Scorpions & Filarmônica de Berlim

O que acontece quando você mistura uma orquestra sinfônica e uma banda de heavy metal e hard rock? Em 1995 um projeto ousado unio a banda Scorpions com a Filarmônica de Berlim. De um modo poderoso dois estilos musicais aparentemente opostos (a considerar na maioria das vezes que o rock é mais tido como coisa de jovem e a música erudita coisa de vovô e vovó – preconceitos à parte). Ficou um resultado maravilhoso como pode ser visto no video abaixo. Bom pra quem curte música de qualidade e gosta de descobrir coisas novas.

STILL LOVING YOU

Time, it needs time
To win back your love again
I will be there, I will be there
Love, only love
Can bring back your love someday
I will be there, I will be there
Fight, babe, I’ll fight
To win back your love again
I will be there, I will be there
Love, only love
Can break down the wall someday
I will be there, I will be there
If we’d go again
All the way from the start
I would try to change
The things that killed our love
Your pride has built a wall, so strong
That I can’t get through
Is there really no chance
To start once again
I’m loving you
Try, baby try
To trust in my love again
I will be there, I will be there
Love, our love
Just shouldn’t be thrown away
I will be there, I will be there
If we’d go again
All the way from the start
I would try to change
The things that killed our love
Your pride has built a wall, so strong
That I can’t get through
Is there really no chance
To start once again
If we’d go again
All the way from the start
I would try to change
The things that killed our love
Yes, I’ve hurt your pride, and I know
What you’ve been through
You should give me a chance
This can’t be the end
I’m still loving you,
I’m still loving you,
I’m still loving you, I need your love
I’m still loving you, (I’m still loving you baby)
I’m Still Loving you, I need your love
I’m still Loving you, I need your love
I need your love .

CONTINUO AMANDO VOCÊ

Tempo, é preciso de tempo
Para reconquistar seu amor novamente
Eu estarei lá, Eu estarei lá
Amor, apenas amor
Pode algum dia trazer de volta seu amor
Eu estarei lá, Eu estarei lá
Lutar, querida, eu lutarei
Para reconquistar seu amor novamente
Eu estarei lá, Eu estarei lá
O amor, apenas amor
Pode quebrar a parede algum dia
Eu estarei lá, Eu estarei lá
Se nós percorremos novamente
Todo o caminho, desde o início
Eu poderia tentar mudar
As coisas que mataram o nosso amor
Seu orgulho construiu uma parede, tão forte,
Que não consigo atravessar
Não existe realmente nenhuma chance?
Para recomeçarmos novamente
Estou amando você
Tentar, querida, tentar
Acreditar no meu amor novamente
Eu estarei lá, Eu estarei lá
Amor, nosso amor
Não deveria ser simplesmente jogado fora.
Eu estarei lá, Eu estarei lá
Se nós percorremos novamente
Todo o caminho, desde o início
Eu poderia tentar mudar
As coisas que mataram o nosso amor
Seu orgulho construiu uma parede, tão forte,
Que não consigo atravessar
Não existe realmente nenhuma chance?
Para recomeçarmos novamente
Se nós percorremos novamente
Todo o caminho, desde o início
Eu poderia tentar mudar
As coisas que mataram o nosso amor
É, eu feri o seu orgulho, e eu sei
Pelo que você já passou
Você tem que me dar uma chance
Isto não pode ser o fim
Eu continuo amando você
Eu continuo amando você
Eu continuo amando você, eu preciso do seu amor
Eu continuo amando você, (eu continuo amando você baby)
Eu continuo amando você, eu preciso do seu amor
Eu continuo amando você, eu preciso do seu amor
Eu preciso do seu amor

Slow Fade – Casting Crowns

Quem gosta de música de qualidade, na certa vai se apaixonar por Casting Crowns [brincadeira, se apaixonar é exagero, pois gosto musical é igual a tonalidade das cores]. É um grupo de soft rock, gospel, americano, cujas canções e letras são muito gostosas de se ouvir e refletir nas letras. Pra quem curte boa música é uma boa pedida. O video abaixo é uma amostra. Inclusive essa canção Slow Fade fez parte do filme Prova de Fogo.

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=wKEbxSo07lw%5D

A Moeda – Joyce Meyer Dica de Leitura

Hoje de tarde, entre uma prova e outra fui dar um passeio pelo centro do RJ. Gosto daqui, a cidade tem suas mazelas como qualquer pessoa tem, e tem suas partes muito boas. Estava procurando pelo bom preço de um certo produto quando, meu olhar foi parar dentro de uma pequena livraria em plena praça pública, perto do Real Gabinete Português de Leitura. Meu rosto sorriu quando vi uma fileira de livros da Joyce Meyer. Peguei um dos lançamentos e li atrás… Uhhhh, uma frase me fiscou a curiosidade e a reflexão:

“ …grandes decisões não costumam resultar em muita coisa, mas pequenas decisões às vezes transformam tudo.” (Joyce Meyer)

Me dei conta de que realmente são as pequenas coisas que fazem toda diferença na vida. Quantas vezes nos chateamos por coisas quais depois vamos ver que são coisas tão pequenas? E são coisas tão pequenas como uma mensagem de SMS, ou um bilhetinho na geladeira, ou um sorriso que fazem toda diferença? *-* [estou amando emoticons engraçadinhos].

Em dados momentos precisamos abrir os olhos para o que está dentro de nós. Procurar ver o que REALMENTE importa. Ver o tamanho das coisas que nos entristecem e nos alegram, as coisas grandes e pequenas.

Trecho de Romance Quase Inventado

(Ouvi em meio aos corredores…)

– Menino, o que estás fazendo comigo?
Enquanto te amo percebo estar feito boba
sorrindo sem parar,
meu sorriso traz uma mistura de prazer,
felicidade e espanto…

– Menina, não és só tu que carrega no rosto
um sorriso em quadro estampado,
Monalisa ficaria com uma inveja de mil cores,
Leonardo da Vinci teria de reinventá-la,
pra fazer uma mistura de nosso riso em festa.