Liberdade

Hoje eu em meio aos problemas vi uma imagem cativante… um tanto triste, mas eu acho que reparei na gaiola pendurada na árvore e vi uma liberdade possível. Lembrei de nossas possibilidades humanas, nosso poder interior dado pelo Eterno. Ele nos dotou de possibilidades. É preciso não ter medo de ser o que Ele nos fez pra ser. Escrevi um poeminha pra descontrair a criatividade

Liberdade

Eu passarinho, na solidão do ar

descobri que posso voar
sozinho.

E por mais que isso parecesse triste,
não foi… sim, foi assustador como a arma em riste
mas foi melhor do que ficar no ninho.

No ninho há conforto mas não há mudanças;
no ar, eu vejo o mundo em danças
e eu posso fazê-lo só ou contigo
se fores meus amigo
se não tiveres medo de voar.

Ainda Bem – Reflexão sobre a Canção com a Marisa Monte

Ainda Bem
Marisa Monte

“Ainda bem
Que agora encontrei você
Eu realmente não sei
O que eu fiz pra merecer
Você

Porque ninguém
Dava nada por mim
Quem dava, eu não tava a fim
Até desacreditei
De mim”

Infelizmente é assim que acontece com a maioria das pessoas. Não arrisco dizer que acontece com 100% das pessoas, pois sempre existem exceções. Mas normalmente a gente se acostuma a aprender as “verdades” por meio das pessoas ao redor. A gente costuma ver que uma coisa e bonita ou feia por causa das opiniões alheias, as pessoas que nos amam/ou não, os pontos de vista das pessoas ao redor.

Nesse trecho de canção da Marisa monte eu vejo algo assim: “Eu realmente não sei o que eu fiz pra merecer você”. Pra sermos amados temos de MERECER? Tem gente de quem gostamos de graça, eles não fizeram nada de especial pra que gostássemos deles. Afinidades, valores, mistérios em comum… nos atraem. Mesmo sem merecer, às vezes somos amados.

Outro pedacinho da canção: “Porque ninguém/ Dava nada por mim/ Quem dava eu não tava a fim/ Até desacreditei de mim”. Será que realmente temos de nos (des)valorizar por causa do que dão ou não dão por nós? A inveja às vezes faz com que nos ataquem. Como diz a frase: “Quem não brilha, odeia a luz alheia”. Pensem no caso de não se medirem pelos outros. Aprendam a se desfazer das réguas/regras que lhe ensinaram no sentido de se auto-avaliar. PRECISAMOS DE NOVOS VALORES! MAIS VALORES DE AMOR PRÓPRIO.