho, saem do raio de visão um do outro. Que fim levou aquele sentimento? O amor realmente acaba?

O que acaba são algumas de nossas expectativas e desejos, que são substituídos por outros no decorrer da vida. As pessoas não mudam na sua essência, mas mudam muito de sonhos, mudam de pontos de vista e de necessidades, principalmente de necessidades. O amor costuma ser amoldado à nossa carência de envolvimento afetivo, porém essa carência não é estática, ela se modifica à medida que vamos tendo novas experiências, à medida que vamos aprendendo com as dores, com os remorsos e com nossos erros todos. O amor se mantém o mesmo apenas para aqueles que se mantém os mesmos.

Se nada muda dentro de você, o amor que você sente, ou que você sofre, também não muda. Amores eternos só existem para dois grupos de pessoas. O primeiro é formado por aqueles que se recusam a experimentar a vida, para aqueles que não querem investigar mais nada sobre si mesmo, estão contentes com o que estabeleceram como verdade numa determinada época e seguem com esta verdade até os 120 anos. O outro grupo é o dos sortudos: aqueles que amam alguém, e mesmo tendo evoluído com o tempo, descobrem que o parceiro também evoluiu, e essa evolução se deu com a mesma intensidade e seguiu na mesma direção. Sendo assim, conseguem renovar o amor, pois a renovação particular de cada um foi tão parecida que não gerou conflito.

O amor não acaba. O amor apenas sai do centro das nossas atenções. O tempo desenvolve nossas defesas, nos oferece outras possibilidades e a gente avança porque é da natureza humana avançar. Não é o sentimento que se esgota, somos nós que ficamos esgotados de sofrer, ou esgotados de esperar, ou esgotados da mesmice. Paixão termina, amor não. Amor é aquilo que a gente deixa ocupar todos os nossos espaços, enquanto for bem-vindo, e que transferimos para o quartinho dos fundos quando não funciona mais, mas que nunca expulsamos definitivamente de casa.

– Martha Medeiros

Amor Maduro

Amor Maduro - EuGordnha

“Eu estava no shopping hoje e isso me chamou a atenção… Vi um casal de idosos, cheguei mais perto deles e tirei uma foto… Ele foi comprar o almoço dela e cortou tudo aquilo que a dentadura já não o faz, a serviu pausadamente, com toda calma do mundo, pra só depois começar o seu almoço… São pequenos gestos que mostram o que realmente faz sentido na vida de alguém.”

Será que os tanquinhos e corpos perfeitos que alguns buscam tem essa entrega e doação?
Escolha ter ao seu lado, alguém que vc curta a companhia e goste de conversar, pois um dia as rugas chegam, a pele envelhece, a idade chega e o que restará serão a história e amor construídos 😉

Via  Bruno Gramacho

O Lado Bom

O Lado Bom - EuGordinha “Existem olhos que enxergam beleza em todas as formas” Essa frase se encaixa exatamente com o momento de inspiração. Costumo dizer que tudo nessa vida tem um lado bom. Por que críticas não seriam construtivas? O mundo me ensinou que o que realmente vale à pena a gente enxerga até mesmo no escuro, que a nossa aparência para aqueles que não conhecem o que está no nosso coração, não sabem quem somos nem de onde viemos ou como chegamos até aqui, vale mais que nossa essência. Mas me ensinou principalmente a não dar importância para alguns pontos de vista, por que conceitos e teorias todos têm, mas não quer dizer que sejam os únicos. Achar o outro belo varia de um olhar para o outro, “uns desejam ou repudiam o que lhe convêm”. Alguns passam a vida inteira lutando contra alguma coisa, contra a balança, contra o preconceito, contra o amor, contra a morte, contra a vida. Às vezes lutam tanto e se esquecem de observar o outro de forma diferente, esquecem de tentar conhecer, sem julgar, sem ofender ou magoar, preferem rotular e esquecem que não são exemplos de perfeição. Cada um com suas lutas! Vai entender… “Pelo direito de ser livre no ser, agir, pensar, crer. A favor da vida feliz!”
Pessoas precisam de respeito, amor, amizade, carinho, admiração, paz no coração e liberdade de ser, não de rótulos!

– Natália Rodrigues

Nota: As frases entre aspas são da postagem “O Que É A Beleza?

Afinidades

Afinidades - EuGordinha

Afinidades, laços, fios que nos unem, nos amarram. Fios finos ou grossos. Cordas, Correntes. Laços de sangue, de alma, de espírito. O que nos torne mais próximos uns dos outros, o que nos torne mais unos.

Leonardo Ladislau

Riscos

Riscos - EuGordinha

– …a gente também acostuma de sentir saudades e não ser correspondida, né?

– Acho que sim, né? Só dói um pouco, mas…

– Amar pode ser perigoso.

– Viver também.

 

Coração fechado

Coração Trancado EuGordinha

Quando um coração se fecha por vontade própria é tão difícil de se conquistar. Às vezes até mesmo o dono dele parece ter perdido a chave. Como abrir as portas, janelas, sótão e porão? Por onde se respiram os novos ares da vida?

Sr. Wilson

Sr.Wilson

sr-wilson

Um do meus personagens de filme predileto em tudo o que eu já assisti até hoje, sem dúvida é o Sr.Wilson. Ele era o amigo do personagem principal (interpretado por Ton Hanks). A história do Sr.Wilson é simples. Ele é o que todo mundo gostaria de ter como amigo: do tipo que topa qualquer parada, está contigo nos momentos que você precisa, mas nem sempre você consegue ajudar em todo tempo. Quem já viu o filme sabe que após um acidente aéreo, um homem se vê perdido no meio do pacífico em uma ilha deserta.Em meio a uma situação de dor e desespero, a mão do sujeito marca de sangue uma bola de vôlei e na marca ainda fresca o homem desenha um rosto. Nascia ali um companheiro que entra mudo e sai calado de cena. Porque às vezes a gente só quer mesmo de um amigo que ele seja nossa companhia. Não quer que ele invente coisas que dizer só pra parecer bonzinho, parecer que se importa. O verdadeiro amigo aprende ao longo do anos que uma amizade sincera não precisa se constranger com o silêncio. Tem hora que o silêncio é a única riqueza que temos pra oferecer. O Sr.Wilson conquista a minha simpatia por ser um sábio de nascença. Ele tem na sua presença a sua maior riqueza. Embora tenha saído da vida do náufrago tão repentinamente como entrou, soube marcar a vida daquele homem, mantendo-o em sanidade até o momento oportuno. Coisa que todo amigo deveria fazer.

o-naufrago-grande

intimidade

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

“Rede social não é lugar para desnudar a alma. Publique idéias, mas guarde o coração para quem está perto o suficiente para olhar em seus olhos. Quem joga sua alma no ventilador da Internet corre o risco de nunca mais juntar seus pedaços. Preserve-se. Intimidade não é para ‘amigo de Facebook’. É para amigos de Face a Face.”

(Dra. Vanessa Bentes Moreira – Psicóloga)

Burrice

Burrice - EuGordinhaO sentimento da gente é burro. Se a gente sofre quando ama, porque insiste em amar? A gente sofre por amores não correspondidos, por amores correspondidos intensificados em ciúmes, em saudades, em tesões que parecem não ter fim. O tal do amor tem todos esses efeitos colaterais dos quais somos vitimas, ou nos deixamos ser, e ainda assim… queremos amar. Resumindo, o sentimento da gente é burro.

Mas o sentimento da gente não precisa ser inteligente, né mesmo? O pensamento precisa saber das coisas. Ao sentimento cabe é o treinamento, ser adestrado como um cavalo bravo. Mas quem há que adestre o coração? A gente precisa de mais do que adestradores. Precisamos de gente que tenha a mesma burrice sentimental e embarque com a gente nessa viagem doida de confiança, cumplicidade, comprometimento, carinho, liberdade… a gente precisa de verdade, e que a verdade seja vivida mais do que dita e ouvida. Que a verdade seja mais do que a música e a vontade de dançar, que seja a vida movendo o corpo e a alma que ama. Se houver isso, todo sentimento burro não passará de uma mera justificativa pra gente simplesmente ser feliz.

Leonardo Ladislau

Amor Burro - EuGordinha

Delicadezas

amor delicado EuGordinha

O amor é feito de delicadezas,
Atos delicados,
Palavras delicadas, pensamentos delicados,
E vontade dedicada.
(Leonardo Ladislau)

 

O Aquário Nosso

 

“Ninguém é uma ilha”

(John Donne – 1572-1631)

Todos nós já nascemos dentro de um aquário e ansiamos o mar. Temos fome de liberdades mais amplas, sejam internas ou externas. As internas, muitas das vezes nem percebemos, mas como são importantes! 🙂

Nascemos inseridos dentro de um ambiente o qual tendo nos proposto ou imposto modos de pensar, acabou por nos influenciar tremendamente no que aceitamos ou nos sentimos coagidos a aceitar, nas suas ideias, jeito de fazer as coisas, enfim… na sua cultura.

Essa tal cultura muda com o passar dos tempos, muda com a variação dos interesses econômicos e etc. A nossa cultura diz que isso ou aquilo é belo e o normal é que a maioria aceite sem questionar. Se num grupo de 10 pessoas 8 dizem que algo é bonito, porque as outras 2 não aceitariam fácil? Alguém pode argumentar comigo que as outras duas TEM DE TER PERSONALIDADE, TEM DE SER QUEM SÃO REALMENTE!!! hahaha, muito fácil dizer isso quando você não é uma das 2 pessoas que está fora do grupo que aceita as coisas.

Somos peixes dentro de um aquário que só varia de tamanho, sendo ele qual aquário for: família – escola – igreja – trabalho – amigos virtuais… No final não conseguimos viver 100% sozinhos e sempre vamos buscar por algum tipo de aquário. Ainda que o nosso objetivo maior seja alcançar o mar.

Proponho que busquemos satisfazer o anseio do mar interior que pode haver dentro de nós. Eu sei que podemos ser felizes um pouco mais por dentro, independente do que digam. Mas se essa tal felicidade não for a nossa e for a imposta eu não sei até que ponto isso pode comprometer a nossa paz interior. Se a paz por acaso for embora, se ela não conviver muito bem com a alegria de estarmos vivos, então eu proponho que REAVALIEMOS o nosso pensamento.

Amor – baseado em animação de Mauricio Bartok

O nome da animação é PERFEITO, de Mauricio Bartok. É um curta metragem bem legalzinho, que me levou a algumas reflexões imperfeitas, que servem no mínimo pra termos alguma visão sobre as coisas da vida. Segue o vídeo e logo abaixo o texto escrito sob inspiração da animação:

O que chamam de amor, é quase uma utopia – mas a gente nem sabe direito o que é uma utopia, só quando descobre que é uma coisa meio impossível é que nos damos conta de que o amor é meio assim.O amor é uma tentativa de fazermos do outro a nossa imagem e semelhança – o amor não é isso, mas queremos que seja. Queremos que o outro se conforme às nossas expectativas e anseios, sonhos e desejos mais profundos, nossas exigências egoístas, mas que parecem muito justas porque dizem respeito ao NOSSO DESEJO. Enquanto estamos nos relacionando com o desejo secreto de fazer do outro o que precisamos, muitas vezes todo o mundo ao nosso redor se desfaz, até que só nos reste mesmo o outro como possibilidade de escolha – isto é, se o outro suportar estar com a gente. Se o aceitarmos como ele realmente é… pode ser amor.

Leonardo Ladislau

Quem curte animação e gostou do trabalho de Mauricio Bartok, pode conferir clicando aqui, por mais das obras dele.

Do Amor de Hoje

Não interessa a ninguém só a mim mesma. No entanto há meninas e meninos que me perguntam a respeito – parece que a gente gosta de ver no espelho o que parece ou não com a gente, pra nos situarmos um pouco melhor no mundo.
Então sobre sexualidade eu digo: Não faço mais sexo, prefiro fazer amor… e isso não é um modo de falar. Fazer amor implica em tomar porções de afeto e misturar no coração antes de misturar os corpos seja na cama ou qualquer outro lugar. O primeiro beijo não precisa ser no primeiro encontro. O primeiro encontro pode ser o momento do primeiro olhar, do segundo olhar mais intenso, do terceiro sugestivo. Amar não precisa ser no mesmo ritmo do fast-food. Amor não se faz como se faz miojo – seria desperdício de vida tal coisa. Tem gente que acha que algumas atitudes são antiquadas, velhas, sem noção nos tempos atuais. Precisamos rever muitos conceitos pra vida ser melhor vivida. De outro modo muito vai ser perdido sem a devido aproveitamento.