Amar…

“Pigmalião, horrorizado pelo comportamento indecente das mulheres de Chipre, optou por viver isolado e imerso em seu trabalho. Mas, como não era insensível à beleza feminina, esculpiu uma imagem de mulher, em marfim, para fazer-lhe companhia.” Via T’Amo

No final das contas Pigmalião se apaixona pela estátua que fez e suplica a uma deusa que faça da sua criação a sua amada. Não é muito diferente das pessoa no mundo de hoje em dia.