Aos Homens Pequenos e As Mulheres Grandes

Achei maravilhoso e esclarecedor esse texto da Ana Carolina Rezende e peguei pra postar aqui. Aproveitei uma outra postagem da Bianca Gordinha pra trazer à tona algo sério sobre o que dizer. É muito comum ler reclamações das meninas sobre uns rapazes que aparecem nas redes sociais e na vida real. É só uma amostra, não representa o mundo como um todo, mas… segue…

Sobre a Auto-Estima e a Sedução – Parte I

“Estou sendo levada a acreditar que muitos homens acham que nós que estarmos acima do peso estamos com uma péssima auto-estima, sendo assim seria um favor que eles nos fazem de enviar mensagens induzindo ao sexo. Estou deletando vários “amigos” do face por causa do assédio negativo, e por fim nem estou mais aceitando alguns convites de amizades.” Bianca Gordinha.

Sobre a Auto-Estima e a Sedução – Parte II

“Gosto não se discute e deve-se respeitar. Mas, só para citar como exemplo, alguns homens preferem estar ao lado de uma mulher magra e burra do que ao lado de uma mulher inteligente, descolada, culta, educada e gorda. E isso serve também para mulheres que preferem homens sarados e acéfalos, a estarem ao lado de homens inteligentes, que as valorizam e gordos. Sinto pena de gente assim, e quem for do sexo masculino e não quiser se aproximar de mim por causa do meu peso, por favor, não se aproxime mesmo, quero avisar que está me fazendo um grande favor, poupando-me e se poupando, porque minha preferência é por homens de verdade. E para aquelas que possuem ‘namorados’ que sentem vergonha de assumirem o ‘compromisso’, de as apresentarem para os amigos, digo para se valorizarem mais, porque se não, sempre terão como ‘companheiro’ alguém que pensa ser homem, mas que não passa de moleque. Felicidade alheia incomoda, e se vier de uma gorda incomoda muito mais. Eu sei, eu sinto. Mas desenvolvi um trabalho mental de auto aceitação e amor próprio que excluiu da minha vida a vergonha de ser quem eu sempre fui: uma mulher gorda que tem todo o direito de ser e estar feliz, de buscar meu caminho, de lutar por meus sonhos e de não aceitar ser discriminada pelo tamanho do meu corpo. E de excluir da minha vida qualquer um que queira me fazer sentir menos do que sou. Sou uma mulher acima do peso e sou feliz. Gosto de mim, aliás, me amo, exalo sensualidade, carisma, alegria de viver e aprendendo a encarar a vida sem medo do que os outros vão dizer, porque falar eles falam mesmo e minha energia é poderosa e abençoada demais para ser gasta me preocupando com esse tipo de coisa, prefiro investi-la no meu crescimento e aprimoramento intelectual e emocional. Hoje, percebo que o que incomoda mais as pessoas não é o meu corpo roliço, mas a leveza da minha alma, o desprendimento que tenho em relação ao que prega o preconceito, e o amor próprio que faço questão de ressaltar. O incomodo que estas pessoas sentem é pela felicidade que tenho, e que elas, inconscientemente talvez nunca vão possuir, porque perdem tempo e energia demais em invejar o outro ao invés de ir atrás do que lhes é de direito, o direito de serem felizes. Não tenho um pingo de vergonha do que sou e de como estou, e por isso que digo: Sou gorda sim, e por que não?” Ana Carolina Rezende

 

Don Juan de Marco (Filme)

Don Juan de Marco EuGordinha
Romantismo à perder de vista…

Quem não gosta de um filmezinho romântico de vez em quando? Pergunto às meninas, se bem que alguns rapazes também gostam de romantismo, quando entendem que suas namoradas ficam muito mais receptivas aos seus carinhos e afetos quando os mesmos acontecem recheados de um clima doce e gostoso.

Bem, puxando pela memória, lembrei de um filme de 1995 onde o ator Johnny Deep (lindíssimo segundo opinião de umas amigas minhas na época) faz o personagem de um jovem que diz ser Don Juan, e Marlon Brando, como o psiquiatra que tenta ajudar o jovem a sair de sua triste situação de paixonite aguda, mas ele mesmo é quem acaba sendo ajudado tomando um gosto maior pela vida.

Só pra relembrar ou despertar a curiosidade, deixei esse trecho do filme pra ver…

À Favor do Conteúdo

Ovos - Conteúdo - EuGordinhaQuem já teve a surpresa de pegar um ovo e perceber antes mesmo de abri-lo que o mesmo está vazio? Qual a utilidade de um ovo vazio? No máximo, sua utilidade será meramente decorativa. A essência do ovo é a clara e a gema, sem desprezar a casca, é claro.

Eu comecei pelo ovo para adentrar no conteúdo humano. Tenho uma irmã que reclama com freqüência, e com razão, de que os homens ultimamente estão SEM CONTEÚDO. Imaginei ovos vazios andando por ai. Não que os homens todos estejam TODOS vazios. Seria burrice minha dizer isso. Até porque, os ovos vazios podem ter ar dentro deles. Agora, que tem acontecido com freqüência assombrosa de eu ouvir a mesma coisa, sim, isso tem acontecido:” O carinha vem sempre com os mesmos assuntos, as mesmas perguntas dos outros carinhas!!!” Ouça as meninas reclamando. Parece que está havendo um esvaziamento mental dos sujeitos homens. Isso tem irritado muitas meninas que se dão ao valor de não sair ficando com qualquer um… Não estou chamando os homens vazios de “quaisquer uns” – estou dizendo que eles estão se colocando nessa situação. Já me disseram que também tem muitas meninas vazias por ai e por causa disso os homens não tem tido estímulo de se encher de algum conteúdo. Mas, calma ai, parece epidemia. Se fosse apenas na Balada, nas famigeradas salas-de-bate-papo, nos bares da vida… locais assim mais corriqueiros, onde se tem mais chances de você encontrar com um cara que está só afim de curtição mesmo… mas não, está acontecendo em lugares onde a gente tem um pouco mais de tempo extra pra desenvolver um relacionamento: faculdade, clube, aquele amigo do seu irmão que passa algumas horas na sua casa pra resolver alguma coisa e tal… aquele amigo do seu primo que veio com ele na cidade fazer não sei o quê, e olho pra você e você pensou que ele ia vir com alguma surpressa. Depois do primeiro olhar, do arrepio na espinha, uma troca de palavras e… poucas idéias interessantes. Eu acho que não estou falando apenas com as meninas ditas “intelectuais”, né mesmo? Estou falando com meninas comuns, que gostam de conversar de tudo um pouco, sobre assuntos diversos, e que não estejam interessadas em apenas ter por perto um carinha que após a quinta perguntinha básica, já queira saber se estou disponível pra um beijinho… isso é muito baixo. Cadê a sedução, a conquista, o investimento de tempo e inteligência? Os carinhas por ai estão precisando aprender muitas coisas… será que vamos ter de ficar esperando que eles envelheçam pra amadurecer um pouco? Se bem que tem alguns homens que também envelheceram e não amadureceram nada. Ai ai,  sessão desabafo por aqui… que alguém nos ouça e de algum modo contribua pra mudança de situação.