Golpe Baixo

Não pretendo nunca usar esse espaço aqui pra envio de mensagens indiretas. Logo quem me conhece sabe que se preciso for eu falarei na cara como se diz, o que precisar ser dito. Ou seja, é possível ser transparente quando o assunto for tentativa de resolução de algum tipo de problema no relacionamento. Se eu não souber resolver no momento, digo que não sei e pronto. Vou esperar pelo momento certo, a maturação exata, onde eu possa agir com o mínimo de decência, ou indecência, que seja. Se não tiverem paciência comigo, eu é que não vou perder a paciência comigo. Tendo dito isso, achei a mensagem abaixo que me fez ficar com o pensamento profundo pensando em quantas vezes coisas do tipo acontecem com muitas meninas por ai. Achei a mensagem no Facebook [ultimamente uma fonte de reflexão sobre muitos assuntos (in)úteis]

 

Vai lá bobona, manda mais uma mensagem, como se ele não tivesse recebido todas as últimas. Enche a caixa de entrada do celular dele, como se isso fosse fazê-lo sentir algo por você além de enjoo. Enjoo do teu exagero enjoa de quem insiste em dançar sem música, sem ritmo, sem dança, sem pista, sem par.
Que tal se valorizar?

Isso só afasta!!

Coisa de Mulher