Amor Próprio

Amor Próprio - EuGordinha

“Se você não tem, carro próprio, casa própria, que pelo menos tenha AMOR PRÓPRIO!”

Amor próprio é quando a gente tem pela gente mesmo uma estima, um jeitinho de se dar valor que por mais que digam que valemos menos, sabemos que não. É um se olhar no espelho e se reconhecer como valioso, digno de amor, desejável… não para os outros mas para si mesmo, antes de ser para os outros. O exagero do amor próprio é um narcisismo onde podemos até mesmo ficar cegos, não reconhecendo mais a beleza e valor dos outros, dando exclusiva atenção a nós mesmos. O narcisismo me parece um amor próprio com defeito.

O bom do amor próprio, o ser saudável nele é ter consciência de modo pleno que os elogios dos outros são um reconhecimento justo e não algo que se deva buscar como um troféu. O bom do amor próprio é se amar não pelo que temos apenas de aparente mas pelo que somos e permanece. As coisas que estão dentro de nós podem durar muito mais do que as que estão por for.

Leonardo Ladislau

Anúncios

Delicadezas

amor delicado EuGordinha

O amor é feito de delicadezas,
Atos delicados,
Palavras delicadas, pensamentos delicados,
E vontade dedicada.
(Leonardo Ladislau)

 

Vida

vela_acesa

A vida é assim tão simples e frágil como uma chama de fogo na vela acesa. Tem sua calma, sua delicadeza e sua força. Que venhamos a aproveitar seu calor e luz e tempo… pois cada vida tem um tempo único sobre a Terra. Que nós não desperdicemos essa oportunidade.

Leonardo Ladislau

Aparências

“Não se deixe
iludir pelas aparências.
Cultive muito mais
uma essência pessoal
do que um valor passageiro.
No final das contas
ficam com a gente pelo que somos

e não pelo que aparentamos ser..”
Leonardo Ladislau

Dois Caminhos

“Todo dia a vida me dá duas opções de escolha: Fazer ou Não Fazer. Disso vai depender a minha felicidade.” Leonardo Ladislau

 

Desperdício

Leonardo Ladislau EuGordinha Blog EuGordinha

“Não posso mais desperdiçar muitas coisas que Deus está me dando, inclusive oportunidades de ser feliz.”

(Leonardo Ladislau)

Trecho de Romance Quase Inventado

(Ouvi em meio aos corredores…)

– Menino, o que estás fazendo comigo?
Enquanto te amo percebo estar feito boba
sorrindo sem parar,
meu sorriso traz uma mistura de prazer,
felicidade e espanto…

– Menina, não és só tu que carrega no rosto
um sorriso em quadro estampado,
Monalisa ficaria com uma inveja de mil cores,
Leonardo da Vinci teria de reinventá-la,
pra fazer uma mistura de nosso riso em festa.