Tixa, tixa!

Coitada da tadinha! Kkkkkk. Me diverti hoje cedo quando li essa crônica de… suspense, terror, humor, página policial? Não sei… a crônica da Vanessa sobre seu final de semana aventuroso. Tudo por causa de uma lagartixa, jacaré, filhote de dinossauro. Compartilhando porque rir é muito bom. Alegra a alma e tira o peso das horas.

foto ilustrativa – veja a utilidade da bicha: limpar a casa

Bom Dia,
O dia está lindo hoje.
Porque tanta felicidade? – Simples!! – Sou linda, saudável, família linda, amigos perfeitos e pra comemorar com mais alegria a hóspede do meu quarto foi embora, sim e de uma forma trágica.
Como a maioria já sabe, desde sábado apareceu um jacaré no meu quarto (entende-se lagartixa), enorme e feia. Resultado do final de semana, eu não dormi no meu quarto com medo desse ser me engolir durante a noite.
Estava eu já deitada no outro quarto, quando mamys resolve ir para o seu quarto dormir (para quem não sabe o quarto dela fica parede com parede com o meu verdadeiro quarto, ou seja, o caminho era bem propicio que ela trombasse com esse temível bicho, ah sim, mamys também morre de medo), ai quando abriu a porta do seu quarto ela percebeu um vulto passando desesperadamente pela parede, quando ela olha, adivinhem?? Nada mais nada menos do q ela, a vadia da lagartixa. A bichinho obviamente estava com muito mais medo do que a minha mãe que estava parada na porta do quarto dela gritando com a esperança do meu pai acordar para vestir sua capa de super-herói e tirar aquele monstro gigante da parede…risos. Acontece que a pobre coitada da vadia da lagartixa começou a se desesperar e corria de um lado para o outro feito uma louca, achando que iria conseguir inventar um buraco ali na hora pra ela se enfiar e sumir. Mas como ela viu que não teria jeito, ela só pensou em uma única coisa, o suicídio!!! Lembrando que nesse meio tempo, minha mãe continuo gritando na porta do quarto e com muito custo o meu pai levanta com toda aquela “simpatia” dele, resmungando, xingando e blá blá blá. E os dois presenciam o trágico fim da pobre louca lagartixa. Ela se joga do teto e cai de cabeça no chão, ficando imóvel, dando os seus últimos suspiros e completamente arrependida de ter entrado dentro de casa. Ela tenta dar alguns passos, mas infelizmente não conseguiu. Ela teve traumatismo craniano ou se fingindo de morta.
Triste história, morro de medo, mas não sou a favor de matar, só não quero perto de mim. Meu pai teve a missão de pega-la e levar pra fora. E assim todos voltaram a dormir em paz. Ah, aonde eu estava a essa hora? Dormindo!! Pra vocês verem que se o mundo acabar eu morro dormindo, nada me acorda…kkkkkkkkkkkkkkkkk

E essa foi a minha aventura do final de semana.
Uma ótima semana para todos.
Beijos