Uma Vida Repleta do que nos Faz Bem

O que te Faz Bem?

Nossos pensamentos são uma das fontes que temos na vida de onde surgem as coisas que compõe a nossa REALIDADE. O que é REAL na sua vida, sempre vai passar pela sua mente, você sempre vai PENSAR naquilo que considera ser uma realidade.

Sendo assim, você pode ESCOLHER em qual realidade viver, na medida em que escolhe em quais ideias pensar e quais ideias dispensar. Faz sentido pra você?

Algumas ideias nas quais pensamos tem o poder de elevar nosso emocional nos dando uma energia para ficarmos motivados e agindo em prol de nossa felicidade e Bem Estar, seja físico ou mental.

Outras ideias acabam nos abatendo e nos deixando mais tristes do que o que seria o suficiente para nos fazer reconhecer que precisamos mudar para melhorar. O que acontece quando num jardim acidentalmente sua mão esbarra num espinhal e no seu dedo a dor indica que há um espinho? A gente não procura uma forma de arrancar o espinho de onde ele causa ferida e dor? Algumas pessoas mesmo sentido dor física e emocional, continuam seguindo na vida como se não estivessem com um espinho encravado em seus corações. Essas pessoas nem sabem que existe um mal prejudicando suas vidas. É como se fosse um tipo de cegueira.

Algumas pessoas mantêm um padrão de pensamento cheio de ideias que sempre a colocam pra baixo e a fazem se sentir mal consigo mesmas. E isso acontece simplesmente porque essas pessoas ainda não atentaram que podem TROCAR alguns pensamentos por outros e assim começar a trilhar um novo caminho na vida, mais excelente e mais feliz!

Faça sua escolha hoje e perceba em quais pensamentos vai permanecer caminhando e quais vai abandonar hoje mesmo, agora mesmo.

Abraço pras amiggas!

 

Recomeços

Recomeços - EuGordinhaFaz uns anos eu comecei com esse blog e meu intuito era estar conversando com as meninas gordinhas no mundo virtual, tal qual conversava com as minhas amigas mais próximas que me incentivaram a falar com mais pessoas o que a gente já acontecia no particular.

Naqueles tempos não se falava tanto em Gordofobia, não haviam movimentos ativistas em prol das mulheres gordinhas para que se empoderassem como acontece hoje em dia. Aos poucos o movimento plussize foi tomando forma na moda, na mídia, na cabeça de muita gente que não enxergava a mulher gorda como ela de fato é. Pra falar a verdade, ainda há muita gente que não enxerga a mulher gorda como sendo uma mulher, uma pessoa, um ser humano e vivo como tantos outros que existem. Tem vez que nem a própria mulher se enxerga como deveria.

Ser gorda ou ser magra, se mulher, ser humano, ser menina, jovem, idosa, ser pessoa. Por qual motivo será que o SER em si carrega tanta complexidade? Por qual motivo será que EXISTIR em alguns momentos parece ser algo tão difícil?

As respostas para essas e outras perguntas me motivam a sempre estar buscando os melhores caminhos para a vida. Alguém já disse com muita propriedade que:

“A vida é simples, somos nós quem a complicamos”.

Faz sentido pra mim. Muitas vezes é isso mesmo.

Viver pode ser simples e fácil, assim como pode ser complexo e difícil. Vai depender muito de nós mesmos, da forma como vamos perceber e encarar as coisas que acontecem dentro e fora de nós.

Se antes a minha intenção era conversar com as meninas como fazia com as minhas amigas, proporcionar um outro ponto de vista mais positivo sobre a vida, hoje a intenção mudou. Quero encorajar a todas as mulheres gg, que tomem o posicionamento de serem livres para existir, pois uma das melhores experiências na vida é sentir-se livre para ser quem queremos ser.

Retomo a escrita aqui no blog e a atuação nas redes sociais, com intuito de compartilhar conteúdo que fortaleça quem podemos ser de dentro pra fora. Hoje eu sei que dentro de nós há muito mais do que potencial de vida, há potencial de realização e de felicidade. Mas esse potencial não se transformará no Bem que possa nos trazer, simplesmente estando lá, quietinho dentro de nós. Precisamos pegar a semente e plantar na terra se quisermos ver o broto, as folhas, flores, frutos. Se quisermos ser felizes nessa única vida que temos, teremos de agir para que essa felicidade aconteça. A vida por si só já é um milagre que acontece, mas nem todos nós reconhecemos isso ao ponto de desfrutar.

Forte abraços para todas as amiggas!

“Pronta para Mudar?”

   

image

“Pronta para Mudar?”
Por Valquíria

Esse foi o questionamento feito a mim hoje enquanto fazia uma breve retrospectiva de minhas experiências amorosas.

Quem me fizera tal questionamento? Eu mesma, depois de perceber-me descontente com os resultados obtidos, mas tão difícil de entender e ouvir aquela voz que brotava do mais íntimo do meu eu, era admitir que esta sem dúvidas tornara-se a proposta mais coerente que eu me teria feito, após muitos anos de insistência e aceitações sem quaisquer perspectiva.

Sim. Era chegada a hora e agora?

Mudar não é um ato tão simples, que precise apenas de um ok para tornar-se real e o mais complicado ainda estava por vir. Mudar o que?

Foram frações de instantes até entender o que estava acontecendo, mas uma vez o telefone não tocou.

É. Afinal o que esperar das minhas indecisões e da falta de atitude?

Aquela sem dúvidas era uma manhã nada peculiar, meu coração como um cronômetro descompassado lembrava-me que o tempo não espera e que o instante a ser aproveitado é o agora.

Nunca havia ouvido tão alto e forte a vida em mim, pulsar e ordenar-me que tomasse uma nova atitude, deixando de sufocá-la em meio a tantas desculpas e porquês.

Agora já não havia como voltar atrás, a opção estava posta: era recomeçar ou recomeçar.

Fácil? Não. Mas necessário. Era o que meu eu dizia em alto e bom tom encorajando-me a sair de minha zona de conforto e aventurar-me nesta nova aventura que é escrever uma nova página de nossas vidas, deixando pra trás os vícios e mesmices que nos aprisionam e nos levam a cometer os mesmos erros e a sofrer os mesmos males.  

Chega! Essa era eu mesma, respondendo sim, na convicção que o passado suas mazelas, desacertos e desenganos não farão mais parte de minha vida, pois acima de tudo proponho-me a ser feliz, e por mais doloroso que seja eu decido: Estou pronta para mudar; meu eu, meu destino, minha vida.

image

Da Felicidade de Hoje

não se preocupe

Logo assim que a gente nasce o nosso corpo tem um limite de tempo para estar vivo, é como se fosse um prazo de validade. Por mais que cuidemos de nossa saúde bem, faz parte da vida ter um limite assim, delicado dentro do qual procuramos viver o melhor possível.

Já que é assim, cada dia que passa é um tempo que vai e não volta mais. O que fazer de um dia inteiro com as suas horas? Muitas vezes queremos viver uma alegria que supomos estar num futuro breve ou distante… mas na maioria das vezes nem percebemos que o futuro ainda não existe a não ser em nossa imaginação.

A única coisa que temos palpável realmente é o hoje. O dia de hoje, o já, o agora. Há porções de felicidade espalhadas por onde quer que andemos. Mesmo no meio das dores e dificuldades que temos de enfrentar também todos os dias. Podemos por na balança o que nos acontece de bom e de ruim, e principalmente o que fazemos para o nosso dia ser bom ou não… (infelizmente às vezes nós contribuímos para nossa própria infelicidade… nada que uma boa aprendizagem nos corrija a rota e nos deixe felizes).

É bom viver o hoje no melhor que ele tiver, mesmo que tenhamos fome de ser feliz não só por hoje mas por toda a vida.

A Melhor Amiga

Amigas EuGordinha

Enquanto você não estiver disposta a ser a sua melhor amiga, não pode reclamar das falsas com as quais se obriga a conviver. Se bem que não existe falsidade na amizade, não é mesmo? Desde o momento em que faltou verdade, já não há mais amizade.
Sem falar que reclamar das falsas também não vai mudar muito a sua vida pra melhor.

Velho é o teu Passado!

Usuária mais velha do Facebook tem 105 anos

Com mais de um século de vida, Edythe Kirchmaier também trabalha como voluntária, tem iPad e, ainda por cima, dirige

Edythe Kirchmaier já conta com mais de 23.200 seguidores em seu perfil no Facebook / Créditos: Reprodução (Facebook Edythe Kirchmaier)

Edythe Kirchmaier já conta com mais de 23.200 seguidores em seu perfil no Facebook / Créditos: Reprodução (Facebook Edythe Kirchmaier)

Edythe Kirchmaier mantém uma rotina agitada aos 105 anos de idade. Ela atua há 40 anos como voluntária, dirige, também faz artesanatos, joga paciência, lê emails no iPad mini que ganhou de Natal e é a usuária mais velha registrada no Facebook, no qual tem mais de 23.200 seguidores.

Edythe Kirchmaier (2)

Mesmo na rede social, Edythe não larga o lápis e papel. Créditos: Reprodução (Facebook)

Em seu perfil na rede social, consta que Edythe tem mestrado em Trabalho Social na Universidade de Chicago e, entre as cinco páginas que curte por enquanto, está a Direct Relief International, insituição filantrópica que apoia e pela qual faz campanha.

Edythe entrou no Facebook há apenas um mês e desbancou Florence Detlor, de 101 anos, do posto de usuária mais velha. Quando ela se cadastrou para participar da rede social, o Facebook chegou a não reconhecer sua data de nascimento, dizendo ser inválida. Três semanas depois, a terminou os ajustes para permitir o cadastro de Edythe, cujo ano de nascimento é 1908.

Edythe, que aos 105 anos, teve problemas no momento de registrar sua data de nascimento no Facebook, participou do programa The Ellen DeGeneres Show. Créditos: Reprodução (Facebook Edythe Kirchmaier)

Edythe, que aos 105 anos, teve problemas no momento de registrar sua data de nascimento no Facebook, participou do programa The Ellen DeGeneres Show. Créditos: Reprodução (Facebook Edythe Kirchmaier)

Mesmo conectada à rede, ela não larga lápis e papel, todas as quintas-feiras, marca presença nos escritórios da Direct Relief para escrever cartas de agradecimento às pessoas que apoiam a instituição.

Edythe é viúva, foi casada por 70 anos e tem dois filhos. O segredo para a longevidade é viver um dia de cada vez com muita alegria. Na mesma época em que entrou no Facebook, Edythe também passou no teste de renovação da carteira de habilitação.

Como muita gente faz, Edythe também postou fotos suas de quando era jovem em seu perfil no Facebook / Créditos: Reprodução (Facebook Edythe Kirchmaier)

Como muita gente faz, Edythe também postou fotos suas de quando era jovem em seu perfil no Facebook / Créditos: Reprodução (Facebook Edythe Kirchmaier)

Fonte Redação Galileu

Tempo

tempo e dinheiro EuGordinha

“Tempo é dinheiro” – quem já ouviu isso?. Esse modo de pensar é fruto de um sistema econômico chamado CAPITALISMO, onde o objetivo é produzir e vender e acumular riquezas materiais… com qual objetivo? TER, TER, TER. Pra quê? Pra poder comprar coisas e desfrutar delas… coisas, objetos, situações, e… pasmem… pessoas! 😦

Amor, afeto, carinho, cuidados (coisas essenciais ao ser humano) não se compram. A quem compre sexo na prostituição e na pornografia, mas isso é apenas prazer e prazer apenas não satisfaz. Só satisfaz por um tempo. Precisamos de prazeres mais profundos. E os prazeres mais profundos não tem preço.

Precisamos ter o cuidado de não deixar que certos modos de pensar nos moldem nos seus padrões, porque eles serão terrivelmente prejudiciais ao nosso coração. Cuide bem do seu coração porque não há pessoa mais indicada a fazê-lo.

Use do seu tempo com SABEDORIA. O tempo é um bem limitado. A vida acontece num período de tempo que não há como ser comprado. Cada qual tem uma porção e pronto. Então faça bom uso do tempo.

APROVEITEMOS a vida com responsabilidade e ousadia!

Mudanças

Qual a função de um artista? De um escritor ou poeta – que é quem trabalha com a matéria-prima palavra e faz dela seu tudo e nada? No meu ver a função do artista das palavras é criar um mundo dentro do qual o leitor habite por momentos e veja a vida diferente.

Hoje de manhã vivenciei isso e a sensação foi muito boa. Preferi omitir em parte o nome da autora para preservar sua privacidade…

Cidade de Interior - foto meramente ilustrativa

Cidade de Interior – foto meramente ilustrativa

Pessoas lindas que estão varadas de saudades de mim, mudei, estou em outra cidade, amei a cidade, a minha rua, a minha casa, é tudo tão perfeito que tenho medo de acordar e ver q estava só sonhando, mas agora a pouco acabei de ver um matuto lindo vestido de cinza olhando pra mim, e percebi, é estou acordada… hehhe…gostei das pessoas, o bairro onde moro é uma delicia, faço caminhada quase todos os dias, bebo água de coco, volto pra casa com pão quente durmo cedo, acordo cedo, moro com uma família de marimbondos africanos lindos e nada amistosos, estamos em negociação por uma vizinhança pacífica, as pessoas são tranquilas educadas, dão bom dia e ainda sorriem pra vc….agora estou só na espera de que meu trabalho comece e que minha felicidade se torne completa…

D.S.

 

Viver

É necessário que tenhamos o olhar aberto pra VER a preciosidade de estar vivos, mesmo que seja difícil em algumas situações.

Perdão & Qualidade de Vida Emocional

Se uma pessoa me fere e me magoa, posso escolher perdoar. O perdão é uma decisão, não é uma sentimento que espero acontecer pra só então agir. Se depender das emoções para perdoar alguém, isso pode nunca acontecer. Toda ofensa fere as emoções e uma emoção que não foi tocada pelo pensamento certo a respeito do que aconteceu, permanece ferida. Perdoar, ainda que envolva a pessoa que nos ofender, é como por a mão onde nos dói e arrancar o espinho que nos espetaram. Perdoar é saudável para quem o faz. Por mais difícil que pareça. Depois de um pouco de prática a gente percebe a diferença na qualidade de vida emocional, mental e física. Até o corpo nos agradece quando nos perdoamos até mesmo quem não merece – principalmente esses, que são os mais ofensivos e prejudiciais.

 Agora se a pessoa a quem perdoei não tem a mínima disposição para rever seus conceitos e mudar suas atitudes, eu já não tenho necessidade alguma de estar por perto, me arriscando a ser ferido novamente.

 Quando perdoamos, é como se jogássemos fora o lixo emocional que a ofensa produz dentro de nós. Agora, servir de depósito de lixo emocional ao lado de quem nos ofende, isso não é pra nenhum ser humano. “Antes só, do que mal acompanhado”, já diz o ditado.

 É claro que cada caso é um caso. Estou pensando na questão de alguns casamentos e outras questões de família… mas isso é outra postagem.

Pedras no Caminho

Bailarina Blog EuGordinha“Um rio chega no mar porque aprende a contornar as pedras pelo caminho.” (anônimo)

Alguém sabe como viver essa tal atitude do rio na prática? Tem gente que sim. Já os conheci na vida. Tem um ritmo bem diferente da maioria das pessoas, um ritmo mais suave, nem lento nem rápido demais, na medida. São pessoas que estão aprendendo [eles sempre sabem que a vida é uma aprendizagem, estão dispostos a não se acharem sabedores de tudo por mais sabedoria que tenham alcançado… Sabe o que é ser sábio? Pra mim é ter na palma da mão um pouco d’água pra quando houver sede, sendo a mão o único utensílio verdadeiramente seu que Deus te deu… mas o sábio tem seu pouco d’água na palma da mão e ainda sabe como fazer pra cavar seu poço em meio ao deserto que estiver]. Estou na minha aprendizagem também…

Merda, acontece. Esse deveria ser o título da postagem de hoje, mas achei por demais agressivo e revoltado. As merdas que acontecem na vida são situações adversas que nem sempre dependem do que tenhamos feito. São efeitos colaterais da imperfeição humana, da imperfeição da vida… Nem venham me dizer que a vida é perfeita e que somos nós que a estragamos. Não estou sendo pessimista ou amarga, estou dizendo que na REALIDADE dos fatos, acontecem coisas boas e ruins. O grande lance vai ser tirarmos vantagem de tudo que nos acontece.

joelho feliz e joelho triste

Qual a lição que posso tirar do que me aconteceu de ruim?

O que eu posso aprender com isso?

Como é que isso me torna melhor do que eu tenho sido?

O melhor de mim tem de vir à tona com as dificuldades. Tenho de aprender a tirar o melhor de mim. William Douglas hoje em dia é professor e Juiz, mas para passar no tão sonhado concurso público, ele teve de fazer várias provas e aprender com cada uma delas como não passar em uma. William escreveu um livro muito bom chamado, “Como Passar em Provas e Concursos”, para os concurseiros de plantão é uma leitura obrigatória. Ele me serve de exemplo de pessoa que aprender a tirar o melhor de si em meio às adversidades.

“A maior conquista de um homem é superar seus próprios obstáculos”

William Douglas

Pra Quem Estuda Idiomas

A 4x4 segment panorama of the Coliseum at dusk...

Coliseu de Roma, imagem via Wikipedia

Hummm… que delícia! Tal como comer pra mim é um dos maiores prazeres da vida, falar, me expressar, abrir o verbo (ou melhor, conjugar o verbo), também é muito delicioso. Ainda mais quando se está aprendendo outro idioma. Além do já obrigatório Inglês que temos de aprender, outro idioma de sua preferência seria muito bom em caber na sua língua – não apenas pra ficar bonito no currículo na hora da conquista de uma vaga de trabalho, mas pra seu crescimento pessoal mesmo. Fiquei muito feliz noutro dia quando estava numa livraria vendo as novidades emeus olhos passearam pela fileira dos livro nacionais e foram aos estrangeiros, lendo sem dificuldades os títulos em francês e eu nem tinha me dado conta da tradução automática que meu cérebro estava fazendo com o pouco que eu sei desse idioma delicioso… só fui perceber quando dei de cara com títulos em Japonês! :$ arrgh! (ainda não sei quase nada, embora ame os Mangas e Animes Japoneses! rsrs). Quem aprende outro idioma abre as portas para ir ao mundo e conquistar seus sonhos. E a liberdade é um dos maiores dons da vida. Portanto, se esforce e aprenda mais um idioma. Seja mais livre.

Para uma ajudinha extra nesse sentido, achei um site MARAVILHOSO pra quem sente dificuldades na hora de conjugar alguns verbos ITALIANOS

Clique na imagem para acessar o site

No Verbos Italianos, você tem a possibilidade de pesquisar pelo verbo em italiano e ele mostra todas as conjugações possíveis em todos os tempos. Muito Lindo! Bem pra quem curte, aproveite. Se vocês encontrarem outros sites do gênero, deixem a dica nos comentários.

Dia de Faxina!

Hoje o texto é de uma amiga:

Hoje estava conversando com um amigo virtual e resolvi posta um pouco da nossa conversar,aquela conversar havia me inspirado em uma faxina na minha vida e precisei ter a coragem pra recomeçar. . E, hoje estou indicando aqui esta faxina

Quantas e quantas vezes tivemos que recomeçar. Começar tudo de novo. Abrir uma nova página. Arrancar. Amassar e jogar fora páginas passadas. Quem ainda não disse para si mesmo: Levanta. Sacode a poeira e dá volta por cima. Quem não sofreu por amor que atire a primeira pedra. Quem não se dedicou inteiramente a alguém e este alguém simplesmente um dia repentinamente, pede para deixá-lo em paz. Quem não perdeu alguém que ama que passou a brilhar na constelação eterna? Um sentimento indizível…! Uma saudade infinita…! Só quem já passou é capaz de compreender tal sentimento. Quem nunca se sentiu sozinho em meio a uma multidão? Bastava um olhar, um sorriso, uma palavra tua. Mas, sabia que nunca mais voltaria, nunca mais a teria. Quantas e quantas vezes fazemos promessas a nós mesmos de mudança de vida e não conseguimos cumpri-las. Quantas vezes até escrevemos atitudes a serem assumidas por nós. Mas, elas não saem do papel. Quando tiramos para fazer uma faxina geral, tudo isto vem à tona: Nossos entulhos, nosso lixo mental, nossas bugigangas. É preciso paciência e decisão. É preciso separar, selecionar. O que for possível reciclar, levar a uma usina de reciclagem. O que não for, jogar fora. Numa faxina da vida jogue fora tudo que te faz mal, que atrapalha tua felicidade. Escolha ser feliz. Junte somente o que te faz feliz. Nunca junte entulhos. Não acumule lixo de maneira alguma. Ele sempre faz um tremendo mal. Não tenha medo de fazer quantas faxinas se fizer necessário por dia, por semana, por mês, por ano. Mantenha sua vida sempre arejada, retirar tudo que não presta e colocar a energia para circular. Para quê conviver com pessoas e coisas que nos fazem mal? Para quê continuar a viver em situações desagradáveis, que não dá nenhum pingo de prazer? pois todos merecemos o melhor e ser felizes, mas ser feliz é para quem quer, então queira dar uma FAXINA em sua VIDA!

Pre-Ocupações

Jogo de Xadrez, preocupação, EuGordinha

Aprendi que não adianta me “pré-ocupar” com as coisas que podem acontecer, quando elas ainda não aconteceram. É como um jogo de xadrez: Você pode imaginar todos os lances do adversário, mas só vai tomar uma decisão real, quando ele mover a peça escolhida por ele. A vida é mais complexa do que um jogo de xadrez. As pessoas não são meus oponentes. Nem mesmo nos negócios, os concorrentes são meus oponentes… pois no fundo acredito e vivo uma certa realidade, que o que é MEU é MEU e pronto, ninguém toma. Eu posso desperdiçar o que e meu e ai, então, outra pessoa se favorece com o que deveria ser meu… mas isso é uma outra história.

Mayara Russi – Modelo Plus Size, Batalhadora & Vencedora

Mayara Russi - EuGordinha

“Uma pessoa batalhadora que corre atrás dos seus sonhos independente da opinião de qualquer pessoa.”

Domingo, 31 de julho de 2011. Estava eu com minhas palavrinhas num texto, e de vez em quando dando uma olhada no twitter. Quando começaram a surgir pessoas comentando a entrevista de Mayara na Gabi. Uhhh, legal. Mas a princípio não liguei a TV pra assistir, sabendo que depois poderia fazê-lo nessa ferramenta boa que é a Internet. No diz seguinte eu comecei a me surpreender com um pouco do que a menina expôs de sua vida. O que posso dizer dela pelo que vi até agora? Que ela é mulher, mãe, modelo plus size, batalhadora, vencedora (inclusive, venceu um câncer,

Algumas lições que aprendi:

  • Fama não é sucesso. Sucesso é conseqüência de esforço e trabalho bem feito.
  • Amar a si mesmo traz um bem estar que contagia os outros ao seu alcance.
  • O preconceito é uma praga, doença infeliz que ataca invisivelmente.

Seguem abaixo, os vídeos com a entrevista dela no programa da Gabi.

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4(final)

A Bolsa de Grife Nossa de Cada Dia

Quantas vezes nos vemos refém de um sentimento de tristeza, uma coisinha chata que fica nos perturbando o coração como se fosse uma pedrinha no sapato. Às vezes, o que é mais triste, nem sabemos o motivo de estarmos tristes. Então um escape, um modo de fugirmos da dor incômoda bem rapidinho é pegar a bolsa, o cartão de crédito, o talão de cheques, o nosso rico dinheirinho e ir às compras. Toda mulher sabe que fazer compras dá um baita prazer queria usar a palavra tesão, mas pode parecer exagero. KKKKKK

O que não precisa acontecer é a gente ficar refém desse tipo de situação, porque acaba trazendo desperdício de dinheiro, em alguns casos, arrependimentos desnecessários. De certo modo nos ensinam desde que nascemos que ter coisas pode nos fazer felizes, de bem com a vida e tal. Mas na verdade as coisas não funcionam assim. Precisamos ter noção real de nosso valor próprio, pra não depender de coisas ou até mesmo pessoas.

Estava pensando nisso depois de ouvir uma canção onde Vanessa da Mata fala de uma tal bolsa de grife que lhe prometia a cura pra seu mal… e no final um amigo acabou comprando um carro pra se curar do mal… cada um tem seu mal pra ser curado. Mas não vai ser uma bebida especial, um objeto desejado que nos curará do mal…

Vanessa da Mata – Bolsa de Grife

Comprei uma bolsa de grife

Mas ouçam que cara de pau.

Ela disse que ia me dar amor

Acreditei, que horror

Ela disse que ia me curar a gripe

Desconfiei, mas comprei

Comprei a bolsa cara pra me curar do mal

Ela disse que me curava o fogo

Achei que era normal

Ela disse que gritava e pedia socorro

Achei natural

Ainda tenho a angústia e a sede

A solidão, a gripe e a dor

E a sensação de muita tolice

Nas prestações que eu pago

Pela tal bolsa de grife (2x)

Nem pensei Impulso

Pra sanar um momento

Silenciar barulhos.

Me esqueci de respirar

Um, dois, três Eu paro

Hoje sei que tenho tudo

Será? Escrevi em meu colar

Dentro há o que procuro

Ainda tenho a angústia e a sede

A solidão, a gripe e a dor

E a sensação de muita tolice

Nas prestações que eu pago

Pela tal bolsa de grife (2x)

Meu amigo comprou um carro pra se curar do mal