Você Sabe o que é Discurso de Ódio?

Discurso de Ódio

É quando uma pessoa (ou um grupo de pessoas) incentiva a violência ou o ódio, promove ou incita a que se rejeite ou menospreze outra pessoa ou grupo de pessoas, por alguma característica que geralmente não é o que o padrão diz ser aceitável. Padrão esse que aceita ou não alguma coisa, de acordo com conveniências que podem mudar ao longo dos anos, como a História nos mostra.

O discurso de ódio desumanina indivíduos por causa da raça, etnia, nacionalidade, religião, sexo, identidade de gênero, idade, status social, orientação sexual, deficiência ou doença…

Quem pratica o ‘discurso de ódio’ ainda não amadureceu o suficiente para compreender que a sua própria vida está inserida num emaranhado onde TODOS somos colaboradores para que a vida aconteça – e os amadurecidos desejam que a vida aconteça o melhor possível.

‘O discurso de ódio’ é resultado de um coração que em algum momento foi ferido de tal forma que a ferida não tratada apodreceu. As palavras de ofensa e os xingamentos são o cheiro da podridão que há na alma dessa pessoa. Ou seja, é um tipo de doença da alma. Mas ainda há Esperança! Existe cura pra isso, ainda bem!

Da mesma forma que algumas pessoas se organizam, recrutam e radicalizam com uma eficiência terrível, inclusive usando os meios virtuais para fazer isso; creio que podemos também nos ORGANIZAR, RECRUTAR e RADICALIZAR promovendo um “Discurso de Amor”. Parece piegas pra ti? Então pode ser que algo esteja fora do lugar dentro de ti.

Num mundo onde há tantos que se deixam levar pelas ondas da moda, que influenciam as pessoas para que sintam e pensam no piloto automático, fazendo o que é da vontade de uns poucos ao invés de viver sua plena liberdade, eu te convido a agir por conta própria decidindo ser uma das pessoas que ao invés de engrossar o caldo do discurso de ódio, seja uma pessoa que passe a discursar o amor.

Todo mundo tem dentro de si nem que seja uma gota de amor.

O oceano é a soma de muitas gotas.

Se você concorda com esse movimento, pode usar a hashtag: #DiscursoDeAmor e por meio dela começar a compartilhar conteúdos que tornem as pessoas mais felizes pelo simples fato de existir.

Eu começo meu “Discurso De Amor” agora! Você também pode começar o seu.

Compartilhe essa mensagem nas suas redes sociais se você também quer que o mundo se levante num movimento de amor.

Idas e Vindas

Idas e Vindas - EuGordinha

Sempre queremos defender ao máximo tudo aquilo que nos satisfaça. Faz parte do nosso instinto de preservação, da nossa vaidade, do nosso egoísmo, da nossa necessidade real e saudável também – porque não? As pessoas vem e vão e voltam ou se revoltam ou vão e nunca mais as vemos novamente. Solução pra evitar a dor que possa haver por causa disso talvez seria não se apegar a ninguém. Funciona, mas desertifica um tanto a vida. O bom é aproveitar cada momento com as pessoas que nos satisfazem enquanto elas o fazem. Pois há pessoas que nunca vão embora depois de term vindo para as nossas vidas, mas depois de um tempo vão mudando de um modo que chegam a ser outra pessoa totalmente diferente daquela que tínhamos conhecido.

O Lado Bom

O Lado Bom - EuGordinha “Existem olhos que enxergam beleza em todas as formas” Essa frase se encaixa exatamente com o momento de inspiração. Costumo dizer que tudo nessa vida tem um lado bom. Por que críticas não seriam construtivas? O mundo me ensinou que o que realmente vale à pena a gente enxerga até mesmo no escuro, que a nossa aparência para aqueles que não conhecem o que está no nosso coração, não sabem quem somos nem de onde viemos ou como chegamos até aqui, vale mais que nossa essência. Mas me ensinou principalmente a não dar importância para alguns pontos de vista, por que conceitos e teorias todos têm, mas não quer dizer que sejam os únicos. Achar o outro belo varia de um olhar para o outro, “uns desejam ou repudiam o que lhe convêm”. Alguns passam a vida inteira lutando contra alguma coisa, contra a balança, contra o preconceito, contra o amor, contra a morte, contra a vida. Às vezes lutam tanto e se esquecem de observar o outro de forma diferente, esquecem de tentar conhecer, sem julgar, sem ofender ou magoar, preferem rotular e esquecem que não são exemplos de perfeição. Cada um com suas lutas! Vai entender… “Pelo direito de ser livre no ser, agir, pensar, crer. A favor da vida feliz!”
Pessoas precisam de respeito, amor, amizade, carinho, admiração, paz no coração e liberdade de ser, não de rótulos!

– Natália Rodrigues

Nota: As frases entre aspas são da postagem “O Que É A Beleza?

Afinidades

Afinidades - EuGordinha

Afinidades, laços, fios que nos unem, nos amarram. Fios finos ou grossos. Cordas, Correntes. Laços de sangue, de alma, de espírito. O que nos torne mais próximos uns dos outros, o que nos torne mais unos.

Leonardo Ladislau

O Aquário Nosso

 

“Ninguém é uma ilha”

(John Donne – 1572-1631)

Todos nós já nascemos dentro de um aquário e ansiamos o mar. Temos fome de liberdades mais amplas, sejam internas ou externas. As internas, muitas das vezes nem percebemos, mas como são importantes! 🙂

Nascemos inseridos dentro de um ambiente o qual tendo nos proposto ou imposto modos de pensar, acabou por nos influenciar tremendamente no que aceitamos ou nos sentimos coagidos a aceitar, nas suas ideias, jeito de fazer as coisas, enfim… na sua cultura.

Essa tal cultura muda com o passar dos tempos, muda com a variação dos interesses econômicos e etc. A nossa cultura diz que isso ou aquilo é belo e o normal é que a maioria aceite sem questionar. Se num grupo de 10 pessoas 8 dizem que algo é bonito, porque as outras 2 não aceitariam fácil? Alguém pode argumentar comigo que as outras duas TEM DE TER PERSONALIDADE, TEM DE SER QUEM SÃO REALMENTE!!! hahaha, muito fácil dizer isso quando você não é uma das 2 pessoas que está fora do grupo que aceita as coisas.

Somos peixes dentro de um aquário que só varia de tamanho, sendo ele qual aquário for: família – escola – igreja – trabalho – amigos virtuais… No final não conseguimos viver 100% sozinhos e sempre vamos buscar por algum tipo de aquário. Ainda que o nosso objetivo maior seja alcançar o mar.

Proponho que busquemos satisfazer o anseio do mar interior que pode haver dentro de nós. Eu sei que podemos ser felizes um pouco mais por dentro, independente do que digam. Mas se essa tal felicidade não for a nossa e for a imposta eu não sei até que ponto isso pode comprometer a nossa paz interior. Se a paz por acaso for embora, se ela não conviver muito bem com a alegria de estarmos vivos, então eu proponho que REAVALIEMOS o nosso pensamento.

Chamego Profissional

Não tem a ver com prostituição, mas com carência mesmo, e ótima oportunidade de trabalho. Já pensou em ganhar a vida vendendo carinho? Não é sexo, é carinho… Achei a notícia interessante e estou repassando. Lembrei de uma passagem na Bíblia onde um trabalho parecido foi oferecido pra uma jovem chamada Abisague.

QUANDO DAVI FICOU muito velho, quase não saía da cama; e por mais que pusessem cobertores sobre ele, ainda assim ele sentia muito frio. Então os ajudantes do rei lhe disseram: “O remédio para isso é encontrar uma moça virgem que sirva de companheira para o rei e cuide do senhor. Ela se deitará nos seus braços, e assim o senhor se aquecerá”. Por isso andaram pelo país, por todos os cantos, a fim de encontrarem a moça mais linda de toda a terra. Finalmente encontraram Abisague, uma moça de Sunã, e ela foi escolhida. Trouxeram a moça ao rei, e ela se deitava nos braços dele, para que ele se aquecesse ( porém ele não teve relações com ela ). (1Reis 1:1-4 – Bíblia Viva)

Jackie Samuel, uma americana de 29 anos, achou um modo inusitado de ganhar a vida: ela é uma uma “Cuddler Professional” (numa tradução livre, “chamegadora profissional”). Resumindo: ela cobra para dormir de “conchinha” com pessoas que não tem com quem dormir junto.

Ela resolveu abraçar, dormir e acalentar pessoas por dinheiro para pagar seus estudos. Ela recebe em torno de R$ 500 por dia (cobra US$ 60 a hora), e “dorme” com até 30 pessoas por semana, incluindo mulheres, aposentados, veteranos de guerra, ou seja lá quem estiver precisando de carinho e afeto.

“Acho que nasci sabendo aconchegar. O aconchego é saudável, faz bem para o espírito e é divertido. Acredito que os clientes vêm a mim por várias razões. Os mais velhos são sozinhos, suas mulheres já morreram e eles precisam apenas de alguém para ficar com eles, passar algum tipo de contato humano”, explica em entrevista ao jornal inglês Daily Mail.

De acordo com Jackie, quando ela é procurada  por pessoas mais jovens, são pessoas vivendo relacionamentos complicados. Ou então são pessoas curiosas sobre como funciona o trabalho de uma aconchegadora profissional. Ela costuma prestar os serviços na casa dos clientes e em cama de casal.

Existem algumas ressalvas: não é permitido tocar em partes do corpo de Jackie que estejam cobertas por roupas. Para deixar a delimitação bem clara, Jackie sempre atende aos clientes vestida com pijamas. A demanda é tanta que Jackie contratou uma assistente, uma jovem chamada Colleen.

Via Noticias.yahoo.com

Carinho

Amar pode ser tão simples. Muitas vezes, nós, seres humanos, que nos gabamos de sermos “seres evoluídos” não nos damos conta de como amar é importante e simpes. A gente complica muito as coisas. A gente se magoa por pouca coisa – porque nos fizeram pouca coisa, ou deixaram de fazer, nos disseram ou deixaram de dizer. Mas a gente só percebe que foi pouca coisa, quado vira a página e acontece algo maior, mais importante, mas IMPACTANTE. Mas cada um tem lá o seu limite, então o que pode ser pouco pra mim é muito muito pra outra pessoa.

Na verdade eu comecei querendo compartilhar uma foto linda, de um amor simples. Entendo o afeto que algumas pessoas têm por seu bichanos. Dizem que o “cão é o melhor amigo do homem”. Marley que o diga, dos livros, ganhou as telas do cinema e o coração de muitos. Sei que algumas frustrações com o ser humano nos fazem nos apegar aos cães ou outros bichinhos de estimação muito mais do que aos nossos pares…

Puxa vida temos tanto a aprender. Não sei mais o que dizer… e não é por falta de criatividade, é questão de ânimo mesmo. Hoje eu acho que só queria um latido sincero e um pouco de silêncio. Tem vezes que viver cansa. Mas ainda assim é muito bom.

Bem, acho que acabei fazendo desse post um pouco de desabafo. Mas tudo bem, a vida também tem disso. Não vou me deixar entristecer. Daqui a pouco o dia acaba e hoje eu ainda tenho muito o que viver.

latidos sinceros a quem possa ouvir…

Você se Ama? Eu me Amo!

Gente, nessa semana achei uma postagem muito boa no Facebook. Tão boa que foi virulizada pra uma porção de lugares. Como o tema vem a calhar, não poderia ficar fora dessa onda de pensamento interessante, segue abaixo.

“O que é? Você a achou feia? Olhe bem nesta foto, olhe bem o rosto desta menina… Você está vendo este sorriso? Consegue imaginar o quanto ela deve sofrer por não se encaixar nos padrões “perfeitos” que a sociedade ignorante aceita? Mas você consegue, também, imaginar o quanto ela é feliz por saber que alguém a ama, do jeito que ela é? Olhe bem para este sorriso. Olhe bem para esta foto. Este momento. Agora pense um pouco… Você vive no seu mundinho, tentando, de certo modo, criar a perfeição. Tentando ser aceitável, tentando se adequar ao que os outros julgam correto, e muitas vezes é infeliz. Então, por favor, pare de julgar tanto as outras pessoas. Pare pra pensar que, mesmo com todas as características – que na sua mente são defeitos – dela, ela pode, sim, ser muito mais feliz que você. Existem pessoas que a amam. Deus a ama. E assim como você, aos olhos Dele, é a pessoa mais bonita deste mundo, ela também é. Respeite-a. Aceite-a. Afinal, nunca se sabe como você é visto por nossa estupida sociedade”

Onde estão as Rainhas desse Mundo?

Achei uma frase boa no Facebook, falando sobre princesas e rainhas. Algo que pode parecer um tanto utópico se pararmos pra olhar apenas o lado negativo do mundo. Mas focando nos pequenos exemplos, os casos de sucesso, há de se querer mais rainhas por ai, pelo mundo afora. Eu acho que tem poucas mulheres sendo tratadas como rainhas, logo elas não conseguem ensinar seus filhos como fazer pra amar uma mulher da maneira mais adequada. Na escola não se ensina esse tipo de coisas, apenas algumas professoras heroínas, as que erguem a voz em meio as ondas contrárias… Chega me dar saudades dos tempos de antigamente, onde as boas maneiras não eram clichê de filme romântico. Dá vontade de inventar um mundinho à parte, onde as delicadezas sejam só nossas e dane-se a maldade que há no mundo… mas até esse dane-se de rebeldia seria um estar de acordo com tudo o mais que está errado. Melhor mesmo é  não ser tão saudosista e incentivar que surjam mais rainhas entre as mães ao meu alcance. Portanto, mamãe de plantão, leitoras, amigas, cuidem de seus pequenos grandes homens de daqui a pouco. Cuidem também de suas princesas, lhes passando não a fórmula do homem perfeito, o príncipe encantado das histórias de contos de fadas, mas do homem real, que por seus sinais vão demonstrar o que fazer de bom com uma menina, mulher, amada… Não quero nunca ser utópica, porque isso me faz pensar em irrealismo, mas cultivo uma realidade que nos transforme mesmo que aos poucos, por mais contraditória que seja em relação à maioria mas mentalidades vigentes.

P.S.: Post dedicado à amiga Sarah Magalhães. Beijos.

Sobre um Incomodo Emocional

wallpaper aceitação

 “Ainda que o meu pai e a minha mãe me abandonem,

o SENHOR cuidará de mim.” Salmo 27:10 NTLH

Hoje eu me lembrei desse trecho da Bíblia, porque fez muito sentido pra mim numa certa fase de minha vida quando precisei de apoio e quem mais próximo estava me negou. Na época doeu muito, mas hoje eu reconheço que ninguém pode dar o que não tem ou nunca teve. Mesmo que esse alguém seja seu pai ou sua mãe, seu irmão… esse alguém pode nunca ter aprendido na prática a essência da palavra AMOR e ainda vai ter de passar pela aprendizagem…

Don Juan de Marco (Filme)

Don Juan de Marco EuGordinha
Romantismo à perder de vista…

Quem não gosta de um filmezinho romântico de vez em quando? Pergunto às meninas, se bem que alguns rapazes também gostam de romantismo, quando entendem que suas namoradas ficam muito mais receptivas aos seus carinhos e afetos quando os mesmos acontecem recheados de um clima doce e gostoso.

Bem, puxando pela memória, lembrei de um filme de 1995 onde o ator Johnny Deep (lindíssimo segundo opinião de umas amigas minhas na época) faz o personagem de um jovem que diz ser Don Juan, e Marlon Brando, como o psiquiatra que tenta ajudar o jovem a sair de sua triste situação de paixonite aguda, mas ele mesmo é quem acaba sendo ajudado tomando um gosto maior pela vida.

Só pra relembrar ou despertar a curiosidade, deixei esse trecho do filme pra ver…

Eu Te Amo

“Não precisa dizer que me ama. Eu sei disso se for verdade mesmo… Vai transpirar em tua pele e eu vou pressentir nos ferômonios, assim como certos animais pressentem o medo ou a raiva. Se for verdade que você me ama eu vou saber mesmo que você não me diga, porque vou ver nos seus olhos um brilho furtivo e tua preocupação comigo vai me aplacar a necessidade que tenho de saber se está tudo bem comigo… teus olhos terão o brilho sincero de um espelho limpo sobre meu corpo e minha alma. Será tão simples o teu amor como uma sombra em dia quente e um gole d’água na sede. Prezo muito o teu silêncio, portanto me poupe de suas palavras. Continue me amando assim tão pulsantemente, eu vivendo o teu sangue correndo em mim por dentro. Não preciso pensar muito em ti, pra que dês sinal de vida. Pra mim isso vale mais do que qualquer eu te amo dito assim em qualquer idioma que seja. Seja você simplesmente e eu sei que na tua essência há uma amor por mim. Isso me basta.” (L. Ladislau)

O Milagre da Vida

Bebê EuGordinhaEngraçado, homem e mulher se encontram e de um momento íntimo, pode ser que surja uma nova vida. Essa vida já vem cheia de si mesma, perfeita pela própria natureza. Obra divina. Rasga um pedaço enorme dentro do peito do pai e da mãe – quando ambos tiveram a boa experiência de viver o amor desde tempos primordiais. A vida assim in natura é tão grata. Como tem gente que larga seus bebezinhos por ai? A minha conclusão até agora pode parecer simples: Faltou amor em algum momento da vida.

Temos uma necessidade de amar e sermos amados. Normalmente começa com o “sermos amados”. Nos amam… – nossa mãe, nosso pai – Se em algum momento nos falhar o amor materno/paterno, fica um buraco dentro de nós, o qual vamos de algum moro procurar cobri, compensar. Mas se falharmos, e normalmente falhamos muito, na hora que tivermos de dar desse amor para uma nova vidinha que vem vindo ao mundo… podemos cometer atos de atrocidade como tem acontecido muito ultimamente.

Gente, quem tem seu amor que cuide dele com cuidado. Multiplique do amor recebido desde antes e o aperfeiçoe. Para que não tenhamos de sofrer más conseqüências.

O que é o Amor?