Manga com Leite, Mata?

Achei essa imagem numa fanpage de humor…

Veja como são as coisas… durante muito tempo foi dito que chupar manga e tomar leite era mortal. Uma forma de se envenenar, querendo ou não! Já que estamos em setembro, mês no qual as autoridades de saúde, inclusive mental, estão em campanha contra o suicídio, contra a depressão, é bom que seja dito: Querer se matar é um desejo natural de quem não consegue mais ter prazer na vida e a dor se tornou insuportável. É algo compreensível, quando muito se sofre na vida e não se enxerga meios para eliminar o sofrimento. Quem tenta se matar na verdade tenta eliminar a dor que sente, pois esse tipo de dor que leva uma pessoa a desejar a morte é muito profunda. Caso você que está lendo esse texto esteja com tais pensamentos, busque ajuda médica, profissional. Dor emocional é tão importante quanto dor física, na hora de ser avaliado qual tratamento médico deve ser aplicado na busca pela saúde… leia até o fim pois o conteúdo desse texto também pode te ajudar! 🙂

Como eu dizia no começo, muitas pessoas ainda acreditam que manga com leite é uma combinação mortal para o organismo. O que essas pessoas não sabem é que essa suposta verdade foi inventada pelos portugueses nos idos tempos do Brasil colônia. A natureza era muito mais rica na produção das mangas, nos locais onde os portugueses tinham suas fazendas e exploravam o trabalho escravo dos afrodescendentes. Para evitar que esses mesmos escravos entrassem nas cozinhas e roubassem o leite, que era um alimento destinado apenas para elite de então, foi dito aos negros que tomar leite e comer manga era veneno. Sendo a manga um alimento praticamente gratuito nas fazendas e o leite, resultado de um trabalho com o gado.

Desde então essa verdade inventada foi passando de geração em geração até chegar nos dias de hoje. Ainda hoje há quem tenha medo de comer manga e depois beber leite, ou mesmo fazer a mistura por meio de uma vitamina. Mas agora que você já sabe a verdade, pode decidir se prova ou não, dessa combinação de dois alimentos que não são venenosos (pelo menos para a maioria das pessoas… se levarmos em consideração os alérgicos ao leite ou a manga).

Essa questão da ‘Manga com Leite é veneno’, me fez pensar que, há muitas outras verdades inventadas nas quais as pessoas acreditam e por conta dessas crenças acabam por não vivendo uma vida plena. A tal depressão da qual falei logo no começo do texto, pode ser resultado de uma porção de pensamentos que a pessoa foi acumulando, criando verdades distorcidas, as quais acabaram por levar a pessoa ao que chamamos de fundo do poço.

Eu usei o termo verdade inventada, pois é bem conveniente, ao invés de dizer logo de cara que é uma mentira. Você sabe o quanto é ofensivo chegar pra uma pessoa e dizer que a verdade na qual ela acredita é uma mentira? É muito delicado. A gente não gosta de se sentir enganado. Frustração, raiva, tristeza, normalmente são essas emoções negativas que incomodam uma pessoa que foi enganada.

E se boa parte das verdades nas quais você acredita não passassem de verdades inventadas? O que você faria? Como o assunto pode ser longo vou tratar dele noutro momento.

O que podemos fazer agora é aproveitar o sabor da manga com leite se assim quisermos, sem o medo de que a nossa vida seja abreviada.

Beijo pras amiggas!

Tixa, tixa!

Coitada da tadinha! Kkkkkk. Me diverti hoje cedo quando li essa crônica de… suspense, terror, humor, página policial? Não sei… a crônica da Vanessa sobre seu final de semana aventuroso. Tudo por causa de uma lagartixa, jacaré, filhote de dinossauro. Compartilhando porque rir é muito bom. Alegra a alma e tira o peso das horas.

foto ilustrativa – veja a utilidade da bicha: limpar a casa

Bom Dia,
O dia está lindo hoje.
Porque tanta felicidade? – Simples!! – Sou linda, saudável, família linda, amigos perfeitos e pra comemorar com mais alegria a hóspede do meu quarto foi embora, sim e de uma forma trágica.
Como a maioria já sabe, desde sábado apareceu um jacaré no meu quarto (entende-se lagartixa), enorme e feia. Resultado do final de semana, eu não dormi no meu quarto com medo desse ser me engolir durante a noite.
Estava eu já deitada no outro quarto, quando mamys resolve ir para o seu quarto dormir (para quem não sabe o quarto dela fica parede com parede com o meu verdadeiro quarto, ou seja, o caminho era bem propicio que ela trombasse com esse temível bicho, ah sim, mamys também morre de medo), ai quando abriu a porta do seu quarto ela percebeu um vulto passando desesperadamente pela parede, quando ela olha, adivinhem?? Nada mais nada menos do q ela, a vadia da lagartixa. A bichinho obviamente estava com muito mais medo do que a minha mãe que estava parada na porta do quarto dela gritando com a esperança do meu pai acordar para vestir sua capa de super-herói e tirar aquele monstro gigante da parede…risos. Acontece que a pobre coitada da vadia da lagartixa começou a se desesperar e corria de um lado para o outro feito uma louca, achando que iria conseguir inventar um buraco ali na hora pra ela se enfiar e sumir. Mas como ela viu que não teria jeito, ela só pensou em uma única coisa, o suicídio!!! Lembrando que nesse meio tempo, minha mãe continuo gritando na porta do quarto e com muito custo o meu pai levanta com toda aquela “simpatia” dele, resmungando, xingando e blá blá blá. E os dois presenciam o trágico fim da pobre louca lagartixa. Ela se joga do teto e cai de cabeça no chão, ficando imóvel, dando os seus últimos suspiros e completamente arrependida de ter entrado dentro de casa. Ela tenta dar alguns passos, mas infelizmente não conseguiu. Ela teve traumatismo craniano ou se fingindo de morta.
Triste história, morro de medo, mas não sou a favor de matar, só não quero perto de mim. Meu pai teve a missão de pega-la e levar pra fora. E assim todos voltaram a dormir em paz. Ah, aonde eu estava a essa hora? Dormindo!! Pra vocês verem que se o mundo acabar eu morro dormindo, nada me acorda…kkkkkkkkkkkkkkkkk

E essa foi a minha aventura do final de semana.
Uma ótima semana para todos.
Beijos

CVV – Centro de Valorização à Vida

CVV Centro de Valorização da Vida - Blog EuGordinha

Como Vai Você?

Muitas vezes acontecem situações na vida tão desesperadoras (cada pessoa tem seu limite de suportar o sofrimento e a dor), que a mente perde a capacidade normal de raciocinar e a gente acaba não pensando direito sobre a vida e como fazer pra resolver alguns problemas. Algumas pessoas pensam em suicídio…

Hoje de noite sofri um leve abalo interior por causa de uma notícia: Um estudante se jogou do prédio no Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Ele era de Caruaru, estudava na FAVIP e tinha 29 anos. Aconteceu no dia 29 de Agosto de 2011. Mas pela breve pesquisa que fiz, já é o segundo caso nesse ano. Há tantos corações tremendamente doloridos por ai e nem temos nos dado conta disso…

Hoje eu coloquei um link aqui no blog pra o CVV – Centro de Valorização da Vida. Eles tem um trabalho 100% voluntário no qual conversam com as pessoas, oferecendo a devida atenção que em alguns momentos pode ser decisivo entre a nossa vida ou morte.

Como é o atendimento

O trabalho consiste no diálogo compreensivo e na doação incondicional do calor humano. O Voluntário trabalha no sentido de compreender a pessoa que procura o CVV, dessa forma, valorizando sua vida. O atendimento é feito por telefone, pessoalmente, por correspondência, chat ou e-mail. A pessoa que procura o CVV tem o sigilo assegurado, a total privacidade e anonimato. O atendimento ocorre em clima de profundo respeito e confiança. Basta que a pessoa ligue para o telefone 141, ou acesse o site www.CVV.org.br para falar com o Posto CVV de sua região.