Manga com Leite, Mata?

Achei essa imagem numa fanpage de humor…

Veja como são as coisas… durante muito tempo foi dito que chupar manga e tomar leite era mortal. Uma forma de se envenenar, querendo ou não! Já que estamos em setembro, mês no qual as autoridades de saúde, inclusive mental, estão em campanha contra o suicídio, contra a depressão, é bom que seja dito: Querer se matar é um desejo natural de quem não consegue mais ter prazer na vida e a dor se tornou insuportável. É algo compreensível, quando muito se sofre na vida e não se enxerga meios para eliminar o sofrimento. Quem tenta se matar na verdade tenta eliminar a dor que sente, pois esse tipo de dor que leva uma pessoa a desejar a morte é muito profunda. Caso você que está lendo esse texto esteja com tais pensamentos, busque ajuda médica, profissional. Dor emocional é tão importante quanto dor física, na hora de ser avaliado qual tratamento médico deve ser aplicado na busca pela saúde… leia até o fim pois o conteúdo desse texto também pode te ajudar! 🙂

Como eu dizia no começo, muitas pessoas ainda acreditam que manga com leite é uma combinação mortal para o organismo. O que essas pessoas não sabem é que essa suposta verdade foi inventada pelos portugueses nos idos tempos do Brasil colônia. A natureza era muito mais rica na produção das mangas, nos locais onde os portugueses tinham suas fazendas e exploravam o trabalho escravo dos afrodescendentes. Para evitar que esses mesmos escravos entrassem nas cozinhas e roubassem o leite, que era um alimento destinado apenas para elite de então, foi dito aos negros que tomar leite e comer manga era veneno. Sendo a manga um alimento praticamente gratuito nas fazendas e o leite, resultado de um trabalho com o gado.

Desde então essa verdade inventada foi passando de geração em geração até chegar nos dias de hoje. Ainda hoje há quem tenha medo de comer manga e depois beber leite, ou mesmo fazer a mistura por meio de uma vitamina. Mas agora que você já sabe a verdade, pode decidir se prova ou não, dessa combinação de dois alimentos que não são venenosos (pelo menos para a maioria das pessoas… se levarmos em consideração os alérgicos ao leite ou a manga).

Essa questão da ‘Manga com Leite é veneno’, me fez pensar que, há muitas outras verdades inventadas nas quais as pessoas acreditam e por conta dessas crenças acabam por não vivendo uma vida plena. A tal depressão da qual falei logo no começo do texto, pode ser resultado de uma porção de pensamentos que a pessoa foi acumulando, criando verdades distorcidas, as quais acabaram por levar a pessoa ao que chamamos de fundo do poço.

Eu usei o termo verdade inventada, pois é bem conveniente, ao invés de dizer logo de cara que é uma mentira. Você sabe o quanto é ofensivo chegar pra uma pessoa e dizer que a verdade na qual ela acredita é uma mentira? É muito delicado. A gente não gosta de se sentir enganado. Frustração, raiva, tristeza, normalmente são essas emoções negativas que incomodam uma pessoa que foi enganada.

E se boa parte das verdades nas quais você acredita não passassem de verdades inventadas? O que você faria? Como o assunto pode ser longo vou tratar dele noutro momento.

O que podemos fazer agora é aproveitar o sabor da manga com leite se assim quisermos, sem o medo de que a nossa vida seja abreviada.

Beijo pras amiggas!

Esquinas

Esquinas - EuGordinha

Tenho andado no meio de muita gente viva, por isso, de repente, tanta morte se acomete e tira de perto de quem conheço quem se ama. A minha relação com a morte é serena, ela pra mim é uma pequena curva na esquina. Quem cruza a rua e vai ao outro lado da calçada e segue até o fim da rua e vira e vai embora, a gente não vê mais do mesmo jeito que via antes – assim é a morte pra mim.

O coração de quem fica, fica desajeitado dentro do peito, com o peso da dor e da saudade. A cabeça pesando, lembranças podem doer. Mas a morte pra mim é como uma entrega, a gente devolve o que nos foi dado. Pra quem fica é preciso seguir adiante. Lá na frente, não muito distante, mesmo que demore mil anos, há uma curva na esquina. Não existem esquinas retas na vida. A vida tem hora que nos deixa ver essa geografia dura e real, ai de quem se negar o direito da verdade por puro medo do desconhecido. Se a gente não pode com o mistério da vida, não precisa fugir dela só por isso. A gente já foge tanto da vida por medo dela em tantas outras coisas. Não precisamos fugir do inevitável. Toda rua dá uma quebra, faz curva em algum momento. Mas é tudo só passagem. Mais adiante é que a gente vê melhor a paisagem e ai aprende a lidar melhor com o começo e fim da vida. O que importa é o meio e o recheio que a gente põe na vida. Não foi a gente quem decidiu começar com a vida, não seremos nós os responsáveis em decidir seu fim. O que nos cabe é o meio, viver, fazer a nossa parte.

P.S.: Que o Consolo divino alcance os corações dos que conheço e de quem ouço falar, os que nos últimos dias tiveram suas despedidas.

Morte - EuGordinha

Leonardo Ladislau

Dor