Hoje Começa a Rio+20

A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, será realizada de 13 a 22 de junho de 2012, na cidade do Rio de Janeiro. A Rio+20 é assim conhecida porque marca os vinte anos de realização da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio-92) e deverá contribuir para definir a agenda do desenvolvimento sustentável para as próximas décadas.

A proposta brasileira de sediar a Rio+20 foi aprovada pela Assembléia-Geral das Nações Unidas, em sua 64ª Sessão, em 2009.

O objetivo da Conferência é a renovação do compromisso político com o desenvolvimento sustentável, por meio da avaliação do progresso e das lacunas na implementação das decisões adotadas pelas principais cúpulas sobre o assunto e do tratamento de temas novos e emergentes.

A Conferência terá dois temas principais:

  • A economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza; e
  • A estrutura institucional para o desenvolvimento sustentável.

A Rio+20 será composta por três momentos. Nos primeiros dias, de 13 a 15 de junho, está prevista a III Reunião do Comitê Preparatório, no qual se reunirão representantes governamentais para negociações dos documentos a serem adotados na Conferência. Em seguida, entre 16  e 19 de junho, serão programados os Diálogos para o Desenvolvimento Sustentável. De 20 a 22 de junho, ocorrerá o Segmento de Alto Nível da Conferência, para o qual é esperada a presença de diversos Chefes de Estado e de Governo dos países-membros das Nações Unidas.

Os preparativos para a Conferência

A Resolução 64/236 da Assembleia-Geral das Nações Unidas determinou a realização da Conferência, seu objetivo e seus temas, além de estabelecer a programação das reuniões doComitê Preparatório (conhecidas como “PrepComs”). O Comitê vem realizando sessões anuais desde 2010, além de “reuniões intersessionais”, importantes para dar encaminhamento às negociações.

Além das “PrepComs”, diversos países têm realizado “encontros informais” para ampliar as oportunidades de discussão dos temas da Rio+20.

O processo preparatório é conduzido pelo Subsecretário-Geral da ONU para Assuntos Econômicos e Sociais e Secretário-Geral da Conferência, Embaixador Sha Zukang, da China. O Secretariado da Conferência conta ainda com dois Coordenadores-Executivos, a Senhora Elizabeth Thompson, ex-Ministra de Energia e Meio Ambiente de Barbados, e o Senhor Brice Lalonde, ex-Ministro do Meio Ambiente da França. Os preparativos são complementados pela Mesa Diretora da Rio+20, que se reúne com regularidade em Nova York e decide sobre questões relativas à organização do evento. Fazem parte da Mesa Diretora representantes dos cinco grupos regionais da ONU, com a co-presidência do Embaixador Kim Sook, da Coréia do Sul, e do Embaixador John Ashe, de Antígua e Barbuda. O Brasil, na qualidade de país-sede da Conferência, também está representado na Mesa Diretora.

Os Estados-membros, representantes da sociedade civil e organizações internacionais tiveram até o dia 1º de novembro para enviar ao Secretariado da Conferência propostas por escrito. A partir dessas contribuições, o Secretariado preparará um texto-base para a Rio+20, chamado “zero draft” (“minuta zero” em inglês), o qual será negociado em reuniões ao longo do primeiro semestre de 2012.

Baixe aqui a apresentação em slides  com o histórico da Rio+20 – (“Como chegamos até aqui”)

Fonte:rio20

Curta, Mete Gosto, Se Divirta

 

Eu achava engraçado quando por exemplo ia instalar um programa no computador e vinham duas opções de idioma em português entre as várias outras: Pt-Br e Pt-Pt. Mas é tremendamente lógico, Português do Brasil e Português de Portugal, que embora sejam o mesmo idioma muito são diferentes um do outro.

Achei um espaço legal no Facebook, onde quase ri quando li rápido. Facenas, veja a imagem ao lado. Se também curtiu, mete gosto… kkkk


Reconhecimento Justo

JOSÉ ANTÔNIO REGUFFE

JOSÉ ANTÔNIO REGUFFE

Dá vontade de ceder à tentação de usar a famosa frase da mãe cujo o filho chega em casa apresentando o boletim com uma nota DEZ e ela diz assim: “Não fez mais do que sua obrigação.” O parlamentar JOSÉ ANTÔNIO REGUFFE  fez o que deveria ser obrigação de todos tendo em vista uma porção de coisas que precisam ser melhoradas no Brasil. Como é foi o primeiro, merece reconhecimento. Abaixo segue um texto que encontrei no Facebook:

Milagre em Brasília… 
O deputado federal José Antonio Reguffe (PDT-DF), que foi proporcionalmente o mais bem votado do país com 266.465 votos, com 18,95% dos votos válidos do DF, estreou na Câmara dos Deputados fazendo barulho. De uma tacada só, protocolou vários ofícios na Diretoria-Geral da Casa.
Abriu mão dos salários extras que os parlamentares recebem (14° e 15° salários), reduziu sua verba de gabinete e o número de assessores a que teria direito, de 25 para apenas 9. E tudo em caráter irrevogável, nem se ele quiser poderá voltar atrás. Além disso, reduziu em mais de 80% a cota interna do gabinete, o chamado “cotão”. Dos R$ 23.030 a que teria direito por mês, reduziu para apenas R$ 4.600. 
Segundo os ofícios, abriu mão também de toda verba indenizatória, de toda cota de passagens aéreas e do auxílio-moradia, tudo também em caráter irrevogável. Sozinho, vai economizar aos cofres públicos mais de R$ 2,3 milhões (isso mesmo R$ 2.300,000) nos quatro anos de mandato. Se os outros 512 deputados seguissem o seu exemplo, a economia aos cofres públicos seria superior a R$ 1,2 bilhão. 
“A tese que defendo e que pratico é a de que um mandato parlamentar pode ser de qualidade custando bem menos para o contribuinte do que custa hoje. Esses gastos excessivos são um desrespeito ao contribuinte. Estou fazendo a minha parte e honrando o compromisso que assumi com meus eleitores”, afirmou Reguffe em discurso no plenário. 

Prestação de Contas

Abril Despedaçado – Filme

Português: O ator brasileiro Rodrigo Santoro l...

Image via Wikipedia

Um dos melhores filmes que eu já vi. Tirando o fato de que a temática é nordestina [um dos lugares que eu amo de paixão nesse meu Brasil], tem Rodrigo Santoro na pele de um dos personagens principais. É um filme pra se assistir não apenas por entretenimento, mas por respeito à vida. Pois é isso o que o filme traz, não apenas uma oportunidade de estarmos refletindo sobre as questões de violência, vingança, ódio, falta de perdão; mas sim,  o valor que a vida pode ter, o valor que o amor dá à vida.

Conta a história de duas famílias que vivem em guerra por causa de terras. Geração após geração um mata de lá, outro se vinga de cá e por ai vão ambos com percas irreparáveis. Ao longo do filme a gente consegue perceber o que se passa dentro do coração dos personagens, mesmo que eles não fiquem dizendo o tempo todo. É como se o sentimento exalasse igual perfume, a gente sente isso na passagem das cenas. É muito bom quando um filme consegue transmitir a sensação de vida assim pra gente. Super indico esse filme pra quem curte cinema de qualidade. Entra na minha lista de prediletos com certeza.

Trailer

A Economia do Cedro – Indicação de Leitura

A Economia do Cedro, novo livro de Carlos Júlio tem uma grande ambição, proporcional à força da árvore que o inspirou. Para alguns, se contenta em ser como a semente, germinará em 90% dos casos e demorará anos para ser notada e transformada em arbusto, mas quando o fizer, terá raízes fortes e condições para  enfrentar as adversidades. Se você pertencer a este grupo, seu papel não é imediato, mas o autor espera que a leitura garanta a ação futura e a acelere.

Para outros, ele será como a árvore em crescimento, o ritmo é lento, mas consistente e preocupado em cuidar do entorno, estabelecer uma relação de troca responsável. Se pertencer a este grupo, terá que começar a agir agora ainda de forma a se fortalecer, com ações práticas de dia a dia aqui apresentadas, você já não pode recuar.

Existem aqueles para os quais o livro será como a árvore adulta, frondosa. Se você é um deles, já seguiu uma trajetória, aprendeu a conviver com o ambiente, as diferenças das estações. Já viu resultados bons e ruins, seus novos atos terão a duração equivalente à vida centenária do cedro.

Mas o maior sonho do Carlos Júlio, um educador, empresário e executivo dos mais inquietos e competentes do país, é que todas as sementes germinem, que todo leitor consiga ser sensibilizado e aceite que a Revolução do Cedro é inevitável, que o mundo não aguenta fazer mais do mesmo, o custo desta continuidade tem sido o aumento exponencial da extinção dos recursos e de formas ricas de vida no planeta.

Este não é um livro sobre sustentabilidade, embora também o seja, este é um livro sobre gestão e tem o grande mérito de mostrar o diagnóstico e os possíveis papéis de cada leitor neste novo mundo. Além disso, este livro mostra de forma clara e inédita o papel do Brasil neste cenário. Esta é a lnora de entender e começar a agir. Boa leitura!

Ficha técnica
A Economia do Cedro

Autor: Carlos Alberto Júlio
Editora: Livros de Safra
Assunto: Administração – Sustentabilidade
ISBN: 978-85-6232-812-1
Livro em português
Formato: 16 x 23 cm capa dura

Sobre o autor

Carlos Alberto Júlio é empresário, palestrante, professor e escritor.

Foi presidente da Tecnisa S.A, e hoje permanece como vice-presidente do Conselho de Administração, presidiu a HSM do Brasil por 8 anos, é  autor dos best-sellers: Reinventando Você,  A Magia dos Grandes Negociadores, A Arte da Estratégia e Superdicas para Vender e Bem. Graduado em Administração de Empresas com especialização na Harvard Business School, na London Business School e no IMD de Lausanne-Suíça, Júlio é professor na USP, ESPM e FGV, além de Conselheiro da Camil Alimentos.
Entrevista com Carlos Alberto Julio